O que é o ProUni?

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é um programa do Governo Federal criado pelo Ministério da Educação (MEC) em 2004. O objetivo do programa, que começou a vigorar em 2005, é conceder bolsas de estudo parciais e integrais para estudantes de baixa renda em instituições de ensino superior em todo o Brasil.

Ache os cursos e faculdades ideais para você.]

O Prouni conta com duas edições anuais, uma para o processo seletivo do primeiro semestre (normalmente em janeiro) e uma para o processo seletivo do segundo semestre, com data de inscrição normalmente divulgada entre maio e junho.
A inscrição do Prouni é feita pela internet, em datas divulgadas semestralmente, e o processo seletivo é totalmente informatizado.

O que é uma bolsa de estudo?

É um benefício concedido ao estudante, na forma de desconto parcial ou integral sobre os valores cobrados pelas instituições de ensino privadas.

Qual é a relação entre o ProUni e o Enem?

O Enem é um dos critérios obrigatórios para os candidatos a uma bolsa do Prouni. Só pode se candidatar ao ProUni o estudante que tiver participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido a nota mínima divulgada pelo Ministério da Educação e não ter zerado na redação. E é por meio da nota do Enem que são selecionados os estudantes que se encaixam nos critérios do Prouni. Dessa forma, quanto maior a nota do Enem, maiores as chances de conseguir uma das bolsas parciais ou integrais.
Basta fazer o Enem para ter direito a uma bolsa?
O Enem é apenas um dos critérios. Para ser elegível a uma bolsa do Prouni o candidato precisa:
- ter feito o ensino médio na rede pública, ou na rede privada como bolsista integral;
- ter uma renda familiar de no máximo 3 salários mínimos por pessoa;
- ter feito o Enem e conseguido a nota mínima  divulgada pelo MEC nas provas de ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias e não ter zerado na redação
Professores da rede pública que estejam exercendo a função e sejam funcionários permanentes dessa instituição pública podem concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia sem a necessidade de comprovar renda mínima.

É preciso fazer o vestibular para concorrer a uma bolsa do ProUni?

O Prouni já é um processo seletivo, não há necessidade de prestar o vestibular ou estar matriculado na universidade para candidatar-se a uma bolsa. No entanto, fica a critério da instituição aplicar ou não testes complementares para avaliar os pré-selecionados do Prouni, desde que não cobre nenhum tipo de taxa.

O ProUni reserva cotas para afrodescendentes, indígenas e portadores de deficiência?

Sim, o ProUni reserva bolsas aos cidadãos portadores de deficiência e aos autodeclarados negros, pardos ou índios. O percentual de bolsas destinadas aos cotistas é igual àquele de cidadãos negros, pardos e índios, por Unidade da Federação, segundo o último censo do IBGE. Vale lembrar que o candidato cotista também deve se enquadrar nos demais critérios de seleção do programa.

Quais são os tipos de bolsa oferecidos?

O Prouni oferece dois tipos de bolsa: integral e parcial. A bolsa integral é destinada a quem tem renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio. E a bolsa parcial, de 50% dos encargos educacionais, é para estudantes que tem uma renda familiar por pessoa de até três salários mínimos.

Como calcular a renda familiar por pessoa?

Para calcular a renda familiar e descobrir se você se encaixa no perfil atendido pelo Prouni, é preciso somar todas as rendas brutas das pessoas s família que moram na mesma casa que você. Pai, padrasto, mãe, madrasta, esposo(a), companheiro(a), filho(a), enteado(a), irmãos e avós são devem ser considerados, desde que morem na mesma residência e componham a renda para mantê-la.
Em seguida, divida o valor dessa renda bruta pelo número de familiares (incluindo você). O resultado é a renda familiar bruta por pessoa (ou per capita).