O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do governo federal que ajuda a pagar a faculdade. A dívida só começa a ser quitada depois da formatura e com uma taxa de juros muito mais amigável do que aquelas que vemos em empréstimos bancários, cheque especial e cartão de crédito.

Tamanha vantagem atrai muito mais candidatos do que a quantidade de vagas disponíveis. Para escolher quem leva o benefício, o processo seletivo do FIES usa como critério o desempenho que os candidatos tiveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Muita gente ainda tem dúvidas sobre a pontuação necessária no Enem para conseguir ser aprovado no FIES. Principalmente porque existe uma nota mínima para se inscrever e outra para passar – e a nota para passar varia conforme a combinação de curso, faculdade, campus e turno.

A seguir, vamos explicar a nota que você precisa ter tirado no Enem para se inscrever no processo seletivo do FIES e dar alguns exemplos de notas de corte (a nota mínima para conseguir vaga). Confira!

Quais são os requisitos para participar do FIES?

Para participar do processo seletivo do FIES é necessário um bom desempenho no Enem e renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Qual edição do Enem devo utilizar para me candidatar ao FIES?
O FIES permite que você utilize qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Qual é a nota mínima no Enem para se inscrever no FIES?

Vamos lá: o FIES exige um bom desempenho em qualquer edição do Enem desde 2010, mas o que isso quer dizer?

Para se candidatar, é necessário apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação de uma mesma edição do Enem.

Qual é a nota mínima no Enem para conseguir o FIES?

Como vimos, você precisa obter pelo menos 450 pontos na média das provas e não ter zerado a redação para se candidatar ao FIES.

Mas é importante saber que esse desempenho é o mínimo exigido para participar do processo seletivo e não necessariamente garante que você conseguirá a vaga.

Como os candidatos são selecionados pela nota do Enem e a concorrência se dá entre quem escolheu as mesmas opções de curso, faculdade, campus e turno, a nota para passar varia muito. Ela muda de acordo com o desempenho no Enem dos candidatos que escolheram as mesmas opções de curso, faculdade, etc. e também pode ser diferente a cada edição do FIES.

Isso tudo para dizer que não existe uma nota única para passar no FIES e nem dá para adivinhar qual vai ser. Sabe-se, no entanto, que quanto melhor for o desempenho no Enem, maiores serão suas chances de passar no FIES.

O que dá para fazer é consultar as notas de corte de edições recentes do FIES para ter uma ideia. Reunimos alguns exemplos para você, organizados por faculdade:

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

• Jornalismo: 674 pontos
• História: 665 pontos
• Publicidade e Propaganda: 611 pontos
• Direito: 742 pontos
• Psicologia: 697 pontos
• Medicina: 768 pontos

Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE)
• Administração: 630 pontos
• Design: 677 pontos
• Engenharia Mecânica: 682 pontos
• Engenharia de Produção: 688 pontos
• Psicologia: 705 pontos

Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP)
• Design de Moda: 563 pontos
• Arquitetura e Urbanismo: 701 pontos

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (FEBASP)
• Design de Moda: 580 pontos
• Design de Interiores: 592 pontos
• Jornalismo: 702 pontos
• Publicidade e Propaganda: 622 pontos

Centro Universitário Senac (SENAC)
• Gastronomia: 535 pontos
• Design de Moda: 630 pontos
• Design: 630 pontos

Veja também alguns exemplos de notas de corte mais altas por curso:

Administração

• Centro Universitário Univates (UNIVATES): 690 pontos
• Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 683 pontos
• Centro Universitário de Maringá (UNICESUMAR): 681 pontos

Arquitetura e Urbanismo
• Universidade São Judas Tadeu (USJT): 715 pontos
• Universidade Anhembi Morumbi (UAM): 712 pontos
• Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP): 700 pontos

Ciências Contábeis
• Universidade de Caxias do Sul (UCS): 674 pontos
• Universidade Anhembi Morumbi (UAM): 668 pontos
• Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 659 pontos

Design de Moda
• Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR): 692 pontos
• Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI): 688 pontos
• Centro Universitário Senac (SENAC): 630 pontos

Direito
• Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 742 pontos
• Universidade Regional de Blumenau (FURB): 718 pontos
• Universidade de Fortaleza (UNIFOR): 718 pontos
Engenharia Civil
• Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 721 pontos
• Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC): 697 pontos
• Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB): 696 pontos

Medicina
• Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR): 786 pontos
• Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia do Espírito Santo (EMESCAM): 778 pontos
• Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (BAHIANA): 775 pontos

Odontologia
• Universidade Vila Velha (UVV): 693 pontos
• Centro Universitário de Rio Preto (UNIRP): 682 pontos
• Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (BAHIANA): 675 pontos

Pedagogia
• Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 623 pontos
• Centro Universitário do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB): 580 pontos
• Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO): 579 pontos

Psicologia
• Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 697 pontos
• Universidade de Caxias do Sul (UCS): 690 pontos
• Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC): 689 pontos

Se os seus pontos não são altos o suficiente para tentar uma vaga numa dessas instituições, não se desespere. Dê uma olhada nas faculdades que exigem menos pontos para cada um dos cursos que listamos:

Administração

• Centro Universitário de Lins (UNILINS): 451 pontos
• Faculdade de Paulínia (FACP): 451 pontos
• Faculdade Piaget (PIAGET): 451 pontos

Arquitetura e Urbanismo
• Centro Universitário Luterano de Manaus (ULBRA): 467 pontos
• Faculdade Interamericana de Porto Velho (UNIRON): 469 pontos
• Faculdade Pitágoras de Teixeira de Freitas (PITÁGORAS): 473 pontos

Ciências Contábeis
• Faculdade de Ciência e Tecnologia (FC&T): 450 pontos
• Faculdade de Telêmaco Borba (FATEB): 450 pontos
• Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO): 451 pontos

Design de Moda
• Faculdades Integradas Barros Melo (AESO): 452 pontos
• Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA): 458 pontos
• Universidade Estácio de Sá (UNESA): 466 pontos

Direito
• Faculdade de Direito de Santa Maria (FADISMA): 451 pontos
• Universidade Estácio de Sá (UNESA): 463 pontos
• Faculdade de Telêmaco Borba (FATEB): 465 pontos

Engenharia Civil
• Faculdade Concórdia (FACC): 450 pontos
• Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas Santa Rita de Cássia (FACEAS): 453 pontos
• Universidade Estácio de Sá (UNESA): 454 pontos

Medicina
• Faculdade Barão do Rio Branco (FAB): 702 pontos
• Centro Universitário de Mineiros (UNIFIMES): 705 pontos
• Faculdade Mineirense: (FAMP): 706 pontos

Odontologia
• Instituto Macapaense de Ensino Superior (IMMES): 487 pontos
• Faculdade Barão do Rio Branco (FAB): 502 pontos
• Faculdade de Macapá (FAMA): 511 pontos

Pedagogia
• União das Faculdades dos Grandes Lagos (UNILAGO): 450 pontos
• Universidade Veiga de Almeida (UVA): 451 pontos
• Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL): 451 pontos

Psicologia
• Faculdade Maurício de Nassau (UNINASSAU): 451 pontos
• Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO): 451 pontos
• Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA): 451 pontos

Nota de corte parcial: o macete para ter mais chances de conseguir o FIES

Sabia que dá para aumentar suas chances de conseguir uma vaga pelo FIES? Tudo o que você tem de fazer é ficar de olho na nota de corte parcial do curso que pretende financiar.

A nota de corte é a nota mínima necessária para conseguir uma vaga. Podemos dizer que ela corresponde à pontuação do último candidato que passou – ou que tem mais chances de passar, no caso do cálculo parcial.

Vamos explicar melhor. Diariamente, enquanto durarem as inscrições, o sistema do FIES divulga as notas de corte parciais, que podem aumentar ou diminuir conforme as inscrições recebidas até o momento. Quanto mais altas forem as notas do Enem dos candidatos que concorrem a determinada vaga, mais alta será a nota de corte.

O pulo do gato é o seguinte: se você ficar de olho nas notas de corte parciais, saberá se a sua pontuação é suficiente para entrar naquele curso. E se não for suficiente? Não desista! Você pode mudar suas opções no sistema, escolhendo um curso com nota de corte mais baixa para aumentar suas chances. É permitido modificar as opções quantas vezes quiser, enquanto as inscrições do FIES estiverem abertas.

Faculdades que participam do FIES

Para participar do FIES, as faculdades devem ser reconhecidas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC). Confira algumas instituições que geralmente participam do programa:
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) 
Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia 
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 

Veja também:
Como saber se o meu curso participa do FIES?


Está se preparando para a próxima edição do FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!