Estudar em faculdade particular brasileira custa em média R$ 645,00, segundo a “Análise Setorial do Ensino Superior Privado”, estudo elaborado pela consultoria Hoper Educação e divulgado em 2014. Esse valor varia bastante de acordo com a região do Brasil, sendo que as mensalidades mais baratas estão no estado de Alagoas, com média de R$ 442,00 e as mais caras estão no Rio Grande do Sul, com média de R$ 956,00.

A modalidade de ensino também influencia no preço. Os cursos a distância (EAD) normalmente têm mensalidades mais baixas do que aqueles oferecidos no formato tradicional (presencial), podendo chegar a custar um terço do preço.  Nesse formato, é possível encontrar cursos de licenciatura e pedagogia com mensalidades de aproximadamente R$ 200,00 em universidades autorizadas pelo MEC e bem avaliadas.

Mesmo considerando as diferenças de preço por região e modalidade, existem alguns cursos que costumam ser mais baratos do que os demais, como licenciaturas, pedagogia e cursos da área de humanas em geral. No ranking a seguir, você vai ver cursos com mensalidades abaixo dos R$ 400,00.

Os 10 cursos mais baratos do Brasil

Veja quais são os cursos superiores (licenciatura e bacharelado) mais baratos do Brasil. Os preços variam bastante entre as faculdades e regiões brasileiras, mas em geral ficam entre R$ 200,00 e R$ 400,00 mensais.
  1. Letras – Licenciatura
  2. História ou Geografia - Licenciatura
  3. Física ou Matemática - Licenciatura
  4. Pedagogia
  5. Ciências Biológicas - Licenciatura
  6. Serviço Social
  7. História, Geografia, Filosofia ou Ciências Sociais - Bacharelado
  8. Comunicação e Marketing - Bacharelado
  9. Teologia – Bacharelado
  10. Administração ou Ciências Contábeis - Bacharelado

Como pagar a faculdade

Mesmo com mensalidades mais baixas, às vezes o orçamento não permite pagar o curso superior. Para ajudar estudantes brasileiros a pagar a faculdade particular, o governo federal tem dois programas: o Prouni e o FIES.

Prouni: Programa Universidade para Todos. Tem inscrições duas vezes por ano e usa a nota do Enem para selecionar candidatos a uma bolsa em faculdade particular. Os cursos oferecidos podem ser na modalidade presencial ou a distância e as bolsas são parciais (50%) ou totais (100%). Com o Prouni, o candidato não precisa fazer o vestibular tradicional, pois o sistema é informatizado e classifica os candidatos eletronicamente (alguns cursos podem pedir provas extras aos selecionados). Quem se inscreve no Prouni para cursos de licenciatura tem facilidades extras, como não precisar comprovar renda, por exemplo.
Saiba mais sobre o Prouni.

FIES: Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior. É um financiamento a juros mais baixos (6,5% ao ano) e o estudante só começa a pagar a dívida depois de formado. As regras do FIES têm mudado e agora é preciso apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos e nota maior do que zero na redação do Enem para participar do processo seletivo. Com isso, ficou mais difícil conseguir o FIES.
Para saber mais, confira o Guia Rápido do FIES. 

Financiamento Privado: Com a mudança do FIES, muitas financeiras e faculdades particulares estão oferecendo financiamentos privados. Há diversos modelos, principalmente para cursos presenciais, com parcelamentos facilitados. Confira na faculdade do seu interesse se ela oferece esse benefício.

Onde estudar

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer os cursos listados no ranking:
Veja também:
ProUni

O que achou da lista de cursos mais baratos? Tem interesse em fazer algum deles? Conte para a gente aqui nos comentários!