O engenheiro civil tem uma responsabilidade e tanto nas mãos. Afinal, é encarregado de projetar prédios, pontes, shoppings, estradas, edifícios de dezenas de andares, aeroportos e casas. É um dos profissionais mais requisitados do mercado de trabalho brasileiro atualmente.

Mas para entrar nessa área vai ser preciso muita dedicação. Além de ser um dos mais difíceis, o curso de Engenharia Civil frequentemente aparece entre os mais concorridos nas universidades públicas e privadas de todo o País. No Sisu, então, é preciso ter uma bela nota para conseguir uma vaga.

A razão para tanta procura não está apenas nos bons salários pagos a esses profissionais. A profissão é uma das que têm maior taxa de emprego no Brasil, por vezes contratando estudantes que sequer terminaram a faculdade.

Se você está interessado em fazer Engenharia Civil, fique ligado em nosso guia a seguir. Descubra o que se estuda nesta faculdade e o que o mercado espera dos futuros profissionais!


Sobre a faculdade de Engenharia Civil

O curso de Engenharia Civil dura em média cinco anos e é oferecido apenas em grau de bacharelado.

A boa notícia é que muitas universidades estão gradualmente passando a oferecer essa graduação também na modalidade a distância – o que permite mais flexibilidade de estudo e gerenciamento de tempo.

Se você está interessado em seguir esta carreira, prepare-se:

  1. O curso de Engenharia Civil está entre os mais concorridos do Brasil, frequentemente disputando o topo da lista com Medicina ou Direito. Para conseguir uma vaga (tanto em faculdades públicas quanto particulares) é preciso caprichar nos estudos e ter afinidade com disciplinas da área, como Matemática e Física.
  2. O curso é oferecido em período integral. O estudante terá que dedicar todo o seu dia (e uma parte da noite!) aos estudos, o que inviabiliza ter um emprego enquanto faz a faculdade.
  3. É uma graduação muito difícil, mesmo para quem tem afinidade com a as Ciências Exatas. Os alunos precisam sair do curso especialistas em todos os princípios que regem o bom exercício da profissão: uso do solo, características dos materiais utilizados, efeitos da chuva, do sol, expansão do concreto, do ferro e da madeira, dos ventos, práticas de segurança, estabilidade, etc. Não dá para ser um bom engenheiro com conhecimentos parciais nessas áreas. Elas são vitais e, quando mal executadas, podem comprometer a vida de centenas de pessoas.
  4. É um curso com muita atividade de laboratório e visitas externas. Além disso, tradicionalmente, as faculdades incentivam a participação dos alunos em atividades e projetos extracurriculares, como concursos, competições e feiras.

Para obter o diploma de bacharel em Engenharia Civil, o aluno deve realizar um estágio supervisionado na área e elaborar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).


O que se estuda em Engenharia Civil

Em geral, os dois primeiros anos do curso de Engenharia Civil abordam os conteúdos de base, comuns a todas as engenharias. Incluem-se aí disciplinas como Cálculo, Geometria, Química, Física, Matemática e Estatística.

Depois, o estudante entre no universo da Engenharia Civil e passa a conhecer as características dos materiais com os quais irá trabalhar, a decifrar a matemática das instalações elétricas e hidráulicas e a conhecer as principais tecnologias e métodos de construção.

O futuro engenheiro deve sair da faculdade apto a entender de todas as etapas de uma construção, do planejamento à entrega da obra. Para isso, o aluno irá encarar disciplinas como:

  • Álgebra Linear
  • Cálculo
  • Eletricidade
  • Estruturas de Aço, Concreto, Madeira e Metálicas
  • Hidráulica Geral
  • Instalações Elétricas e Telefônicas
  • Mecânica dos Solos
  • Projetos de Engenharia Civil
  • Resistência dos Materiais
  • Saneamento Básico
  • Sistemas, Métodos e Processos de Construção Civil
  • Tecnologia da Construção

Mercado de trabalho para quem faz faculdade de Engenharia Civil

De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Engenharia Civil está entre as três profissões com maior taxa de ocupação no Brasil, além de ser uma das que oferecem os melhores salários aos seus profissionais.

Um dos motivos para indicadores tão positivos é o investimento público e privado em infraestrutura, em parte estimulado pela Copa do Mundo e pelas Olimpíadas, que aqueceram o setor.

Mesmo com a desaceleração econômica recente, o setor da construção civil foi pouco afetado nas principais cidades brasileiras. Prédios, shoppings, pontes e estradas continuam a tomar corpo pelo País afora.

O mercado tem sido receptivo a profissionais que agregam múltiplos talentos – e não é diferente na Engenharia. É cada vez mais comum encontrar engenheiros coordenando equipes, gerenciando custos, fazendo a comunicação entre áreas distintas, cuidando de projetos e lidando com pessoas em geral. Profissionais que investem nesse tipo de formação estão recebendo salários interessantes e são disputadíssimos entre as grandes empresas.


Onde estudar Engenharia Civil

O curso de Engenharia Civil está disponível tanto na modalidade presencial quanto a distância. Ambas têm cinco anos de duração e exigem dedicação integral.

É uma graduação fácil de encontrar nas principais faculdades reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Confira algumas:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:
As profissões mais bem pagas

Ficou interessado em fazer a faculdade de Engenharia Civil? Conte para a gente nos comentários!