Um erro comum cometido por muitos vestibulandos é esquecer que existe alguém que lerá sua redação. Muitas vezes ao escrever a redação o vestibulando tem em mente o que quer escrever, mas nem sempre passa suas idéias para o papel de modo que o examinador possa compreender.

Além de você, a única pessoa que lerá sua redação é examinador, é para ele que sua redação é escrita. Nesta aula vamos estudar alguns pontos importantes para escrever uma redação objetiva que seja compreendida pelo examinador.

Evite o uso de 1 pessoa (eu, nós, nós, nosso...)

É recomendável que não se use a primeira pessoa, tanto no singular como no plural, no desenvolvimento de uma redação para o vestibular (“eu acho que, eu penso que”, “em minha opinião”, “nós acreditamos que”...). A linguagem deve ser objetiva, denotativa; qualquer ambigüidade pode ser um ponto vulnerável na demonstração do que se quer expôr. Deve ser clara, precisa, natural, original, nobre, correta gramaticalmente. O discurso deve ser impessoal.

Dê razão para apoiar afirmações e convicções

"Todo o mundo deveria ser tecnologicamente alfabetizado". Por quê? Quando você expressa um ponto de vista, é esperado que você possa explicá-lo e defendê-lo. Tome cuidado com suas afirmações as quais é cabível a pergunta: “Por que?”.

Suponha que lendo um texto sobre o exame vestibular você encontre essa frase: “Sem duvida o processo seletivo feito por universidades americanas não seria justo se aplicado no Brasil”. Esta é uma afirmação que necessita de uma resposta.

Quando se escreve que o processo seletivo feito por universidades americanas não seria justo se aplicado no Brasil, tem que se levar em conta que o leitor pode não saber como funciona o processo seletivo nos Estados Unidos, bem como não ser tão esclarecido sobre o processo seletivo brasileiro, ficando sem saber o porquê de sua inadequação ao sistema brasileiro.

O texto seria mais bem escrito dessa maneira:

O processo seletivo feito por universidades americanas não seria justo se aplicado no Brasil, pois nos EUA esse processo é feito tendo como base as notas que os alunos obtiveram no decorrer do ensino médio, uma vez que todas as escolas possuem um padrão de ensino nivelado. Já no Brasil, o método de ensino de cada escola é variado, e um aluno regular de um colégio exigente, não pode ter suas notas comparadas com as de um aluno vindo de uma escola fraca”.

Mas lembre-se que muitas frases não precisam de explicação, pois você poderia tornar seu texto confuso e alongado desnecessariamente.

Exemplo:
“O voto é uma importante ferramenta para o povo mudar seu país. Devemos sempre escolher candidatos honestos, e que se preocupem com a população, candidatos que não roubem e tenham interesse no bem comum”.

Este é texto que poderia ser resumido facilmente na primeira frase: “O voto é uma importante ferramenta para o povo mudar seu país”. É inútil ressaltar que devemos escolher políticos honestos, mesmo por que, a honestidade não é uma virtude, mas sim uma obrigação de cada um, bem como a preocupação com o bem comum. Excluindo-se a primeira frase, todo o resto do texto é desnecessário.

Assuma que você tem um ponto de vista e o examinador pode não concordar com você.

Não tente desesperadamente convencer o examinador que o seu ponto de vista é o correto. Provavelmente o examinador já tem sua própria opinião formada a respeito do tema e não vai começar a acreditar em gnomos só por que você quis convencê-lo que eles existem.

Seu objetivo não é convencer ninguém de coisa alguma, mas sim, apenas fazer uma boa redação sobre o tema escolhido, nada mais. Escrever uma redação, é uma tarefa simples, mas geralmente nós a complicamos, pois acreditamos que o objetivo daquela redação é convencer todas pessoas do mundo a concordarem com nossa posição.

Lembre-se o que já foi dito em outras aulas. O examinador não estará corrigindo seu ponto de vista, ele também não tem interesse que você mude de opinião. Ele estará examinado sua capacidade em escrever bons textos, compreensíveis e objetivos.

É evidente que por mais impessoal que sua redação possa parecer, ela foi escrita por você, e o ponto de vista refletido nela não é o do examinador, da sua professora de redação ou dos seus pais, mas o seu. Portanto, não tente ser impessoal demais, achando que assim irá escrever um bom texto. Você é diferente dos milhares de estudantes que estão fazendo a mesma redação, portanto não tenha medo de passar sua opinião.