Os cursos técnicos e os cursos profissionalizantes, apesar de terem propósitos parecidos, não podem ser confundidos. Algumas diferenças são bem marcantes e de fundamental importância na hora de escolher o caminho mais adequado.

As semelhanças entre os cursos


Ambos os cursos oferecem aos alunos uma formação destinada ao mercado de trabalho, por conta disso, muitas aulas ministradas ao longo dos cursos são práticas. Eles são ideais para aqueles alunos que desejam obter uma profissão de forma rápida, sem a necessidade de ingressar em uma graduação. Os cursos de graduação tem duração média de 4 anos, enquanto os cursos técnicos e profissionalizantes, normalmente, duram de 6 meses a 2 anos.
Muitos cursos técnicos são denominados profissionalizantes por terem um foco ainda maior no mercado destinado àquela profissão. Esses cursos técnicos profissionalizantes reúnem as características principais de cada um dos cursos, formando profissionais aptos a ingressar no mercado de trabalho. Além do conhecimento teórico, característica marcante nos cursos técnicos, o aluno recebe treinamento prático para situações que certamente irá enfrentar no dia a dia da profissão.

As diferenças entre os cursos


Uma das principais diferenças entre um curso técnico e um curso profissionalizante é quanto à aprovação do Ministério da Educação (MEC). Os cursos técnicos devem ser aprovados pelo MEC, enquanto que os profissionalizantes não possuem essa necessidade, já que não emitem diploma de conclusão de curso. Ou seja, os alunos que decidirem fazer um curso profissionalizante receberão um certificado constando a carga horária e o tipo de curso realizado, além da assinatura do representante da instituição que aplicou o curso, porém, esse certificado não tem validade perante o MEC. Por outro lado, os alunos formados em um curso técnico, além de receberem o certificado com as horas e as disciplinas concluídas, também recebem um diploma que garante a formação técnica.
Os cursos técnicos costumam exigir que o aluno, para poder receber o diploma, concluam uma carga horária mínima de estágio e um trabalho de conclusão de curso, como um projeto ou uma pesquisa na área. Os cursos profissionalizantes, normalmente, não tem essa exigência.
Além disso, os cursos técnicos também tem a obrigatoriedade de que os alunos tenham concluído ou estejam cursando o ensino médio para poderem ingressar nos cursos. Há três formas de concluir o curso técnico:
•    Concomitante: Quando o aluno cursa o ensino médio e o ensino técnico ao mesmo tempo, porém em instituições diferentes.
•    Integrado: Quando o curso é, ao mesmo tempo, ensino técnico e médio.
•    Subsequente: Quando o aluno ingressa no curso técnico após a conclusão do ensino médio.

Os cursos técnicos também possuem uma carga horária maior, ou seja, os alunos que ingressam em um curso de nível técnico devem cumprir maior número de horas por aula do que aqueles que optam por um curso profissionalizante.

Qual curso escolher?


Normalmente, os alunos que decidem fazer um curso profissionalizante são aqueles que já possuem certa experiência na área. O curso é utilizado para agregar maior conhecimento na profissão que já está sendo exercida e auxiliar no dia a dia do profissional. Esse tipo de curso é utilizado também por algumas empresas como treinamento para os ingressantes, ou seja, os funcionários recém-contratados ou que estejam concorrendo a uma vaga passam por um curso preparatório para se adaptar à função.
Os cursos técnicos, por outro lado, costumam abordar os conteúdos de forma que os alunos, independente de possuírem conhecimentos prévios, tenham o mesmo aprendizado. Muitos alunos utilizam o curso técnico como um preparatório para a faculdade, já que, em um tempo mais curto do que no ensino superior, conseguem ter uma visão ampla do que será abordado na graduação.  
 O MEC disponibiliza o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos anualmente, que é uma relação de todos os cursos com o intuito de auxiliar os alunos na escolha daquele que mais de adéqua às necessidades e aspirações e apresentar o que cada um oferece.

Confira o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos

[Ache os cursos e faculdades ideais para você]