Foi-se o tempo em que somente a classe mais privilegiada tinha facilidade de acesso ao ensino superior no Brasil. Durante muito tempo as universidades públicas eram uma das únicas opções para estudantes de baixa renda ou que não podiam arcar com as despesas de um curso de graduação. Hoje, o ensino superior está mais acessível e é possível obter um diploma de graduação de faculdades conceituadas gastando apenas um pouco por mês.

Contudo é preciso estar atento para o barato não sair caro. Antes de escolher a faculdade é importante conferir junto ao MEC se a faculdade está habilitada a emitir diplomas de graduação para o curso de seu interesse.

Aos 25 anos Janaina Andrade resolveu parar o trabalho de recepcionista de um escritório de direito para tentar uma vaga em uma faculdade pública. Certa do desafio que teria pela frente, matriculou-se em um curso pré vestibular e iniciou a maratona de estudos. Ao final do ano, prestou vestibular para duas faculdades públicas, mas não foi aprovada .

"Quando vi que precisaria estudar mais um ano em tempo integral percebi que não seria possível. Ajudo com as despesas da casa e precisava trabalhar também".

Janaína já estava quase desistindo do sonho de ser formar em uma universidade quando resolveu pesquisar mais sobre as faculdades particulares.

Ache os cursos e faculdades ideais para você.

"Fiquei surpresa ao saber que uma faculdade ao lado do meu trabalho oferecia o mesmo curso por um valor que cabia perfeitamente no meu orçamento. Fiquei ainda mais surpresa ao saber que a mesma faculdade estava muito bem conceituada no ranking do MEC para meu curso".

Sem a pressão de passar mais um ano trancada num cursinho sem a certeza de que seria aprovada em uma faculdade pública Janaína voltou ao antigo emprego, prestou vestibular, foi aprovada na faculdade particular e conseguiu conciliar sua vida profissional com seus estudos.

Hoje, já no último ano da faculdade Janaína é estagiária de direito no mesmo escritório em que trabalhava como recepcionista.

Assim como Janaína muitos estudantes de todo país estão ingressando no ensino superior sem gastar muito pra isso. A alta competição de universidades gerou uma queda de cerca de 30% nos valores das mensalidades. Além disso, créditos estudantis tem facilitado ainda mais o ingresso na faculdade.

Através do financiamento privado, em que o banco financia até 50% da mensalidade do curso,  estudantes de todo Brasil podem estudar em uma faculdade gastando menos de duzentos reais por mês. Este tipo de financiamento beneficia estudantes que não tinham como pagar a faculdade.

De fato, hoje baixos preços de mensalidades não são mais sinônimos de baixa qualidade de ensino. Muitas das faculdades mais baratas do Brasil figuram no topo do ranking do MEC. Esta facilidade tem permitido que cada vez mais pessoas tenham acesso a uma educação de qualidade e que pessoas já inseridas no mercado de trabalho, mas que não possuíam uma qualificação superior, possam voltar à sala de aula.

E você? O que está esperando para ingressar na faculdade?

Ache os cursos e faculdades ideais para você.