Verdade seja dita: é preciso chegar com tudo em cima para fazer uma redação nota 10 no vestibular da Fuvest. A prova vai exigir uma demonstração e tanto de conhecimento, capacidade de articulação de ideias e atenção ao formato solicitado.

Com um peso total de 50 pontos, ela pode fazer a maior diferença para quem quer começar o ano devidamente matriculado na Universidade de São Paulo (USP) ou na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSC-SP).

Para ajudar você a realizar esse sonho, a gente pesquisou formas de fazer uma redação perfeita e carimbar seu passaporte com destino a uma das melhores faculdades do mundo!

Confira a seguir como criar uma redação nota 10 na Fuvest 2018!


Você sabe quando é a prova de redação da Fuvest 2018?

A gente pergunta isso por um motivo óbvio: falta muito pouco para o início da Fuvest 2018 e já está mais do que na hora de dar um gás nos estudos.

A primeira fase acontece ainda em 2017, no dia 26 de novembro, um domingo. A prova, composta apenas de questões objetivas, será a peneira para a próxima e decisiva etapa.

A segunda fase acontece em três dias seguidos: 7, 8 e 9 de janeiro de 2018 – domingo, segunda e terça-feira.

A redação é aplicada logo no primeiro dia da segunda fase, 7 de janeiro, junto com a prova de Língua Portuguesa. Essa prova é comum a todos os cursos.

Se os seus estudos estão meio parados, é bom apressar o passo: a Fuvest não espera por ninguém.


Prepare-se para a redação da Fuvest 2018 desde já!

O primeiro passo para uma redação nota 10 é se preparar bem. Isso porque uma redação bem feita exige conhecimento de causa, capacidade de articular ideias e de expressá-las no formato solicitado.

Portanto, você precisa desde já dar um gás nos estudos de temas que podem cair na Fuvest.

O vestibular gosta muito de abordar questões de cunho social, que normalmente exigem conhecimentos fundamentais sobre política, artes, cultura, direitos humanos e economia.

Veja como direcionar melhor seus estudos para esta prova:

• Fique por dentro de todas as notícias atuais, especialmente os grandes temas em debate na sociedade.
• Leia sites, jornais, revistas, acompanhe o ponto de vista de especialistas no assunto.
• Acompanhe também a mídia internacional.
• Para cada tema, tente entender o contexto histórico, político e econômico.
• Veja algumas estatísticas gerais e que possam fazer a diferença na argumentação de cada tema.
• Não se esqueça de praticar, praticar e praticar.

Fique ligado no formato do texto da redação da Fuvest 2018

O formato pedido para a redação da Fuvest é o dissertativo. Na edição de 2018 não vai ser diferente.

A ideia é testar o conhecimento do candidato e a capacidade de desenvolver um texto coerente.

Qualquer derrapada no formato pode acabar com uma nota baixa na redação ou até mesmo um zero.

Por isso a gente recomenda estudar bem o formato da Fuvest e treinar bastante a produção de textos dissertativos em casa ou no cursinho.

Fazer sua redação em formato de poesia, de música, de desenho, escrever menos que o mínimo solicitado ou mais que limite permitido podem render uma triste desclassificação no concurso. Não vacile nesse quesito, ok?


Torne seu texto da redação da Fuvest 2018 o mais rico possível

Dá até gosto de ler um texto bem escrito, repleto de boas referências e bem fundamentado. É isso que o avaliador que ver para dar uma nota 10 ao candidato.

Algumas regrinhas simples vão ajudar você a chegar lá. Anote aí:

• A Fuvest valoriza bastante candidatos que apresentam um ponto de vista único, interessante, que fuja do lugar comum. Isso demonstra conhecimento e autoconfiança.
• Evite o uso de clichês e frases prontas.
• Não ultrapasse o tamanho do texto solicitado.
• Tenha uma letra legível (de preferências de forma) e rasure o texto o mínimo possível.
• Opte por um estilo direto, objetivo, sem firulas. Ao contrário do que muita gente pensa, um texto rico não é aquele repleto de palavras difíceis e construções complicadas. A simplicidade, acredite, só é atingida por aqueles que realmente sabem do que estão falando.
• Estatísticas e referências a estudos reconhecidos mundialmente dão um toque extra de credibilidade ao texto.
• Quanto mais você evitar posicionamentos radicais, melhor. Por outro lado, ficar em cima do muro, imparcial demais, também pode ser igualmente ruim. O segredo é fundamentar seu ponto de vista.
• Gramática, pontuação e acentuação contam bastante para uma boa nota na Fuvest. Não dá para ignorar essas regras.
• Olho vivo na concordância verbal e nominal, por favor!
• Cuidado para não apresentar um texto meramente opinativo, vazio e sem aplicação. Opinião todo mundo tem, mas fundamentação teórica é para quem estuda.
• O título deve ser curto e certeiro, com uma boa escolha de palavras que gerem impacto no leitor.

Treine o texto da redação da Fuvest 2018 o máximo que puder – e com um relógio do lado

Você vai dar de cara com a redação logo no primeiro dia das provas da segunda etapa da Fuvest, que começa no dia 7 de janeiro de 2018.

Junto com ela, serão aplicadas 10 questões dissertativas de português e literatura.

E nem sempre são questões simples, rápidas ou curtas. Muitas são extensas, reflexivas, que vão exigir algumas leituras até serem finalmente decifradas.

Para tudo isso serão dadas apenas quatro horas. Veja bem: quatro horas para resolver 10 questões subjetivas, entender o conceito da redação, elaborar a primeira versão do texto no rascunho, revisar, fazer os ajustes necessários, revisar novamente, passar para a folha de resposta oficial e entregá-la para o fiscal.

Não é moleza não.

Para dar conta dessa maratona, só com muito treino. A nossa sugestão é que você pratique o formato da redação seguindo todas as etapas que descrevemos anteriormente (ler o texto, fazer a primeira versão no rascunho, passar a limpo, etc.). Reserve entre uma hora e uma hora e meia, no máximo, para fazer o texto. Você vai ver que com a prática vai dar pra fazer tudo dentro desse prazo.

Ah, e nada de treinar o texto no computador. Use a caneta e o papel mesmo, tal qual será no dia da prova. Esse exercício vai ser útil até para dar uma melhorada na sua letra!


Elabore um roteiro de ideias enquanto estiver fazendo a redação da Fuvest 2018

Essa é uma dica simples que irá facilitar bastante o desenrolar do seu pensamento.

Funciona mais ou menos assim:

Leia os textos e o enunciado da redação com bastante atenção. Conforme forem surgindo ideias relacionadas ao tema, anote-as na folha de rascunho. Pode ser o que for – não precisa se conter nesse momento.

Lembrou de alguma estatística relacionada? Anote. De alguma ideia relevante? Anote. Dos pontos a favor? Anote. Dos contras? Anote também. De um tema relacionado? Mande ver. Registre tudo o que puder e que for aparecendo na sua cabeça – vale, inclusive, assinalar aquilo que aparece enquanto você está escrevendo.

Mas só enquanto você estiver trabalhando no rascunho.

Por que isso? Bom, com uma lista de ideias que podem ser trabalhadas no texto você vai separar as mais relevantes e utilizá-las na sua construção final. Isso evita que você perca algum componente importante do seu texto.


Dê uma olhada nas redações anteriores da Fuvest

A Fuvest gosta bastante de variar os temas de suas redações. Analisando algumas redações anteriores a gente pode sentir o clima do que deve aparecer na edição de 2018.

Conheça os temas pedidos nos últimos anos:

• 2008: Mundo digital
• 2009: Fronteiras
• 2010: Imagem e realidade
• 2011: Altruísmo
• 2012: Participação política
• 2013: Publicidade x semiótica x sociedade de consumo
• 2014: População idosa
• 2015: “Camarotização” da sociedade brasileira
• 2016: Utopia
• 2017: Conceito de menoridade

Não desanime se não passar na Fuvest – existem várias faculdades legais onde estudar

Se não der pra passar na Fuvest, não precisa ficar para baixo. O Brasil está repleto de instituições de ensino de qualidade e que oferecem um diploma bem aceito no mercado de trabalho.

A gente separou a seguir algumas faculdades bem legais que oferecem graduações em diversas áreas do conhecimento – todas autorizadas pelo Ministério da Educação (MEC), claro!

Conheça:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 
Universidade Estácio de Sá (UNESA)
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN)
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais
Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia

Veja também:
O que cai na Fuvest


Como está sua preparação para a redação da Fuvest 2018? Tem praticado? Conte para a gente aqui nos comentários!