O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) já existe há alguns anos e desde sua criação vem ajudando pessoas que não têm condições financeiras de bancar uma graduação no ensino privado.
Ao longo do tempo, o programa foi mudando. Incluiu um processo seletivo para conceder o benefício e passou a exigir a participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por exemplo.
A partir de 2018, o FIES incorpora novas mudanças.
Quer saber como essas mudanças afetam você e as suas chances de conquistar esse benefício? Então confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre novo FIES!

O que muda no novo FIES?

Como dissemos, muita coisa muda no FIES a partir de 2018. As mudanças ocorreram em vários campos, desde a renda familiar máxima para participar até questões contratuais. Veja tudo o que mudou a seguir:

1. Quem pode participar do FIES
Até 2017, a renda familiar bruta mensal para participar do programa podia ser de até três salários mínimos por pessoa.
Com o novo FIES, a coisa muda e passa a englobar muito mais gente: pode participar quem tiver renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.
Quanto à pontuação no Enem, a exigência segue a mesma: o candidato deve ter obtido desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas de qualquer edição do exame a partir de 2010, sem ter zerado a redação.

2. Tipos de contrato
A partir de 2018, os contratos do FIES passam por uma grande mudança. Isso porque até então só existia um tipo de contrato. Ele valia para todos os estudantes e tinha juros de 6,5% ao ano.
Com o novo FIES, serão três contratos.

Contrato Tipo 1

• Para estudantes com renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos por pessoa
• Juro zero

Contrato Tipo 2
• Para estudantes com renda familiar bruta mensal de até 5 salários mínimos por pessoa, moradores das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste do país
• Juros de 3% ao ano

Contrato Tipo 3
• Para estudantes com renda familiar bruta mensal de até 5 salários mínimos por pessoa
• Os juros ainda não foram definidos, mas devem ficar por volta de 6,5% ao ano

3. Período de carência
Outra mudança que vai ocorrer a partir de 2018 diz respeito ao pagamento (quitação) da dívida. Antes, o estudante tinha um período de carência de um ano e meio para começar a devolver o valor financiado para o governo. Com o novo FIES, as parcelas do financiamento começam a ser pagas após a conclusão do curso, assim que o estudante começar a trabalhar.
O valor da parcela da dívida não poderá ultrapassar 10% do rendimento do profissional.

Como se inscrever no novo FIES

Apesar das mudanças, os procedimentos para concorrer ao FIES permanecem os mesmos.
A primeira edição do processo seletivo ocorre normalmente entre o finalzinho de janeiro e início de fevereiro. A segunda, entre o final de julho e início de agosto. O processo seletivo abre após a divulgação dos resultados de outros dois programas governamentais, o Sisu e o ProUni.
A inscrição é gratuita e deve ser feita no site oficial do FIES Seleção. http://fiesselecaoaluno.mec.gov.br/usuario-login

Boas faculdades que participam do FIES

Ficou animado com o novo FIES?
Uma parte essencial do processo de inscrição é definir a instituição de ensino e o curso que você pretende financiar. Nessa hora, a gente sempre pensa em qualidade. Afinal, vamos nos comprometer com um financiamento de muitos anos e queremos ter certeza de que nosso investimento será bem empregado.
Quanto a isso, pode ficar despreocupado. Participar do FIES é sinônimo de qualidade da faculdade e do curso. Isso porque, para fazer parte do programa, a instituição de ensino precisa ser avaliada pelo MEC.
Se você ainda está em dúvida quanto à graduação que deseja financiar, temos uma lista com algumas ótimas faculdades que oferecem vários tipos de curso, em todas as áreas do conhecimento:
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 

Veja também:
Quantos pontos preciso tirar no Enem pra conseguir o FIES

O que achou das mudanças no FIES? Vai tentar uma vaga? Conte para a gente aqui nos comentários!