A Fuvest 2018 começa daqui a pouco, e pode esperar que esse ano vai vir chumbo grosso pela frente.

O concurso que abre vagas para a Universidade de São Paulo (USP) e para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSC-SP) é um dos mais difíceis e concorridos do Brasil e em 2018 não vai ser diferente.

O segredo para se dar bem é se preparar com bastante antecedência e ficar por dentro de todos os detalhes do concurso – especialmente as provas.

Elas vão acontecer em duas etapas, cada uma mais difícil que a outra.

Veja a seguir tudo o que você precisa saber sobre as provas da Fuvest 2018: as datas, os formatos e os conteúdos que mais caem. Aproveite e conheça dicas de como garantir vaga numas das instituições de ensino mais tradicionais e bem avaliadas do Brasil!


Datas das provas da Fuvest 2018

As provas da Fuvest 2018 vão acontecer em duas fases.

A primeira ocorre em um único domingo, dia 26 de novembro de 2017.

A segunda e última, em três dias consecutivos do mês de janeiro de 2018: 7, 8 e 9 – domingo, segunda e terça-feira.

Para obter um bom desempenho aqui, o primeiro passo é entender o formato e o que pede cada uma delas. Mas saiba desde já: vai ser preciso muito conhecimento e muito estudo para tirá-las de letra.

Veja mais detalhes seguir.

Prova da primeira fase da Fuvest 2018

A prova da primeira fase funciona como uma peneira. Todos os mais de 100 mil candidatos inscritos na Fuvest 2018 vão ter que encarar este desafio – mas só alguns conseguirão dar um passo adiante.

A primeira fase é tão complicada que somente uns 30% obtêm o desempenho necessário para chegar à segunda etapa.

Essa primeira etapa é composta por 90 questões objetivas, cada uma com cinco alternativas, sobre as principais disciplinas do ensino médio (Química, Física, Matemática, Biologia, Português, Inglês, História e Geografia). É uma prova considerada difícil pelos especialistas e que vai exigir uma boa pontuação para garantir passagem para a segunda fase.

Dependendo do curso, a nota de corte pode superar os 60 acertos. Se você não está por dentro, a nota de corte é a menor pontuação necessária para seguir na disputa por uma vaga na Fuvest. Ela é calculada por curso e pode mudar todos os anos, de acordo com o desempenho dos alunos mais bem colocados.

Quem acertar menos de 30% das questões (ou seja, tiver menos de 27 acertos) estará automaticamente desclassificado.

Os candidatos terão cinco horas para resolver todas as questões e preencherem o cartão com as respostas.

A prova da primeira fase é apenas um aperitivo do que está por vir. A segunda fase, além ter um formato diferente, costuma ser ainda mais difícil.


Prova da segunda fase da Fuvest 2018

As provas da segunda fase, como já adiantamos acima, vão ser aplicadas em três dias seguidos no começo de janeiro de 2018 – menos de 40 dias depois da primeira etapa.

Além de mais cansativas, as provas são discursivas e o participante terá que provar que conhece bem o tema em questão.

No primeiro dia o candidato vai encarar 10 questões sobre Português (que incluem também Literatura) e fazer uma redação crítica sobre algum tema da atualidade.

No segundo, são 16 questões sobre as disciplinas fundamentais do ensino médio – as mesmas que foram abordadas nas provas da primeira fase.

No terceiro e último dia, precisará provar que conhece bem as disciplinas da área específica da profissão escolhida. São 12 questões no total – muitas delas transdisciplinares (que exigem conhecimento de mais de uma matéria para chegar à resposta correta).

Em cada dia será dado um total de quatro horas para o candidato finalizar as provas.

Quando saem os resultados das provas da Fuvest 2018

O listão com os nomes dos aprovados na prova da primeira fase deve ser divulgado no dia 18 de dezembro de 2017. Essa etapa tem apenas uma única chamada.

Poucos meses depois, no dia 2 de fevereiro de 2018, é a vez da divulgação dos resultados da segunda etapa. Esses aqui são os decisivos. Quem encontrar o nome na lista já pode comemorar a aprovação e correr para fazer a matrícula na USP ou na FCMSC-SP.

Para os que ficaram de fora, a lista da segunda fase guarda uma surpresa interessante e que vai reacender a esperança de muita gente. É que a Fuvest costuma fazer diversas outras chamadas. Se você passou para a segunda fase, acredita que fez uma boa prova, mas não esteve entre os primeiros, vai ter nada menos do que seis chances de conseguir entrar.

Para isso só precisa ficar ligadíssimo no site da Fuvest. http://www.fuvest.br Conforme as vagas vão reabrindo, novos nomes vão sendo chamados. É preciso ser rápido, senão a chance vai para o próximo.

Se ao final das seis chamadas ainda houver vagas sobrando, a Fuvest abre vagas para a “reescolha”. O processo pode seguir até praticamente o final de março de 2018.


O que mais cai nas provas da Fuvest 2018

Uma excelente maneira de se dar bem nas provas da Fuvest é descobrindo quais são as matérias que aparecem com maior frequência nas provas. Com base nas estatísticas dos últimos anos, a gente conseguiu mapear algumas e trouxemos um pequeno exemplo para você.

Veja a seguir:


Geografia

• Clima
• Cartografia
• Ecossistemas brasileiros
• A questão urbana e social
• Situação política brasileira

História
• Período Vargas
• Golpe militar
• Guerras mundiais
• Globalização

Física
• Dinâmica
• Trabalho e energia
• Eletrodinâmica
• Ondulatória
• Magnetismo

Biologia
• Genética e Evolução
• Bioquímica
• Ecologia
• Biologia celular
• Embriologia
Química
• Termoquímica
• Eletroquímica
• Cálculos estequiométricos
• Química orgânica
• Atomística

Matemática
• Polinômios
• Progressão Aritmética
• Progressão Geométrica
• Triângulos
• Geometria

Inglês
• Leitura e interpretação de textos

Português
• Romantismo
• Realismo-Naturalismo
• Modernismo
• Regência
• Concordância
• Leitura e interpretação de textos

A lista completa com os conteúdos mais frequentes você encontra em: O que cai na Fuvest 2018 


Dicas para fazer uma boa prova na Fuvest 2018

Anote algumas dicas que vão ajudar você a chegar bem preparado às provas da Fuvest 2018:
• Leitura e interpretação de textos são habilidades que você tem que dominar por completo se quiser tirar uma boa nota.
• Além disso, é preciso ser craque em leitura e interpretação de gráficos e tabelas.
• Fique por dentro dos principais assuntos da atualidade. Isso vai ajudar você a se dar bem nas provas que têm um caráter mais social, como Português, Inglês, História e Geografia, e também na redação.
• Falando em redação, pratique bastante o formato dissertativo solicitado pela Fuvest. Essa prova, aplicada somente na segunda fase, pode somar pontos preciosos na disputa por uma vaga.
• A melhor maneira de brilhar nas provas da Fuvest 2018 é fazendo as edições anteriores. Com elas você vai perceber o formato e o grau de dificuldade das questões.
• Observe o tempo que você leva para fazer as questões. Pratique com um relógio do lado e nunca exceda o tempo máximo de cada prova (cinco horas para primeira fase e quatro horas para cada prova da segunda).


Outras faculdades interessantes onde estudar

Se a Fuvest não é a sua praia ou você não conseguiu passar, relaxe. Existem por aí várias outras instituições legais onde fazer seu curso superior, com a diversidade de opções e formatos que só faculdades mais modernas conseguem oferecer.

Separamos algumas, todas reconhecidas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC), onde você pode garantir seu futuro.

Conheça:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) 
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 
Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia

Veja também:
Temas redação Fuvest 2018

Está se preparando para mandar bem na Fuvest 2018? Conte para a gente qual é o curso de sua escolha!