Você provavelmente já sabe que o Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) está entre as maiores faculdades do Brasil, com quase meio milhão de alunos matriculados.

Também já deve ter ouvido falar que a instituição oferece centenas de cursos de graduação em diferentes áreas do conhecimento. Ou que tem mais de 60 unidades pelo Brasil e mais de 300 polos de apoio presencial para os cursos a distância.

A Anhanguera oferece um mundo de conhecimento a quem está pensando em entrar com o pé direito no mercado de trabalho.

Mas será que a Anhanguera é reconhecida pelo MEC?

A resposta você vai ver logo a seguir.

Ah, e aproveite para conhecer alguns dos cursos que a instituição oferece, as diferentes modalidades de ensino e descobrir o tipo de formação ideal para você!

A Anhanguera é reconhecida pelo MEC?

Sim, a Anhanguera possui reconhecimento e autorização do Ministério da Educação (MEC) para funcionar.

E não apenas isso: a faculdade tem sido muito bem pontuada nos rigorosos critérios de avaliação do MEC, com notas boas e ótimas em todas as unidades.

Vamos entender melhor essa história?

O MEC faz uma avaliação periódica de todas as instituições ensino superior do Brasil. Para fazer a análise, os peritos levam em conta critérios como estrutura física, nível de formação dos professores, desempenho dos estudantes que concluem os cursos (que são avaliados separadamente) e estratégia pedagógica da faculdade.

Tudo isso é sintetizado em dois indicadores. Eles dão uma ideia precisa do quanto a instituição em questão – no caso, a Anhanguera – é capaz de prover uma formação de qualidade aos seus alunos.

São eles:

Conceito Institucional (CI) – É uma avaliação realizada após uma visita presencial pelos técnicos do MEC. A instituição é analisada no aspecto estrutural (o prédio da unidade, salas de aula, espaços de convivência, laboratórios, etc.) e didático (formação de professores, plano de desenvolvimento, política de recursos humanos, oferta de cursos de graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão).

Índice Geral de Cursos (IGC) – É uma nota gerada a partir das avalições individuais de cada um dos cursos que a instituição oferece. Os cursos, por sua vez, são avaliados com base em outros indicadores, como o desempenho dos estudantes Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), o planejamento didático-pedagógico, a infraestrutura disponível e tantos outros. A nota média da avaliação de todas as graduações gera o IGC.


Cada um desses indicadores recebe uma nota de 1 a 5, sendo:
1 – Péssimo
2 – Insuficiente
3 – Bom/Satisfatório
4 – Ótimo
5 – Excelente

Como já falamos antes, a Anhanguera possui dezenas de unidades em todo o Brasil. E cada uma dessas unidades é avaliada separadamente – e, por isso, elas têm desempenhos distintos junto ao MEC.

O que você vai gostar de saber é que todas as unidades da Anhanguera – todas mesmo! – têm notas 3 ou 4 no IGC ou no CI. Nenhuma está abaixo desse patamar. O que isso quer dizer? Que a faculdade não apenas atende, mas supera as exigências de qualidade estabelecidas pelo MEC!

Portanto, se você está pensando em se matricular na Anhanguera, pode ir em frente!


Quais são as unidades da Anhanguera mais bem avaliadas pelo MEC?

De todas unidades da Anhanguera avaliadas, 14 se destacam pelo excelente desempenho diante do Ministério da Educação. Elas têm o selo de “ótimo” em pelo menos um dos quesitos.

Essas unidades estão nas seguintes cidades:

• Brasília – DF
• Caxias do Sul – RS
• Goiânia – GO
• Indaiatuba – SP
• Jundiaí – SP
• Leme – SP
• Pelotas – RS
• Ribeirão Preto – SP
• Rio Claro – SP
• Rio Grande – RS
• São José dos Campos – SP
• Sorocaba – SP
• Sumaré – SP
• Taubaté – SP

Não é porque as faculdades acima ganharam destaque que as demais ficaram à sombra. Todas as unidades Anhanguera têm boa avaliação junto ao MEC e você pode encontrá-las nas seguintes cidades brasileiras:
• Anápolis – GO
• Bauru – SP
• Campinas – SP
• Campo Grande – MS
• Dourados – MS
• Guarulhos – SP
• Itapecerica da Serra – SP
• Jacareí    – SP
• Jaraguá do Sul – SC
• Joinville – SC
• Limeira – SP
• Matão – SP
• Niterói – RJ
• Osasco     – SP
• Passo Fundo – RS
• Pindamonhangaba – SP
• Piracicaba – SP
• Porto Alegre – RS
• Santa Bárbara d’Oeste – SP
• Santo André – SP
• São Bernardo do Campo – SP
• São Caetano do Sul – SP
• São Paulo – SP
• Sertãozinho – SP
• Taboão da Serra – SP
• Valinhos – SP
• Valparaíso de Goiás – GO
• Votorantim – SP

Se você quer estudar na Anhanguera e sua cidade não aparece nessas duas listas, não desanime. É provável que exista um polo de apoio presencial perto de você.

Por determinação do MEC, todo curso a distância precisa ter pelo menos 20% da carga horária realizada presencialmente. Os polos são, então, as unidades físicas onde acontece a parte presencial dos cursos a distância. Eles oferecem toda a infraestrutura necessária para a realização de aulas presenciais, atividades de laboratório, videoconferências e provas.

A Anhanguera conta com 330 polos espalhados por 21 estados brasileiros:

• Bahia
• Ceará
• Distrito Federal
• Espírito Santo
• Goiás
• Maranhão
• Mato Grosso
• Mato Grosso do Sul
• Minas Gerais
• Pará
• Paraíba
• Paraná
• Pernambuco
• Piauí
• Rio de Janeiro
• Rio Grande do Norte
• Rio Grande do Sul
• Santa Catarina
• São Paulo
• Sergipe
• Tocantins
 

Os cursos da Anhanguera também são reconhecidos pelo MEC?

Tanto os cursos presenciais quanto os cursos a distância da Anhanguera têm reconhecimento do MEC. E não só isso: alguns deles também receberam nota máxima (5) junto ao Ministério.

Quer conhecer alguns?

• Administração: Taboão da Serra, Jundiaí, Guarulhos, Limeira, Rio Claro (todos em SP) e Caxias do Sul (RS)
• Ciências Contábeis: Goiânia (GO) e Valinhos (SP)
• Comunicação Social – Publicidade e Propaganda: Jundiaí, São Caetano, Valinhos e Taubaté (todas no estado de SP)
• Direito: Campinas (SP)
• Gestão Comercial: Goiânia (GO)
• Gestão de Recursos Humanos: São José (SC)
• Letras: São Paulo e São Bernardo do Campo (SP)
• Medicina Veterinária: Leme (SP)
• Pedagogia: Limeira (SP)

Só que o universo de cursos oferecidos pela Anhanguera é muito maior do que essa lista.

A instituição conta com graduações bem avaliadas em:

• Análise e Desenvolvimento de Sistemas
• Arquitetura e Urbanismo
• Artes Visuais
• Automação Industrial
• Biomedicina
• Ciência da Computação
• Ciências Biológicas
• Comércio Exterior
• Design
• Design de Interiores
• Design de Moda
• Direito
• Educação Física
• Empreendedorismo
• Enfermagem
• Engenharia Ambiental
• Engenharia Civil
• Engenharia da Computação
• Engenharia de Controle e Automação
• Engenharia de Produção
• Engenharia de Produção Mecânica
• Engenharia Elétrica
• Engenharia Eletrônica
• Engenharia Mecânica
• Engenharia Química
• Estética e Cosmética
• Eventos
• Fabricação Mecânica
• Farmácia
• Fisioterapia
• Geografia
• Gestão Ambiental
• Gestão da Produção Industrial
• Gestão da Qualidade
• Gestão da Segurança Privada
• Gestão da Tecnologia da Informação
• Gestão de Segurança Privada
• Gestão Financeira
• Gestão Hospitalar
• Gestão Pública
• História
• Jornalismo
• Logística
• Marketing
• Marketing Digital
• Matemática
• Mecatrônica Industrial
• Medicina
• Nutrição
• Processos Gerenciais
• Produção Audiovisual
• Psicologia
• Química
• Radiologia
• Rede de Computadores
• Relações Públicas
• Secretariado
• Segurança do Trabalho
• Segurança Pública
• Serviço Social
• Sistemas de Informação
• Sociologia

Os cursos de graduação que você vai encontrar na Anhanguera podem ser divididos em três categorias: bacharelados, licenciaturas e tecnológicos. Entenda a diferença:
Bacharelados: São aqueles que têm uma abordagem mais ampla. A ideia é preparar o aluno para atuar em diversas áreas da profissão escolhida. Duram de 4 a 6 anos. Entre os bacharelados oferecidos pela Anhanguera, destacamos Direito, Comunicação Social, Enfermagem, Nutrição e Medicina.

Licenciaturas: São cursos dedicados à formação de professores para atuar no ensino fundamental e médio, com duração de 3 a 4 anos. Nessa lista entram cursos como Geografia, Matemática, Pedagogia e Educação Física.

Tecnológicos: São cursos mais rápidos, de alto impacto no mercado de trabalho, com duração que varia entre 2 e 3 anos. Embora sejam mais curtos do que os demais, também conferem diploma de nível superior. Alguns exemplos da Anhanguera: Gestão Comercial, Gestão Ambiental, Radiologia e Sistemas de Informação.


As pós-graduações da Anhanguera também são reconhecidas pelo MEC?

Ao contrário das graduações, o cursos em nível de especialização (pós-graduação lato sensu) não precisam passar pela análise do Ministério da Educação. No entanto, eles só podem ser oferecidos por instituições que tenham autorização formal do MEC para funcionar.

Já os de mestrado e doutorado recebem outro tipo de avaliação, feita pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

A Anhanguera oferece dezenas e dezenas de especializações nas seguintes áreas:

• Agricultura e Veterinária
• Ciências Sociais
• Ciências Exatas e Tecnologia
• Comunicação, Artes e Humanidades
• Direito
• Educação
• Engenharia e Arquitetura
• Esporte, Estética e Saúde
• Negócios

Os cursos duram 12 ou 18 meses e podem ser feitos presencialmente ou a distância. Se quiser saber mais, basta acessar o site da Anhanguera.


Gostou da Anhanguera? Então veja como garantir sua vaga

As três formas mais comuns de entrar em uma graduação da Anhanguera são por meio do vestibular, por nota do Enem ou pedindo transferência da sua faculdade atual.

Veja como funciona cada uma delas:

  • Vestibular: Acontece várias vezes por ano. O aluno terá que encarar uma prova objetiva com 40 questões e uma redação. Pode ser feito no modelo tradicional ou em dia agendado pelo próprio candidato.
  • Nota do Enem: Quem já fez qualquer edição do Enem pode entrar direto na Anhanguera. Basta consultar as vagas disponíveis no curso desejado e apresentar o boletim de desempenho. Caso corresponda à pontuação exigida, é só fazer a matrícula.
  • Transferência: Quem já está matriculado em outra faculdade e quer estudar na Anhanguera pode pedir transferência. Se houver vaga em aberto no curso desejado, o candidato entra direto, sem precisar fazer vestibular novamente.

Além disso, a Anhanguera participa dos dois grandes programas de incentivo à formação superior do Governo Federal, o ProUni e o FIES:

Com o ProUni, o aluno ganha bolsas parciais ou integrais para estudar presencialmente ou a distância em faculdades particulares bem avaliadas pelo MEC. O processo seletivo abre duas vezes ao ano e é bastante disputado. Para participar é preciso ter feito o Enem mais recente e se encaixar em critérios de desempenho no Exame, formação e renda.

Com o FIES, o aluno pode financiar o curso em vários anos, a juros baixos. O benefício também é bastante concorrido e exige que o candidato atenda aos requisitos de desempenho no Enem e renda familiar.


Veja também:
Mensalidade da Anhanguera

Ficou feliz em saber que a Anhanguera é bem avaliada pelo MEC? Estuda ou está se preparando para estudar lá? Conte para a gente aqui nos comentários!