Quem faz o curso de Engenharia Mecânica aprende conceitos e tecnologias que envolvem sistemas mecânicos e termodinâmicos de todos os tipos.

Estes sistemas são muito utilizados na indústria e o engenheiro mecânico é requisitado para planejar e desenvolver máquinas, motores, equipamentos, veículos, sistemas de aquecimento e refrigeração, entre outros.

Além de projetar todo esse maquinário, o engenheiro mecânico pode liderar equipes de produção e manutenção, desenvolver tecnologias de ponta e até mesmo fazer o projeto de usinas ou fábricas inteiras!

Se você está pensando em estudar Engenharia Mecânica, saiba como funciona o curso e o que se estuda durante a faculdade. Conheça também algumas universidades que oferecem esta graduação!

Como funciona o curso de Engenharia Mecânica

O curso de Engenharia Mecânica dura em média cinco anos e é do tipo bacharelado. De modo geral, o aluno tem aulas em período integral e é possível encontrar esta graduação na modalidade a distância.

O objetivo do curso é formar profissionais capazes de desenvolver qualquer sistema mecânico, desde projetos menores, como a válvula de um motor, até grandes construções, como aeronaves completas.

Ao final da graduação, é necessário elaborar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e apresentá-lo a uma banca examinadora. Somente após ser aprovado neste trabalho final é que o aluno recebe o diploma.

Em algumas universidades é obrigatório também fazer um estágio supervisionado. As regras para a realização deste estágio variam de uma instituição para a outra.

O que se estuda em Engenharia Mecânica?

Assim como acontece em outras Engenharias, o estudante de Engenharia Mecânica terá uma boa base de conhecimentos em Ciências Exatas. São várias disciplinas de Matemática e Física que serão vistas ao longo do curso.

Já no primeiro semestre o aluno começa estudando Cálculo, Geometria e Física Básica. Estes conhecimentos servem de pré-requisito para as disciplinas que surgirão depois, mais específicas da profissão.

Algumas disciplinas de Computação aparecem no currículo para que o futuro engenheiro saiba elaborar algoritmos e descrever modelos computacionais. O objetivo é que ele possa resolver problemas usando métodos numéricos com o auxílio de softwares específicos.

Para que o engenheiro possa projetar uma máquina, ele precisa entender sobre os elementos mecânicos que a compõem. Algumas matérias tratam da resistência dos materiais, da mecânica de sólidos e fluidos, do controle de vibrações e de como acontece a transmissão de calor entre os corpos.

Depois de conhecer a fundo as propriedades dos materiais (como eles resistem à pressão ou se deformam em altas temperaturas), os estudantes aprendem alguns processos de fabricação, como a usinagem e soldagem. Algumas noções de Eletrônica e Eletrotécnica fazem parte do currículo do curso para que o aluno conheça as propriedades de um circuito elétrico utilizado em motores, por exemplo.

A carga horária dessa graduação é puxada e exige bastante dedicação aos estudos. Conheça algumas das disciplinas da faculdade de Engenharia Mecânica:

  • Álgebra Linear
  • Algoritmos e Programação
  • Cálculo
  • Computação Científica
  • Conformação de Metais e Moldagem de Polímeros
  • Desenho Técnico
  • Dinâmica das Máquinas e Vibrações
  • Elementos de Máquinas
  • Eletrônica e Instrumentação
  • Estatística
  • Fabricação Assistida por Computador
  • Física Básica
  • Física Experimental
  • Geometria Analítica
  • Manufatura e Metrologia
  • Máquinas de Elevação e Transporte
  • Mecânica dos Sólidos
  • Mecânica dos Fluidos
  • Processos de Fabricação
  • Propriedades Mecânicas
  • Química Tecnológica
  • Representação Gráfica Espacial
  • Resistência dos Materiais
  • Termodinâmica

O que fazer depois de se formar em Engenharia Mecânica?

A profissão de engenheiro mecânico é regulamentada por lei e o órgão responsável por fiscalizar as atividades deste profissional é o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Portanto, depois de receber o diploma da universidade, o engenheiro precisa obter um registro junto ao CREA para exercer a profissão.

De modo geral, a Engenharia é uma área que oferece boa remuneração e alta empregabilidade. O Brasil ainda tem uma carência desses profissionais. O engenheiro mecânico possui uma formação ampla e, por isso, pode trabalhar em qualquer tipo de indústria. As que mais contratam são:

  • Automobilística
  • Aeronáutica
  • Metalúrgica
  • Petroquímica
  • Eletroeletrônica
  • Têxtil
  • Biomecânica
  • De Refrigeração e Condicionamento de Ar
  • De Geração de Energia (Usinas)
Algumas áreas onde este profissional pode trabalhar são:
  • Desenvolvimento de máquinas e equipamentos – realiza o projeto das máquinas, decide que materiais serão utilizados, coordena a fabricação dos moldes e do produto final.
  • Operação e manutenção dos equipamentos – supervisiona como os equipamentos estão sendo operados e planeja como será realizada a manutenção das máquinas.
  • Pesquisa e Desenvolvimento – fabrica protótipos de máquinas e equipamentos, testa sua qualidade e funcionalidade. A partir desses testes, determina quais modificações serão necessárias para aprimorar o produto.
  • Linhas de montagem – supervisiona e gerencia os processos de fabricação dos produtos, aperfeiçoa a produção para que ela ocorra de maneira mais rápida e sem desperdícios.
  • Marketing e Vendas – acompanha a comercialização dos produtos, dando suporte técnico nas vendas mais especializadas – como as de aeronaves, por exemplo.

Onde estudar Engenharia Mecânica?

Se você está decidido a cursar Engenharia Mecânica, é importante escolher uma instituição de ensino de qualidade e reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Assim você garante que seu diploma terá validade no mercado de trabalho.
Conheça algumas universidades credenciadas pelo MEC que oferecem o curso de Engenharia Mecânica:
Universidades Privadas:
Universidades Públicas:

Veja também:
Quanto ganha um Engenheiro Mecânico?

Você pretende estudar Engenharia Mecânica? Gostou de saber um pouco mais sobre este curso? Conte para a gente aqui nos comentários!