A imensa maioria dos vestibulares e concursos pelo Brasil pedem redação no formato dissertativo.

Você saberia explicar – não vale pesquisar no Google – o que é uma dissertação e quais elementos ela deve incorporar no texto?

Pois é! A maioria de nós se perde não apenas na explicação, mas também na montagem de um texto dissertativo. Para fazer uma boa redação desse tipo é fundamental entender essa estrutura, o que pode e o que não pode ser utilizado, qual o tamanho ideal, o tipo de argumento, etc.

Se isso acontece com você, não se afobe. Vamos explicar a seguir o que é um texto dissertativo, como criar um, os recursos que você deve usar e os macetes para fazer uma bela redação no vestibular!


O texto dissertativo

A dissertação nada mais é do que um texto estruturado para transmitir o ponto de vista do autor.

Fazer uma dissertação exige dois ingredientes fundamentais: conhecimento sobre o tema e capacidade de planejamento.

Sem um bom conhecimento do tema, o autor não terá capacidade de apresentar ao leitor um argumento convincente. E se não planejar as etapas de texto dissertativo, pode confundir o leitor e prejudicar a transmissão da mensagem.

O texto dissertativo pode ser de diversos formatos: expositivo, argumentativo, argumentativo-subjetivo, argumentativo-objetivo, crítico, etc.

Aqui vamos falar do formato dissertativo-argumentativo, exigido no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e também bastante pedido em vestibulares de todo o País.

Veja a seguir como estruturar o seu.

Estrutura do texto dissertativo-argumentativo

A organização de um texto dissertativo-argumentativo contempla quatro etapas básicas:
1. Contextualização do tema: é a abertura do texto. Aqui você vai falar da questão a ser tratada, apontar a problemática, fazer uma conjuntura histórica (se for preciso) e preparar o leitor para o seu posicionamento. Tente não escrever demais nessa etapa.

2. Apresentar o posicionamento: é aqui que seu poder de articulação começa a ser testado. Você vai apresentar, de forma muito clara, o que pensa a respeito do tema. Não se esqueça de que os vestibulares exigem que os candidatos respeitem os Direitos Humanos e jamais usem palavras de baixo calão.

3. Argumentação: nesse ponto você vai explicar em detalhes o porquê do seu posicionamento e a razão de ter escolhido esta ou aquela solução para a situação-problema. Sua meta é fundamentar o pensamento para convencer o leitor daquilo que você está expondo. Apresente provas e argumentos que confirmem a sua ideia.

4. Conclusão: é o encerramento do texto, em que o autor irá sintetizar sua exposição ao leitor. Fique atento para não haver discrepâncias entre o pensamento no início e no fim da dissertação.

 

Como fazer uma boa dissertação

Para fazer uma boa dissertação é preciso conhecimento sobre o tema. Isso você só vai conseguir estudando, lendo e refletindo bastante.

Anote algumas dicas de como melhorar sua capacidade de dissertação:

• Fique por dentro das atualidades. Analise a questão, busque argumentos contra e a favor, leia análises de fontes diferentes e, por fim, tente trabalhar sua própria opinião sobre o tema.
• Embora o texto dissertativo-argumentativo tenha um perfil opinativo, é importante não “personalizar” o texto. Não use termos como “é minha opinião”, “eu penso que”, “eu acho que deveria”. O ideal é manter um caráter mais objetivo.
• Pratique bastante a escrita e leve os textos que você produzir para um professor ou especialista avaliar. Isso é fundamental para aprimorar sua capacidade de expressão.
• Releia várias vezes antes de passar o texto a limpo.
• Esteja sempre atento à grafia das palavras, à concordância verbal e à nominal.
• Não precisa ser lírico ou usar palavras difíceis para fazer um bom texto. Objetividade e simplicidade são características muito apreciadas pelos avaliadores.

Os tipos de redação cobrados nos vestibulares

Embora o formato dissertativo-argumentativo seja o preferido do Enem e apareça em muitos vestibulares, é possível encontrar outros formatos que fogem do habitual.

Conheça alguns:

Carta – sim, alguns vestibulares pedem que o candidato escreva uma carta – geralmente endereçada a uma pessoa ou instituição determinada no enunciado. Aqui o estilo é direto, a comunicação é feita entre dois interlocutores definidos e a forma é mais solta. O candidato só precisa observar o grau de formalidade da redação.

Narrativo – é o formato mais popular depois do dissertativo-argumentativo. Nela o candidato deve desenvolver seu texto como uma história, apresentar personagens, descrever os ambientes, contextualizar o tempo, etc. Aqui há mais espaço para a criatividade e mais liberdade de formato.

Descritivo – é um relato mais detalhado a respeito do tema pedido no enunciado da redação. O candidato precisa deixar bem clara a forma, a dimensão e a situação de todos os personagens ou objetos pedidos no texto.  

E a redação do Enem, como é?

O formato escolhido pelo maior vestibular do País, o Enem, também é o dissertativo-argumentativo. Nela, além de provar que domina o modelo, o candidato terá que fazer bonito em cinco competências:
1. Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
2. Aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema.
3. Apresentar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
4. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
5. Elaborar proposta de intervenção social para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Quem não desenvolver o texto no formato pedido pelo Enem vai zerar na redação. Não queira ser essa pessoa: um zero na redação do Enem é pior que pesadelo!

O participante que zerar na redação não conseguirá usar a nota do Enem pra entrar em faculdades públicas pelo Sisu, mesmo que tenha obtido notas altíssimas nas provas objetivas. Também ficará impedido de concorrer a uma bolsa de estudos pelo ProUni e a um financiamento pelo FIES usando o desempenho naquela edição do Enem.


Onde estudar com a nota do Enem

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC onde você pode entrar com sua nota no Enem:
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 
Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) 
Centro Universitário do Distrito Federal (UDF)

Está se preparando para o Enem ou Vestibular e precisa de uma forcinha? Conheça o site Descomplica, que tem aulas, conteúdos e exercícios sobre matérias de todo o ensino médio!


Veja também:
10+ Dicas para Arrasar na Redação do Vestibular


Como está seu conhecimento de redação para os próximos vestibulares? Conte para a gente nos comentários!