Neste aparelho se leva a cabo o processo da digestão que consiste em ingestão, transporte, digestão e absorção do alimento. Estes processos podem ser realizados através da secreção de hormônios e enzimas.

Aparelho Digestivo:
Consta de cavidade bucal, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado e intestino grosso. Glândulas anexas; glândulas salivares; fígado; pâncreas, anus e reto.

Intestino grosso: é formado por três partes, o cólon ascendente, o cólon transverso e o cólon descendente que desemboca no reto.

Intestino delgado: é formado por 3 partes; a primeira é o duodeno, a segunda é o jejuno e a terceira é o íleo.

Reto: Recebe os resíduos provenientes do cólon para sua expulsão definitiva. A distensão do reto é o estímulo resultante dos nervos de suas paredes, é o que desperta o desejo de defecar; se este aviso não é dado, o reto se adapta ao novo tamanho, o estímulo se reduz e por fim desaparece.

Glândulas digestivas: As salivares estão formadas por 3 pares: As parótidas, muito volumosas cuja inflamação origina a caxumba, as sublinguais, colocadas debaixo da língua, e as submaxilares.  As glândulas que exercem sua função no estômago separam o suco gástrico, que contém ácido clorídrico.
O fígado é uma massa volumosa vermelho-escuro que separa o bílis; intervém na digestão das gorduras.

O pâncreas, de cor acinzentada e alongado, separa o suco pancreático, que desempenha um importante papel na digestão das gorduras, das féculas e das albuminas. Além disto, existem milhões de glândulas intestinais que originam o suco entérico, cujos fermentos acabam a digestão dos alimentos.

Sucos digestivos

Suco pancreático: é um líquido incolor, viscoso e ligeiramente opalescente que contém sais e enzimas. Os principais sais são: o bicarbonato de sódio e o cloreto de sódio. As enzimas que contém são: Tripsina, amilasa e lipasa que atuam em ambientes alcalinos e se encarregam de degradar as proteínas, amido e gorduras neutras. A secreção do suco pancreático começa poucos minutos depois de ter sido ingerido o alimento e aumenta rapidamente, durante um tempo de mais ou menos de 3 horas.

Suco intestinal: o principal estímulo para sua secreção é a presença do quimo no segmento intestinal. É formado por diversas enzimas: erepsina, lipasa, amilasa, sacarosa, maltosa, lactosa e nucleasa cuja função é a de continuar com a degradação molecular que se leva a cabo no processo da digestão.

Bílis: para que a digestão possa desenvolver-se regularmente no intestino é necessária a presença da bílis, líquido  de cor  amarelo-esverdeado, segregado continuamente pelas células hepáticas do fígado.
Os principais componentes da bílis são: sais biliares, ácidos gordurosos, colesterol, mucina, pigmentos, sais inorgânicos e água. Suas principais funções no intestino consistem na digestão dos lipídios e na absorção das gorduras  e das vitaminas lipossolúveis (vitamina A  e D).