O curso de Medicina é um dos mais procurados do Brasil. Isso acaba fazendo com que a graduação seja concorridíssima e que o número de candidatos por vaga seja super alto. E se você pensa que o mais difícil aqui é passar no vestibular, está enganado: o desafio fica ainda maior durante o curso, que exige dedicação integral dos alunos e muito, mas muito estudo!

Toda essa dedicação sem dúvida vale a pena: a profissão de médico tem muito prestígio social e os salários estão entre os mais altos do país.

Mas, e até lá? Como é o caminho até o tão sonhado diploma de médico? Quais são as disciplinas que será preciso encarar ao longo dos seis anos de estudo? Bem, estamos aqui justamente para tirar essa dúvida. Veja quais são as principais matérias do curso de Medicina a seguir!

Disciplinas do curso de Medicina

O curso de Medicina é bem extenso e tem como propósito preparar muito bem os futuros médicos. Para passar todo o conhecimento necessário, muitas matérias são divididas em módulos que se repetem ao longo da graduação. Assim, é possível encontrar matérias como Anatomia I, Anatomia II, Anatomia III e assim por diante.

Normalmente os cursos de Medicina têm uma grade curricular parecida no que diz respeito ao conteúdo, mas é possível que a nomenclatura das disciplinas mude de acordo com a universidade. O que se chama Aspectos Legais da Prática Médica em uma faculdade, pode ter o nome de Medicina Legal em outra, por exemplo.

Veja a seguir algumas matérias que você vai encontrar ao longo da graduação:

Anatomia: Propicia conhecimentos gerais e específicos sobre todos os sistemas do corpo humano e seu funcionamento.
 
Anatomia Patológica:
Instrui os alunos sobre as principais doenças que acometem todos os sistemas do corpo humano.

Aspectos Legais da Prática Médica: Trata das leis relacionadas ao exercício da Medicina no Brasil.

Bioética Aplicada à Prática Médica: Estuda os aspectos que envolvem situações como o aborto e a eutanásia, por exemplo, além de questões relacionadas a testes e pesquisas em seres humanos.

Clínica Cirúrgica:
Fornece ao aluno os conhecimentos práticos para o atendimento do paciente que necessita de cirurgia e como fazer os diagnósticos cirúrgicos mais frequentes, englobando o atendimento ambulatorial completo, desde a enfermaria até o pós-operatório.

Clínica Médica: Habilita o aluno a elaborar diagnósticos com base na observação clínica completa, incluindo exame físico e exames complementares.

Emergências Médicas: Ensina a realizar o atendimento a pacientes adultos em pronto socorro, enfermaria, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e no serviço de cirurgia de urgência e trauma, apresentando as principais situações clínicas e cirúrgicas de emergência e de urgência.

Epidemiologia: Estuda o alastramento de doenças na população, propondo medidas para prevenção, controle e tratamento desses males.

Imagenologia: Como analisar exames de imagem a fim de realizar diagnósticos clínicos e determinar o tratamento ideal.

Parasitologia Médica: Enfoca a interação entre os microrganismos e o hospedeiro (paciente), além de tratamentos adequados.

Propedêutica Médica: Como realizar o exame físico geral em pacientes: inspecionar, apalpar e auscultar (escutar) os aparelhos respiratório, circulatório e digestivo, reconhecendo os estados de saúde normais e alterados.

Oncologia: Familiariza o aluno com os principais tipos de câncer, como realizar o diagnóstico e principais tratamentos.

Saúde da Criança e do Adolescente:
Habilita o aluno a diagnosticar, prevenir e tratar as doenças e acidentes mais comuns que acometem pacientes nessa faixa etária.

Saúde da Mulher: Oferece conteúdo teórico e prático, preparando o aluno para a prática do atendimento à mulher, levando em conta suas especificidades físicas e doenças mais comuns.

Saúde do Idoso: Fornece ao aluno os conhecimentos práticos e teóricos para avaliar e diagnosticar as principais doenças que acometem a população idosa, além de métodos de prevenção e tratamento desses males.

Saúde Mental: Dá ao aluno os conhecimentos teóricos e práticos para o atendimento do paciente psiquiátrico, buscando o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças mentais, além de técnicas de orientação para inserir o paciente na sociedade.

Outras considerações sobre o curso de Medicina

Se você quer prestar Medicina, deve saber de algumas coisas. Se optar por uma universidade pública, deve estar muito bem preparado para vencer a concorrência – o processo seletivo vai exigir uma pontuação altíssima.

E se optar por uma faculdade privada será preciso preparar o bolso, pois as mensalidades custam caro, chegando a mais de R$ 10 mil.

Mas não é porque o bolso está apertado que você vai desistir do seu sonho. É possível contar com o ProUni (programa governamental que oferece bolsas de estudos integrais e parciais) e com o FIES (um financiamento estudantil também criado pelo governo).

Algumas faculdades particulares também trabalham com o sistema de ajuda financeira por mérito, concedendo bolsas aos candidatos mais bem colocados no vestibular.

Faculdades que oferecem o curso de Medicina

O seu sonho é fazer Medicina? O primeiro passo para se tornar um médico é definir a instituição de ensino que você quer cursar.

Todas as faculdades a seguir são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, além de participarem do ProUni e do FIES e oferecerem facilidades como bolsas próprias e financiamentos sem burocracia. Confira:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 
Veja também:
Qual o salário de um médico?

E então? Medicina tem tudo a ver com você? Conte para a gente aqui nos comentários!