UM NOVO CONCEITO

Talvez você esteja acostumado a estudar história de uma maneira errada que talvez tenha sido passada para você desde a época do ginásio.

Para muitos de nós, quando pensamos em história, o que nos vem à cabeça são fatos, cronologia, nomes de heróis e figuras importantes.

Se você aprendeu a estudar história desse jeito, vamos mudar um pouco seu conceito e apresentar um novo tipo de abordagem muito mais ampla e útil para seu aprendizado, uma abordagem que se preocupa mais com as transformações que se operam no processo histórico, em particular nas estruturas da sociedade.

Fatos, cronologia e nomes serão até certo ponto importantes em nosso estudo, porém, iremos trabalhar com essa história nova que os examinadores estão pedindo nos vestibulares.

O estudo dessa disciplina é importante porque nos dá condições de entender as estruturas econômicas, sociais, políticas, religiosas, ideológicas e jurídicas da sociedade em que vivemos.

A partir do estudo do passado podemos entender o processo de transformação da natureza, realizado pelo acúmulo de conhecimento dos homens, e que possibilitou mudanças substanciais no modo de vida da humanidade e no próprio homem, além de abrir horizontes de transformações em nossa sociedade.

O contato com civilizações e grupos sociais que viveram em espaços e tempos diferentes do nosso nos auxilia a aprendermos que as formas de produzir a sobrevivência variam na História.

Mas é justamente essa necessidade constante de adaptar e adaptar-se à natureza que nos torna animais diferentes dos demais.

Nós, homens, ao transformarmos a natureza, estamos produzindo cultura, portanto, criando sociedades que se estabelecem sobre critérios não meramente biológicos.

PERIODIZAÇÃO DA HISTÓRIA

A periodização clássica da História considera como marcos cronológicos:

IDADE ANTIGA: Do aparecimento da escrita e das primeiras civilizações, por volta de 4000 a.C., à queda de Roma, em 47.

IDADE MÉDIA: Da queda do império romano do Ocidente até a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos em 1453.

IDADE MODERNA: Da queda de Constantinopla até a tomada da Bastilha (Revolução Francesa) em 1789.

IDADE CONTEMPORÂNEA: Da Revolução Francesa até os dias de hoje.


Está se preparando para o Enem ou Vestibular e precisa de uma forcinha? Conheça o site Descomplica, que tem aulas, conteúdos e exercícios sobre matérias de todo o ensino médio!


Veja também:

10 acontecimentos da história do Brasil que você precisa entender

Esse artigo ajudou você? Conte para a gente aqui nos comentários!