Faz tempo que o Enem deixou de ser apenas uma prova para avaliar a qualidade do ensino médio e se tornou “o maior vestibular do país”.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontece uma vez por ano, tem milhões de participantes e serve para conseguir uma bolsa em faculdade particular, entrar na universidade pública sem fazer vestibular, obter financiamento estudantil e muito mais!

Descubra para que serve o Enem e tudo o que você pode fazer com seu desempenho no Exame!


1. Bolsa de Estudos do ProUni

O Enem serve para entrar no Programa Universidade para Todos (ProUni), uma iniciativa do Governo Federal que concede bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades particulares para quem ainda não tem um diploma de nível superior.

O ProUni acontece duas vezes por ano, no início do primeiro e do segundo semestre. Para se inscrever, é obrigatório ter feito o Enem no ano anterior e ter um bom desempenho no Exame: pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota maior do que zero na redação.

Quanto maior a sua nota do Enem, maiores as chances de conseguir uma bolsa em faculdade particular pelo ProUni. Isso porque o processo seletivo classifica os candidatos exclusivamente pela nota do Enem, preenchendo as vagas com aqueles candidatos que obtiveram as maiores notas no Exame e concorrem a uma vaga no mesmo curso e faculdade.

O ProUni tem também requisitos de renda e escolaridade, entre outros. O processo é gratuito e as inscrições são feitas pela Internet, usando o mesmo número de inscrição e senha do Enem.

2. Vaga em universidade pública sem vestibular, com o Sisu

O Enem também serve para participar do Sistema de Seleção Unificada, um programa do Governo Federal que classifica candidatos a uma vaga em universidades públicas utilizando somente a nota do Enem, sem a necessidade de fazer o Vestibular Tradicional.

O Sisu também acontece duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre. Não tem limite de renda para participar, mas o candidato precisa ter feito o Enem no ano imediatamente anterior e não pode ter zerado na redação. As universidades participantes podem determinar notas mínimas para entrar em seus cursos.

As inscrições para o Sisu são gratuitas e devem ser feitas pela Internet.

3. Financiamento do FIES


O FIES é um financiamento do Governo Federal que ajuda a pagar a faculdade privada. A taxa de juros é baixa e o estudante só começa a pagar a dívida um ano e meio depois de formado.

As regras do FIES mudaram em 2015 e agora é preciso ter feito o Enem, apresentando 450 pontos na média das provas objetivas e nota maior do que zero na redação. Serve qualquer edição do Exame a partir de 2010.

Para se inscrever no FIES é obrigatório também cumprir o requisito de renda familiar.

4. Complemento do Vestibular

Algumas universidades, principalmente públicas, utilizam o Enem para complementar a nota do Vestibular.

As regras e critérios de seleção variam bastante entre as instituições. De maneira geral, se você for bem no Enem pode usar essa nota junto com o Vestibular Tradicional para melhorar sua pontuação e, assim, aumentar suas chances de conseguir uma vaga no curso dos seus sonhos.

5. Substituição do Vestibular

Em alguns casos, a nota do Enem pode substituir completamente as provas do Vestibular. Basta apresentar seu desempenho e, caso ele esteja dentro dos critérios exigidos pela universidade, é só fazer a matrícula.

Isso acontece com bastante frequência em faculdades privadas e as notas mínimas variam de acordo com a instituição.


Faculdades que aceitam o Enem

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos de nível superior que aceitam o Enem:

Está se preparando para o Enem ou Vestibular e precisa de uma forcinha? Confira alguns cursinhos:

Veja também:


Você vai usar o Enem para entrar na faculdade, conseguir financiamento ou concluir o ensino médio? Conte para a gente aqui nos comentários!