O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) já beneficiou muitos estudantes desde sua criação, em 1999.

Para conseguir essa ajuda do governo federal, o estudante interessado deve participar de um concorrido processo seletivo que, por sua vez, tem uma série de exigências. Mas não se preocupe!

Criamos o guia a seguir para ajudar você a se preparar melhor para pedir o FIES. Nele vamos esclarecer suas principais dúvidas e mostrar um passo a passo sobre como fazer a inscrição. Vamos lá?


Quem pode pedir o FIES?

Para pedir o FIES, o candidato deve preencher os seguintes requisitos:
• Ter um bom desempenho em qualquer edição do Enem a partir de 2010 (pelo menos 450 pontos na média das provas e não ter zerado a redação).
• Ter renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Tem limite de idade para pedir o FIES?

A questão do limite de idade é uma das principais dúvidas que o pessoal tem, mas é a que menos deve preocupá-lo: O FIES não faz nenhuma exigência quanto à faixa etária dos candidatos.

O FIES apenas solicita que o estudante tenha terminado o ensino médio e esteja apto a iniciar os estudos no ensino superior à época da contratação do financiamento. Não há limite de idade – é possível se candidatar mesmo muitos anos após terminar a escola, desde que cumpra os requisitos de desempenho no Enem e renda familiar.


Precisa ter estudado em escola pública para pedir o FIES?

O FIES não exige que o candidato tenha estudado em escola pública. No entanto, algumas regras de renda máxima devem ser observadas: dependendo do contrato, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três ou até cinco salários mínimos por pessoa.

Quais são os tipos de contrato do FIES?

A partir de 2018, o FIES oferece três tipos de contrato. Em linhas gerais, eles são assim:

Tipo 1: Destinado a quem tem renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa. A taxa de juros cobrada é de 0%.

Tipo 2: Contrato com juros a 3% ao ano, reservado para estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos por pessoa e provenientes das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste do país.

Tipo 3: Contrato voltado a quem tem renda familiar de até cinco salários mínimos por pessoa, com juros ainda não definidos pelo governo federal.


Quando você for pedir o FIES, vai poder ver todos os detalhes sobre os tipos de contrato disponíveis para o seu perfil.

Quem tem bolsa parcial do ProUni pode pedir o FIES?

Depende. É possível pedir FIES se a bolsa do ProUni for parcial, desde que seja para o mesmo curso na mesma instituição de ensino. Se esse for o caso, o cálculo do valor a ser financiado deve levar em conta o valor restante da mensalidade após o abatimento de 50% (valor da bolsa parcial do ProUni).

O que não pode é usar o FIES para uma graduação e o ProUni para outra, fazendo as duas ao mesmo tempo.


Quem já tem diploma de nível superior pode pedir o FIES?

O FIES não impede a participação de quem já tem diploma de nível superior. No entanto, o objetivo principal do programa é dar uma força a quem ainda não teve a oportunidade de fazer uma faculdade.

Por isso, no processo seletivo o FIES dá prioridade a quem não tem diploma.


Quando tem inscrição para o FIES?

As inscrições para o FIES abrem duas vezes ao ano, geralmente um pouco antes do início das aulas de cada semestre.

Quanto custa a inscrição para o FIES?

Nada! As inscrições do FIES são gratuitas.

Como pedir o FIES?

Para pedir o FIES, o primeiro passo é verificar se você preenche os requisitos de renda familiar máxima e o bom desempenho no Enem exigidos pelo programa.

Então, quando as inscrições abrirem, você deve acessar o site oficial do FIES Seleção e cadastrar seus dados no sistema. Não precisa digitar suas notas do Enem: o FIES recupera os dados do exame. Você vai precisar selecionar a faculdade e o curso em que pretende obter o financiamento. Em seguida, dê uma revisada em todos os dados e confirme sua inscrição.

O processo seletivo do FIES é automático e usa como critério a nota do Enem. Quanto melhor for o seu desempenho no Exame, maiores as chances de conseguir uma vaga.

Caso seja pré-selecionado, você terá um prazo para comprovar, junto à faculdade, as informações prestadas no ato da inscrição. Em seguida, terá uma data-limite para levar a documentação ao banco e concluir o financiamento.

Documentos necessários para pedir o FIES

Para se inscrever no processo seletivo do FIES não é necessário apresentar documentação alguma. Basta inserir seus dados pessoais no sistema. No entanto, as informações devem ser verdadeiras, porque você deverá comprovar os dados prestados na faculdade caso seja selecionado.

Para garantir a vaga, quem for pré-selecionado vai precisar comprovar a renda familiar.

Documentos de identificação, comprovantes de residência e certificado do ensino médio também são solicitados nessa fase. O boletim do Enem não é necessário, uma vez que o sistema já recebeu sua pontuação na inscrição.

Há também uma lista de documentos a apresentar no banco em que você contratará o financiamento. A lista depende da modalidade do contrato e pode ser consultada no site do FIES.


Alternativas ao FIES

Não foi selecionado para o FIES ou não preenche os requisitos do programa? Não desanime!

Muitas faculdades particulares possuem seus próprios financiamentos estudantis, que geralmente têm menos requisitos do que os programas governamentais. Informe-se sobre as regras no site da instituição que você deseja cursar.

Outra maneira cursar uma graduação sem estourar o orçamento é conseguindo uma bolsa. Várias faculdades oferecem facilidades para obter uma. Algumas dão bolsas por mérito, outras se o aluno comprovar que não tem condições de pagar o curso, enfim... as condições variam e sugerimos entrar em contato com a instituição para saber quais são os benefícios disponíveis para o curso que você quer fazer.


Faculdades que participam do FIES e têm programas de financiamento

Uma das exigências do FIES para as faculdades participarem do programa é que tenham avaliação positiva e sejam reconhecidas pelo MEC, o que garante a validade do diploma em todo o território nacional e a qualidade dos cursos oferecidos.
Confira algumas instituições de ensino participantes do FIES que também possuem programas próprios de financiamento:
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) 
Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia 
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 

Veja também:
Posso fazer FIES com nome sujo?


E aí, vai pedir o FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!