O verbo forma a parte da oração chamada predicado e pode encerrar um sentido completo ou uma idéia inacabada: Aquele homem morreu. Aquele homem vendeu... (vendeu o quê?). Veja que, neste segundo exemplo, o sentido ficou incompleto.

Os verbos são classificados em intransitivos; transitivos diretos; transitivos indiretos; transitivos diretos e indiretos ao mesmo tempo; auxiliares e defectivos.

Vamos nos referir aos verbos que transitam, ou melhor, que  só completam  a sua significação com objetos diretamente ligados a eles sem o auxílio de preposição e com objetos que são ligados indiretamemente às ações expressas com a ajuda de uma preposição.

Enfatizando: Os verbos transitivos diretos exigem como complemento um objeto direto que pode ser também um dos pronomes pessoais oblíquos o, a, os, as: A polícia perseguiu o ladrão e o prendeu.

Estes são alguns dos muitos verbos transitivos diretos que se constroem com os pronomes o(s), a(s), objetos diretos de pessoa: abençoar, aborrecer, admirar, amar, animar, aturar, autorizar, beneficiar, chamar (alguém), conhecer, contrariar, convidar, decepcionar, desacatar, denunciar, desgostar, desinteressar, desmoralizar, desorientar, desprezar, deter, divertir, enganar, entreter, gratificar, homenagear, humilhar, igualar, iludir, isentar, ludibriar, magoar, obrigar, orientar, persuadir, prejudicar, presentear, prezar, punir, reconhecer, repreender, respeitar, responsabilizar, saudar, superar, surpreender, sustentar, trair, transtornar, ultrajar, ultrapassar, visitar, vitimar. Exemplos: Deus o (e não: lhe) abençoe. Nós o vimos (e não: lhe vimos) / Nós o (e não lhe) admiramos muito. / Tudo faziam para diverti-lo.

Mais alguns exemplos de verbos transitivos diretos: A terra produz bons frutos. São complementos das terceiras pessoas do singular e do plural os pronomes: o, a, os, as e as variantes lo, la, los, las; no, na, nos, nas: Convido-o, encontro-os, incomodo-a, conheço-a. Desejo conhecê-lo. Quero compreendê-la. Importunaram-no.

Objeto direto preposicionado. Em certos casos, o objeto direto, ou seja, o complemento de verbos transitivos diretos, vem precedido da preposição a. Isto ocorre sobretudo:

1. Quando o objeto direto é um pronome pessoal tônico: A mulher hostilizava tanto a mim quanto a eles.

2. Com nomes próprios ou comuns, designativos de pessoas, a bem da ênfase ou da harmonia da frase: Amemos a Deus sobre todas as coisas.

3. Quando é preciso assegurar a clareza da frase, evitando que o objeto direto seja tomado como sujeito.
Exemplos: Convence, enfim, ao pai o filho amado. Cumprimentou a todos. O deputado foi cassado e a tudo e a todos ele culpava.

4. Em construções enfáticas, nas quais se antecipa o objeto direto para dar-lhe realce: A mim, Antônio nem sequer cumprimentava.

5. Em certas construções enfáticas, como puxar da navalha, cumprir com o dever, atirar com os livros sobre a mesa etc.: Puxou da navalha, pronto para defender-se. Chegou exausto e abatido./Atirou com a maleta sobre a mesa. / Importa que cada um cumpra com suas obrigações.

Objeto direto enfático - Por ênfase ou realce, é lícito repetir o objeto direto por meio de um pronome oblíquo, ou do pronome demonstrativo o, quando o objeto direto é oracional: As armas, os bandidos as compram de países ricos.- O objeto direto enfático, geralmente, antecede o verbo.

Objeto indireto enfático - À semelhança do objeto direto, o objeto indireto pode ser repetido ou reforçado, por ênfase ou realce: "Muito lhe será perdoado, à tevê, pela sua ajuda aos doentes, aos velhos, aos solitários."

Os transitivos indiretos passam para o  objeto indireto complementar o sentido da frase: Assistimos ao jogo./ Creio em Deus./ Obedeça às normas do trânsito. O objeto indireto é sempre precedido de preposição.

Entre os verbos transitivos indiretos, merece destaque o verbo responder. A regência que se alicerça na tradição da língua é responder a uma carta, responder a um questionário, responder a uma pergunta. Ele não respondeu à pergunta que lhe fiz./ O ministro respondia às acusações sem perder a serenidade. Natural é que o leitor faça tais perguntas, às quais tenho obrigação de responder.

Evite usar responder na voz passiva: A secretária é que respondia às cartas dos fãs do cantor, melhor forma que "As cartas dos fãs do cantor eram respondidas pela secretária"./ Ainda não se respondeu a essas cartas?, preferível a "Essas cartas ainda não foram respondidas".

Ainda, em se referindo aos verbos transitivos indiretos, importa distinguir: a) os que se constroem com os pronomes lhe, lhes: agradeço-lhe, obedeça-lhes, perdoou-lhe, valeu-lhes; b) os que não aceitam os pronomes lhe, lhes, exigindo para complementá-los os pronomes do caso reto (ele, ela, eles, elas,) precedidos de preposição: recorrer a ele, assistir a ela, depender deles, não ligar para elas.

Os verbos transitivos diretos e indiretos prescindem de dois complementos: um direto e o outro indireto: A empresa fornece comida aos trabalhadores.

Eis alguns exemplos de verbos transitivos diretos e indiretos que se constroem com objeto direto de pessoa: Ela apresentou o namorado ao pai (Ela o apresentou ao pai). Ensinamo-lo a redigir. / Aconselho-as a ler bons livros. / Sua intuição preveniu-a de uma desgraça. / A prática o familiarizou com o computador. / Devo preveni-lo de que essa profissão exige sacrifícios.

Atenção: São poucos os verbos transitivos indiretos que requerem o pronome lhe. Em geral, são verbos que exigem a preposição a: agradecer a alguém / agradecer-lhe; obedecer ou desobedecer a alguém / obedecer-lhe, desobedecer-lhe; perdoar a alguém / perdoar-lhe; pagar a alguém / pagar-lhe; suceder a alguém/ suceder-lhe; resistir a alguém / resistir-lhe.

Objeto indireto enfático - À semelhança do objeto direto, o objeto indireto pode ser repetido ou reforçado, por ênfase ou realce: "Muito lhe será perdoado, à tevê, pela sua ajuda aos doentes, aos velhos, aos solitários."