Profissões mais procuradas constam em ranking na pesquisa.

O crescimento da economia, nos últimos anos, está fazendo com que o Brasil esbarre na dificuldade de encontrar mão-de-obra especializada. Na próxima década, a disputa por gente qualificada será ainda mais acirrada, segundo uma pesquisa feita pela Federação das Indústrias do Rio.

O estudo Perspectivas Estruturais do Mercado de Trabalho na Indústria Brasileira — 2015 aponta quais serão as profissões mais procuradas até daqui a oito anos, de acordo com o site G1.

Engenharia de petróleo está no topo da lista das oportunidades e, em segundo lugar, aparece engenharia ambiental. Entre as atividades de nível superior, os analistas de sistemas também estão bem posicionados (quinto lugar).

A indústria, contudo, não busca apenas quem vai para a universidade. Das dez carreiras com maior chance de sucesso, seis são de nível técnico, como ajudantes de obras ou carreiras voltadas para a produção de cerâmica para construção e para a manipulação de medicamentos.

A pesquisa ouviu representantes de 415 empresas em todo o país e analisou 128 profissões com as melhores chances até o ano de 2015. O estudo foi realizado em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa e teve supervisão técnica da Fundação Getulio Vargas.

Confira a lista das profissões mais valorizadas, segundo o estudo:


1 Engenheiro de Petróleo
2 Engenheiro ambiental
3 Técnicos em produção, conservação e de qualidade de alimentos
4 Ajudantes de obras civis
5 Analistas de sistemas computacionais (TI)
6 Trabalhadores da fabricação de cerâmica estrutural para construção
7 Técnicos de produção de indústrias químicas, petroquímicas, refino de petróleo, gás e afins
8 Técnicos em fabricação de produtos plásticos de borracha
9 Técnicos florestais
10 Técnicos em manipulação farmacêutica