O Programa Universidade para Todos (ProUni buscar) divulgou nesta quarta-feira (19) os 101.997 candidatos pré-selecionados para receber bolsas de estudo no primeiro semestre de 2008. No total, 855.734 alunos concorreram às 106.048 bolsas oferecidas pelo Ministério da Educação (MEC) em parceria com 1.416 instituições de ensino superior.

Clique no link abaixo para consultar os candidatos classificados (é preciso informar o número de inscrição no Enem 2007 ou o CPF do candidato): 

Veja a lista de pré-selecionados aqui.

No iníicio de dezembro, o MEC havia divulgado que seriam oferecidos 105.953 benefícios. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Ensino Superior (SeSu), o número subiu depois da finalização da adesão das instituições de ensino superior.

A próxima etapa do processo seletivo é a confirmação da vaga. Os estudantes pré-selecionados devem comparecer à instituição na qual foram aprovados entre os dias 2 de janeiro e 1 de fevereiro e comprovar as informações da ficha de inscrição.

O MEC explica que as vagas que não forem preenchidas pelos estudantes que foram convocados nesta etapa poderão ser disponibilizadas novamente em uma segunda chamada, no dia 13 de fevereiro, e terceira chamada, no dia 4 de março.

Os três primeiros pré-selecionados são candidatos a bolsas integrais para curso de medicina em Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre, respectivamente. As mensalidades do curso são de R$ 2,5 mil, aproximadamente.

Entre os inscritos, São Paulo registrou o maior número de candidatos (213.724), seguido por Minas Gerais (121.075), Bahia (81.781) e Rio Grande do Sul (64.814). No processo seletivo, 17 estados tiveram preenchimento de 100% das vagas oferecidas.

A nota média dos candidatos teve aumento de 15% em relação ao processo seletivo do primeiro semestre deste ano - de 62,73% para 71,73%. Para a coordenadora do ProUni, Paula Mello, o aumento da nota demonstra que os bolsistas estão contribuindo para a qualificação da educação superior.

Procura

Em comparação com o primeiro processo seletivo de 2007 - que recebeu 483.266 inscrições -, a procura pelas bolsas do ProUni aumentou em 60%. Dados da SeSu, indicam que, até o momento, o período em que o ProUni registrou maior procura proporcional foi no primeiro semestre de 2006, quando o programa recebeu 793.436 inscrições para 91.609 bolsas.

Até essa data, de acordo com a SESu, não era exigida nota mínima de 45 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para realizar a inscrição. 

O aumento na procura contrasta com a queda no número de benefícios. O número de bolsas de estudos oferecidas no caiu no primeiro semestre de 2008, quando comparado ao número oferecido para o mesmo período de 2007: 108.642.  

De acordo com a assessoria de imprensa da Sesu, a flutuação do número de bolsas ofertadas depende das instituições particulares que se cadastram no programa. As bolsas para o primeiro semestre de 2008 são oferecidas em 1.416 instituições de ensino superior. No primeiro semestre de 2007, 1.427 instituições participaram do programa.

 O programa

O ProUni é um programa do Governo federal que oferece bolsas integrais e parciais em instituições de ensino superior privadas. As bolsas integrais são para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (R$ 570). As parciais, de 50% da mensalidade, são para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos (R$ 1.140). O ProUni também oferece bolsas de 25% para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos para cursos com mensalidade de até R$ 200.

Só pode se candidatar, o estudante que participou do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2007 e obteve nota mínima de 45 pontos (média aritmética entre as provas de redação e conhecimentos gerais). Os resultados do Enem são usados como critério para a distribuição das bolsas de estudos. Assim, os estudantes que alcançam as melhores notas no exame têm maiores chances de escolher o curso e a instituição em que estudarão.