Existem muitas alternativas na hora de escolher como se preparar para o vestibular. A melhor opção vai depender do seu tempo disponível para estudar, das matérias que precisam ser reforçadas e, claro, do orçamento.

A novidade é a grande oferta de conteúdos online gratuitos, que podem ser usados como fontes complementares na hora de estudar para o vestibular. Confira algumas opções.

Quanto custam os cursinhos pré-vestibular


O valor dos cursinhos varia de acordo com a região do País, duração, formato e modalidade - presencial ou a distância. Há desde cursos comunitários gratuitos até os que chegam a custar mais de R$ 2 mil por mês.

A principal diferença é a duração dos cursos, que podem ser anuais (extensivos) ou semestrais (semiextensivos). Dependendo do turno, os preços também variam. Algumas mensalidades já incluem todo o material didático. Confira a faixa de preços:

Extensivo:

  • Manhã: R$ 780 a R$ 2300
  • Tarde e noite: R$ 230 a R$ 1500

Semiextensivo - cursos semestrais:
  • Manhã: R$ 720 a R$ 2000
  • Tarde: R$ 500 a 1100
  • Noite: R$ 440 a R$ 880

Para quem quer se preparar para uma graduação específica pode encontrar cursos que enfocam uma área do conhecimento, como Biológicas, Exatas e Humanas. É possível também encontrar cursos por disciplinas, como Matemática, Biologia, Física, Química, Língua Portuguesa e Redação.

Há também cursinhos que abordam provas de instituições como a Fundação Getúlio Vargas, Instituto Militar de Engenharia (IME) ou Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). A vantagem é que o estudante se concentra em resolver exercícios que caíram nos vestibulares dessas universidades.

Em várias regiões surgiram iniciativas de cursinhos populares, que visam ampliar o acesso às universidades para estudantes de baixa renda. Alguns cursos são gratuitos, enquanto outros cobram mensalidades de R$ 100 a R$ 220.

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA), por exemplo, oferece gratuitamente um cursinho a distância, com base em apostilas eletrônicas e material impresso. As aulas são veiculadas por diversas emissoras de rádio e TV do estado do Amazonas.

Cursos online pré-vestibular


Com a popularização da internet, surgiram outras oportunidades para estudar para o vestibular na modalidade EAD, com aulas em vídeo, tira-dúvidas em fóruns e exercícios on-line. Os cursos pagos cobram assinatura mensal na faixa de R$ 18 a R$ 40 - o valor depende da quantidade de conteúdo disponível e dos serviços oferecidos, como correção de redação, monitoria e aulas ao vivo, por exemplo.


Dicas na hora de escolher o cursinho


Confira algumas recomendações na hora de escolher um cursinho para o vestibular:

Bolsas de estudos: para atrair os alunos mais talentosos, os cursinhos oferecem bolsas de estudos parciais e até totais. A seleção geralmente é feita por meio de provas. Consulte o site da instituição para saber como funciona o processo e o calendário de provas.

Recursos oferecidos: ao escolher um curso preparatório, analise a qualidade do serviço e da infraestrutura. Verifique se os recursos adicionais já estão incluídos na mensalidade, para não ter surpresas. Avalie se o que o curso oferece é importante para sua aprendizagem ou se você estará pagando por algo que não irá utilizar. Entre os itens que você pode analisar estão:
• Qualificação dos professores
• Material didático atualizado
• Infraestrutura com salas de estudo
• Serviço de atendimento para tirar dúvidas
• Laboratório de redação
• Orientação vocacional e profissional
• Simulados
• Conteúdos adicionais
• Aulas de reforço nas vésperas das provas

Conteúdo: as provas de vestibular de algumas universidades podem incluir conteúdos específicos, como a História e a Geografia locais, por exemplo. Verifique se o cursinho cobrirá essas matérias ou se é preciso buscar cursos complementares.

Outros custos: para ter uma ideia de quanto custa entrar na universidade, inclua todos os outros gastos que você terá até a realização das provas, como por exemplo:
• Despesas com deslocamento para ir ao cursinho, seja com meios públicos de transporte ou carro particular, incluindo gasolina, desgaste e estacionamento.
• Alimentação.
• Matérias adicionais.
• Custo com deslocamento e estada para realizar as provas em outras cidades.

No mais, na hora de escolher procure informações e referências com quem já estudou naquele cursinho. A preparação para o vestibular é um grande investimento de tempo, dinheiro e esforço. Então, quando as aulas começarem, aproveite com afinco esta oportunidade. O mais importante é acreditar em você!
Veja também:
Enem
Você já tem um plano para se preparar para o vestibular? Quais são as suas estratégias? Compartilhe com a gente!