A PROFISSÃO DE METEOROLOGISTA

Os meteorologistas estudam e interpretam a composição, a estrutura e a dinâmica da atmosfera e analisam os vários tipos de fenômenos meteorológicos.

Do seu trabalho resultam informações e previsões sobre o estado do tempo, que são utilizadas na vigilância meteorológica destinada à proteção de vidas humanas e de bens e à prestação de serviços às mais diversas atividades econômicas como, por exemplo, a agricultura e a navegação aérea e marítima.

Resultam, igualmente, informações e previsões utilizadas para proteção do clima e do ambiente atmosférico.
Cumpre a estes profissionais estudar o sistema climático, constituído pela atmosfera, litosfera, biosfera e hidrosfera e as relações entre estes subsistemas.

Examinam, por exemplo, a atmosfera no que diz respeito às suas propriedades químicas e físicas, à transmissão de luz, som e ondas de rádio e à transferência de energia.

Estudam, também, fatores relacionados com a formação de nuvens, precipitação, neve e outros fenômenos meteorológicos como tempestades tropicais ou maremotos, recorrendo designadamente a registros de fenômenos como o vento, a pluviosidade, as horas de sol e as temperaturas de determinados locais.

[Comece sua carreira. Ache os cursos e faculdades ideais para você.]

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

A previsão do estado do tempo é uma das atividades mais conhecidas destes profissionais.
Para a cumprirem começam por recolher informação sobre pressão atmosférica, temperatura e umidade do ar, direção e velocidade do vento, nuvens, precipitação, eletricidade atmosférica, etc.
Com base nas informações recolhidas, elaboram cartas que permitem prognosticar o estado do tempo a curto, médio e até a longo prazo.
Também comunicam e explicam as previsões recorrendo, por exemplo, aos meios de comunicação social, diferenciando a informação em função dos interessados: público em geral ou agentes econômicos, por exemplo, dos setores agrícola, piscatório e dos transportes.
No âmbito da vigilância meteorológica, são responsáveis pelos avisos de ocorrência de fenômenos meteorológicos e climatológicos extremos, tais como precipitações muito intensas, cheias, ventos fortes ou muito fortes e períodos de seca prolongados.
Podem, ainda, apoiar na prevenção e no combate aos fogos florestais.
Os meteorologistas desempenham, também, funções relacionadas com a proteção do ambiente atmosférico, como a verificação dos valores que este apresenta no que se refere a componentes como ozônio, dióxido de carbono, dióxido de enxofre, óxidos de azoto, compostos orgânicos voláteis, etc.
Normalmente, estes profissionais lidam com uma grande quantidade de instrumentos.
 Recorrem, por exemplo, a satélites para obter informações sobre o estado do tempo ou sobre a variação da camada de ozônio, a radares para detectar trovoadas e tornados (e respectiva direção e intensidade) e a computadores para tratarem toda a informação recolhida.
Por vezes, determinadas tarefas são realizadas juntamente com profissionais de outras áreas.
 Por exemplo, é natural que no estudo de um terremoto trabalhem com geólogos e quando procedem à vigilância da qualidade do ar trabalhem com engenheiros do ambiente.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Geografia
Informática