O FIES é um programa do Governo Federal que ajuda estudantes brasileiros a pagar a faculdade particular. O financiamento do FIES cobra uma taxa de juros mais baixa do que as praticadas no mercado e o estudante só começa a pagar as prestações da dívida depois de formado.


Confira 10 dicas para conseguir um financiamento do FIES:


1. Enem para pedir o FIES

Um dos requisitos para poder entrar no FIES é ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, em qualquer edição a partir de 2010. Além de ter participado do Enem, o candidato também precisa ter conseguido pelo menos 450 pontos na média das provas do Exame e nota maior do que zero na redação. Essa a nota mínima para participar do processo seletivo, mas alguns cursos mais concorridos podem exigir uma nota bem mais alta para ser aprovado.

2. Renda para pedir o FIES

Outro critério importante para conseguir o FIES é a renda familiar.

Até o segundo semestre de 2017, podem participar estudantes com renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa. Para calcular a renda familiar bruta, some a renda de todos os familiares que moram na mesma casa que você, sem os descontos, divida pelo número de pessoas e depois divida novamente pelo valor do salário mínimo. Se o resultado for menor ou igual a 3, você atende o critério de renda para pedir o FIES em 2017.

Em 2018, o critério de renda familiar muda. Algumas vagas, com juro zero, são para quem tem renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. Outras vagas aceitarão candidatos com renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Para ter certeza de que você preenche o requisito de renda, confira o edital do processo seletivo do FIES no semestre em que você vai participar.


3. Quando fazer a inscrição do FIES

Antes, o FIES podia ser solicitado em qualquer época do ano. A regra mudou e, a partir de 2015, o Ministério da Educação (MEC) divulga as datas de inscrição duas vezes por ano: no primeiro e no segundo semestre.

4. Como pedir o FIES

O FIES só pode ser pedido pela internet.

Durante o período de inscrições, o candidato deve se cadastrar no FIES Seleção.

Caso seja selecionado, deve informar seus dados em outro sistema, o SisFIES. Em seguida, terá um prazo para validar alguns documentos na faculdade e pegar uma declaração, para só então poder assinar o contrato de financiamento no banco.

5. De olho nos prazos do FIES

O FIES tem um limite de dias entre cada um dos passos da inscrição. Fique atento ao edital do FIES do semestre em que você está tentando um financiamento. O FIES vem passando por uma série de mudanças e o que valeu para determinada edição pode não valer para outra.

6. Em qual banco fazer o financiamento do FIES

Após ser selecionado e cumprir todas as etapas de comprovação de informações, o estudante faz a contratação do financiamento em uma agência bancária.  Até o segundo semestre de 2017, apenas o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal estavam autorizados a fazer contratos do FIES.

A partir de 2018, outros bancos regionais e de desenvolvimento podem realizar os contratos. Consulte o edital do processo seletivo e confira em que tipo de financiamento você se encaixa para saber qual banco fará seu contrato, caso consiga uma vaga no FIES.

7. Quem tem ProUni pode conseguir o FIES

Quem já tem uma bolsa parcial do Prouni pode tentar o FIES para financiar a outra metade da mensalidade.  Para conseguir o FIES, o bolsista parcial do ProUni precisa solicitar o financiamento para o mesmo curso no qual é beneficiário da bolsa, na mesma faculdade, e a soma dos dois benefícios não pode ultrapassar o valor dos encargos educacionais com desconto.

8. Áreas prioritárias do FIES

O número de vagas para o FIES está diminuindo, o que torna cada vez mais difícil conseguir esse financiamento. A boa notícia vai para quem pretende financiar cursos ligados às áreas consideradas prioritárias pelo MEC, pois são as que receberão mais recursos e, consequentemente, ofertarão mais vagas. A cada edição do FIES essas áreas podem mudar. Consulte o edital do processo seletivo para saber os detalhes.

9.  Ninguém pode cobrar para “conseguir” o FIES para você

A inscrição do FIES é gratuita e só pode ser feita pelo portal oficial do programa. Além disso, o contrato deve ser feito nos bancos credenciados pelo FIES. Não aceite nenhuma oferta para “acelerar o processo” ou “garantir uma vaga no FIES”.

10. Faculdades que participam do FIES

A cada edição do FIES, podem mudar as instituições participantes. As faculdades que aceitam o FIES são todas reconhecidas pelo MEC, pois é necessário ter avaliação positiva no SINAES (Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior).

Confira algumas das principais instituições de ensino que costumam participar do FIES:

Saiba mais sobre o FIES:
Dúvidas frequentes do FIES

Vai pedir o FIES? Para qual curso? Conte para a gente aqui nos comentários!