Depois que o furacão Enem passa pelas nossas vidas, quase sempre no mês de novembro, é hora de encarar outro desafio: a espera até a divulgação dos resultados.

Até janeiro, são mais de dois meses de ansiedade, sem ter a menor ideia da nota obtida nas provas. Tudo por causa do complexo modelo de correção adotado pelo Enem.

É uma prova de fogo para quem está na expectativa de disputar uma vaga em universidade pública ou privada, tentar uma bolsa ou financiar os estudos a juros baixos com a ajuda do governo federal.

A nota de cada prova será revelada no boletim de desempenho do Enem, que fica disponível normalmente a partir da segunda quinzena de janeiro. Veja como acessar o documento, as informações que ele traz e o que você vai poder fazer com a nota obtida no Exame!

O que é o boletim do Enem

O boletim de desempenho do Enem é um documento bem simples, gerado pelo Ministério da Educação (MEC), que traz a pontuação do candidato em cada uma das provas do Enem.

Ele contém as seguintes informações:

• Número de inscrição
• Nome completo do candidato
• Número de CPF do candidato
• Opção de prova de língua estrangeira (Inglês ou Espanhol)
• Nota de cada uma das provas objetivas: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias
• Nota da prova de Redação
• Situação do candidato no dia das provas (ausente ou presente)
• Se houver anulação na prova de redação, o motivo também vem explicado no boletim. Os mais comuns são: não atender ao formato de texto exigido, não atingir o número mínimo de linhas, anulação proposital, etc.

Como acessar o boletim do Enem

O boletim do Enem só fica disponível para consulta quando o MEC anuncia os resultados – normalmente em meados de janeiro.

Para acessá-lo, basta:

• Entrar na página do participante do Enem.
• Informar seu número de CPF.
• Digitar sua senha. Caso tenha esquecido, não se preocupe. Basta seguir as orientações do sistema para recuperá-la.

Ao entrar na página, você irá encontrar a opção “boletim de desempenho”. É só clicar lá e pronto. Antes o MEC costumava enviar o documento para a casa do candidato. Hoje isso não acontece mais.

Ah, não custa reforçar: o boletim só pode ser acessado pela página do participante do Enem. Não existe outra maneira de obtê-lo.

Quem fizer o Enem como “treineiro” (estudante dos primeiros anos do ensino médio que presta o Exame apenas para se familiarizar com as provas) vai ter que segurar a ansiedade um pouco mais. O boletim só fica disponível 60 dias depois da primeira divulgação oficial.

Para que serve o boletim do Enem

O boletim do Enem é o seu comprovante de desempenho nas provas. Você pode usá-lo para participar de vários processos seletivos ou para turbinar a nota do vestibular.

Conheça as principais vantagens:

• Para entrar na universidade pública: quem fez o Enem mais recente e tirou nota acima de zero na redação pode concorrer a uma das milhares e milhares de vagas em universidades públicas de todo o país oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para garantir sucesso neste processo seletivo é preciso ter obtido uma boa nota nas provas, já que a concorrência está sempre nas alturas.

• Para conseguir bolsa de estudos: candidatos que fizeram o Enem mais recente e obtiveram desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação podem concorrer a bolsas parciais e integrais em faculdades privadas em todo o país pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). Aqui, além de tudo, será preciso se encaixar em requisitos de renda e escolaridade.

• Para financiar um curso superior: o boletim do Enem também pode ser usado por quem busca uma linha de financiamento a juros baixos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Para participar é preciso ter desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação de qualquer edição do Enem a partir de 2010 – quem fez mais de uma edição pode escolher o boletim com melhor desempenho. O FIES também é destinado a estudantes de baixa renda, por isso exige que o candidato se encaixe em alguns critérios socioeconômicos.

• Para complementar a pontuação no vestibular: alguns vestibulares de universidades públicas que não participam do Sisu ou não aderiram totalmente ao sistema oferecem a possibilidade de usar a pontuação obtida no Enem para aumentar as chances de conseguir vaga. Basta apresentar o boletim de desempenho do Enem mais recente e ganhar alguns pontinhos a mais (que valem ouro) na corrida por um espaço no ensino superior. As regras de uso da nota do Enem variam de instituição para instituição e são detalhadas no edital do vestibular.

• Para entrar direto em universidades particulares: estudantes que fizeram o Enem – geralmente vale qualquer edição a partir de 2010 – podem apresentar seu boletim de desempenho em várias instituições privadas de ensino superior e conseguir a vaga desejada na hora, sem ter que prestar vestibular. Esse modelo, simples e rápido, tem se popularizado bastante por todo o país. Cada instituição é livre para definir seus próprios critérios de classificação. Consulte o regulamento na faculdade do seu interesse.

Onde conseguir vaga com o boletim do Enem

Com o boletim de desempenho do Enem em mãos, o candidato tem um mundo vagas à sua disposição.

Quer estudar em instituições públicas? O Sisu distribui quase 300 mil vagas em mais de 130 universidades por todo o país.

Precisa de ajuda para cursar uma faculdade particular? São milhares de vagas todos os anos, por meio de programas como ProUni, FIES e ingresso direto.

Quer conhecer faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC onde você pode disputar vaga? Então dê uma olhada nas nossas sugestões a seguir. Nelas dá para estudar com bolsa de estudos, financiar o curso ou entrar somente com a nota do Enem, sem fazer vestibular:

Universidade Estácio de Sá (UNESA)
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
Centro Universitário do Distrito Federal (UDF)
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 
Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia

Veja também:
Que nota preciso tirar no Enem para passar no Sisu?


Agora que você já sabe como acessar o boletim de desempenho do Enem, conte para a gente, aqui nos comentários, como vai usar sua nota!