Antes de aprender como funciona a acentuação gráfica, é importante entender alguns dos termos utilizados na Língua Portuguesa.

Sílaba

Vogal ou conjunto de fonemas que se pronunciam numa só emissão de voz.

Toda sílaba na Língua Portuguesa possui uma vogal.

As sílabas podem ser classificadas como:

Átona: Pronunciada com menor intensidade.

Tônica: Pronunciada com maior intensidade.

Encontros Vocálicos

Ditongo - duas vogais em uma única sílaba (não se separam).

  • Exemplo: oi, saudade, frei.

Tritongo - três vogais em uma única sílaba (não se separam).

  • Exemplo: Paraguai, Jóquei.

Hiato - duas vogais em sílabas vizinhas.

  • Exemplo: saúde, coordenar, faísca.

Classificação quanto ao número de sílabas

Monossílabo: vocábulo formado por uma só sílaba.

  • Exemplo: mar, eu, é.

Dissílabos: vocábulo formado por duas sílabas.

  • Exemplo: dedo, café, baú.

Trissílabos: vocábulo formado por três sílabas.

  • Exemplo: príncipe, lâmpada, óculos.

Polissílabos: vocábulo formado por quatro ou mais sílabas.

  • Exemplo: maravilhoso, atropelamento, estúpido.

A acentuação

Monossílabos Átonos


Nunca são acentuados graficamente.
  • Exemplo: o, a, os, as, um, uns, me, te, se, lhe, lhes, nos, que, com, de, por, sem, sob, mas, nem, e.

Acentuação Tônica

Toda palavra tem uma sílaba que é pronunciada com mais intensidade que as outras.

Essa sílaba é chamada de sílaba tônica.

A sílaba tônica pode ocupar diferentes posições e, de acordo com essa colocação, ser classificada como: oxítona, paroxítona, proparoxítona e monossílaba tônica.

Monossílabos Tônicos: acentuam-se os que terminam em a(s), e(s), o(s).

  • Exemplo: pó, fé, nós, vós, dá.

Os dissílabos, trissílabos e polissílabos tônicos

Oxítonos: sílaba tônica na última sílaba.

  • Exemplo: café, ralé, oposição, aparar.

Quando terminados em EM, ENS, A(S), E(S), O(S):

  • A, AS: está, atrás, fubá.
  • E, ES: café, você, vocês.
  • O, OS: avó, compôs, paletós.
  • EM: também, amém, armazém, alguém.
  • ENS: deténs, parabéns, armazéns.

Quando a sílaba tônica é formada por ditongo aberto:

  • Exemplo: anéis, remóis, Ilhéus.

Quando o I ou o U da sílaba tônica formam HIATO

  • Exemplo: baú, daí, Luís

Quando são seguidos pela letra S:

  • Exemplo: baús, egoísmo.

Quando há ditongo e o I ou o U estiverem no final da palavra:

  • Exemplo: Piauí, tuiuiú.
Atenção! Não são acentuados:
  • Exemplo: juiz, raiz, Raul, ruim, caiu

Paroxítonos: sílaba tônica na penúltima sílaba.

  • Exemplo: cônsul, fusível, vulnerável, falo, escuto, mesa, cadeira, felicidade.

Quando terminados em L, N, R, X, PS, I, IS, U, US, Ã, ÃS, ÃO, ÃOS,ON, ONS, UM, UNS.

  • I, IS: táxi, tênis, júri, cútis
  • U, US: ônus, bônus
  • Ã, ÃS: ímã, órfãs
  • ÃO, ÃOS: sótão, bênçãos
  • ON, ONS: cólon, nêutrons
  • UM, UNS: álbum, álbuns
  • L, N, R, X, PS: fácil, cônsul, éden, hífen, pólen, abdômen, bíceps, fórceps, mártir, caráter, ônix, tórax.

Quando o I ou o U da sílaba tônica, não sendo seguido por nh, faz hiato com a vogal anterior, formando, sozinho ou com um s, uma sílaba:

  • Exemplo: amiúde, arcaísmo, ruído, caíste, reúne, egoísmo, saída, viúva, ciúme, raízes, juízes

Quando é ditongo crescente, seguido ou não de s:

  • Exemplo: Flávia, Mário, cárie, gêmeo, óleo, tênue, água, régua, espontânea, crânio, mágoa, orquídea, árduo, mútuo, vídeo.

Atenção! Não são acentuados os que terminam em ens: edens, hifens, abdomens. Quando a sílaba tônica é formada por ditongo aberto (eu, ei, oi):

  • Exemplo: epopeica, celuloide, ovoide.

Quando o I ou o U tônico faz hiato com vogal anterior e é seguido por nh:

  • Exemplo: moinho, rainha, campainha.

Quando a primeira vogal dos hiatos oo, ee (vogais repetidas) é tônica:

  • Exemplo: veem, creem, leem, deem, releem, voo, abençoo.

Quando o prefixo paroxítono termina em I ou em R:

  • Exemplo: anti-herói,  super-herói

Proparoxítonos: sílaba tônica na antepenúltima sílaba.

  • Exemplo: pároco, próximo, trôpego, histérico, nêspera.

Todos, sem exceção, são acentuados.

Casos especiais

1. Acento Diferencial

Os acentos diferenciais só existem para os verbos Pôr, ter, vir e poder.

  • Vamos pôr aquela música.
  • Vamos por este caminho.
  • Eles têm medo de escuro.
  • Ele tem medo de escuro.
  • Elas vêm amanhã pela manhã.
  • Ela vem amanhã pela manhã.
  • Ele pode ir te buscar.
  • Ele não pôde ir te buscar.

2. Til Usado sobre "a" e o nasais:

  • não, vão, cãs, cãibra (ou câimbra), mãe, afã, ímã, fã;
  • nas formas verbais de pôr e seus compostos (põe, põem, depõe, compõem).

3. Trema


Na nova ortografia, o trema não é mais utilizado. Exceto para palavras estrangeiras ou nomes próprios.

4. Palavras compostas com elementos separados por hífen

Cada um tem autonomia fonética, morfológica e gráfica, seguindo as regras gerais:

  • anglo-itálico recém-chegado pós-homérico pré-história.

Obs.: Os prefixos anti, semi, super, circum, inter, nuper e arqui não são acentuados.

5. Abreviaturas

O acento original se mantém:

  • página = pág.
  • século = séc.
6. Formas verbais

Considere cada parte como um todo e siga as regras gerais:

  • amá-lo = oxítono terminado em a + monossílabo átono
  • desejá-lo-íamos = oxítono terminado em a + monossílabo átono + proparoxítono

Perceba que as formas verbais terminadas em a recebem acento agudo e as terminadas em e e o, acento circunflexo.

  • resolvê-las-ias; predispô-los-ão; compô-la-ei; compô-la-ás; pô-lo-íeis; desejá-lo-íamos.

[Ache os cursos e faculdades ideais para você!]