Não consigo entender porque duas letras diferentes ainda são aplicadasao mesmo som, a tecnologia evolui mas a burrice dos donos das palavraspermanece a mesma a cada geração. Bom, depois das críticas, e deinúmeras possibilidades de sugestões de modificações na língua, vamos auma dica... Para evitar confusão.

Use G em:

- Palavras terminadas em -ágio, -égio, -ígio, -ógio e -úgio.
Exemplos: pedágio, colégio, litígio, relógio, refúgio.

- Palavras terminadas em -gem.
Exemplos: ferrugem, selvagem, massagem, mixagem.

- Palavras derivadas de outras que já sejam grafadas com G.
Exemplos: tingir - tingido - tingimento

Use J em:

- Palavras de origem tupi (indígena) e africana. (Engraçado que "indígena" se refere a índios, mas se grafa com G...)
Exemplos: biju, canjarana, canjica, jabuticaba, jacaré, jenipapo, jerimum, jibóia, pajé. (Exceção: Sergipe.)

- Verbos terminados em -jar ou -jear.
Exemplos: arranjar, despejar, sujar, viajar, trajar, ultrajar, granjear, gorjear, lisonjear.

- Palavras derivadas de outras já grafadas com J.
Exemplos: granja - granjeiro, laje - lajeado, etc.

Tomecuidado com o verbo viajar e o substantivo viagem (e talvez, algunsoutros). Nas palavras terminadas em -agem, grafamos com G (como em viagem:"A viagem foi boa."). Mas os verbos terminados em -jar são grafados comJ (senão ficaria /gar/, como em /garfo/, eis mais uma burrice da línguaque permanece até os dias de hoje). Então, do verbo viajar, derivamsuas formas, viajei, viajaram, etc. Da mesma forma, por ser derivada doverbo (na verdade, por ser uma forma conjugada do verbo), a palavra"viajem" com sentido de verbo, fica com J: "Compre os ingressos, paraque eles viajem.". Nesse caso, viajem vem de viajar, que já é com J,por ser um verbo terminado em -jar.

--
Idéia baseada e ampliada de:
CAMPEDELLI, Samira Yousseff & SOUZA, Jésus Barbosa. Português - Literatura, produção de textos e gramática. 3. ed. São Paulo, Saraiva, 2000.