O curso de graduação em Engenharia da Computação garante ao aluno uma formação sólida nos mecanismos, fundamentos e habilidades que dão suporte a criação de sistemas computacionais.

O engenheiro da computação possui conhecimento suficiente para projetar e construir computadores, periféricos e todos os sistemas que irão integrar o software com o hardware.

A produção de equipamentos computacionais é realizada de acordo com a demanda do mercado. O setor de telecomunicações também é fortemente atendido por este profissional, pois ele pode fazer a interligação das redes telefônicas.

Com desenvolvimento de sistemas computacionais é possível que uma empresa garanta redução de custos e desperdícios, e a confiabilidade das informações da organização. O profissional também pode utilizar de tecnologias da informação pré-existentes para suprir as necessidades encontradas em diversas áreas, como: sistemas de automação, banco de dados, sistemas digitais, simulação, entre outros.



Mercado de Trabalho

Tendo em vista a crescente demanda por profissionais com alto nível de qualificação ligados a área da computação, o graduado em Engenharia da Computação, dificilmente, irá encontrar problemas na hora de procurar um emprego. Qualquer empresa, hoje em dia, usa sistemas computacionais como base auxiliar de qualquer um dos seus processos, seja produção, inteligência, logística ou qualquer outro. Esses sistemas dão mais confiabilidade aos dados e decisões, além de tornar o dia a dia empresarial mais ágil, evitando perda de tempo em atividades manuais.

Para garantir melhor colocação diante do mercado competitivo, aconselha-se que o profissional seja fluente no inglês, e em alguns casos, o fato de possuir aptidão com um terceiro idioma faz muita diferença.

Onde atuar?

O graduado em Engenharia da Computação poderá trabalhar realizando as seguintes atividades:

  • Criação de computadores, periféricos, programas e linguagens específicas;
  • Projetos de robôs, sistemas digitais, computadorizados e sistemas operacionais;
  • Planejamento e coordenação de ações para o comércio de informática;
  • Gerencia e assistência a redes de computadores.

Grade curricular

Além das matérias base de engenharia, como cálculo, química, física, geometria analítica e mecânica aplicada. Serão encontradas disciplinas nas áreas de administração, elétrica, ciências sociais, computação, entre outras. Veja abaixo, algumas disciplinas que poderão compor a grade curricular do curso de graduação em Engenharia da Computação:

  • Introdução à Engenharia de Computação
  • Eletromagnetismo
  • Compiladores
  • Estrutura de Dados
  • Sistemas de Tempo Real
  • Inteligência Artificial
  • Sistemas Microprocessados
  • Desenho Técnico
  • Circuitos Digitais
  • Programação
  • Eletrônica Digital
  • Banco de Dados
  • Lógica para Computação
  • Sistemas Operacionais
  • Redes de Computadores
  • Engenharia de Software
  • Inglês Instrumental
  • Programação Orientada a Objetos
  • Arquitetura de Computadores
  • Análise e Modelagem de Sistemas Dinâmicos

Durante a graduação, o aluno deverá estar presente nas aulas teóricas e práticas, além de realizar as atividades em laboratórios, matérias optativas, estágio supervisionado e o trabalho de conclusão do curso (TCC). Após a realização e aprovação nas atividades exigidas pela Instituição na qual esteja realizando o curso, o aluno estará graduado em Engenharia da Computação e apto para ingressar no mercado de trabalho.