Confira 15 dicas importantes de Química que o Prof. Paulo Silva, do Universitário, mandou pra dar uma força na resolução da prova.

1. O processo de separação de misturas denominado destilação fracionada separa os componentes da mistura pelos diferentes pontos de ebulição.

2. Alótropos são substâncias simples derivadas de um meso elemento químico. Por exemplo, os alótropos do elemento carbono: carbono diamante e carbono grafite diferenciam-se pela estrutura cristalina. Os alótropos do oxigênio: gás oxigênio e o gás ozônio diferenciam-se pela atomicidade.

3. Isótopos são átomos do mesmo elemento (mesmo número atômico) que possuem números de massas diferentes. Hidrogênio, deutério e trítio são os isótopos do elemento hidrogênio.

4. Numa ligação iônica, os íons mantêm-se unidos através de atrações eletrostáticas. Os compostos iônicos são sólidos, na temperatura ambiente, cristalinos, têm altos pontos de fusão e ebulição e conduzem a corrente elétrica quando fundidos ou em solução aquosa.

5. A ligação covalente ocorre através de um compartilhamento de pares eletrônicos enquanto que na ligação iônica temos uma transferência de elétrons e os átomos atraem-se eletrostaticamente.

6. As pontes de hidrogênio são responsáveis pelo aumento anormal do ponto de ebulição da água. Os compostos capazes de formar ligações de hidrogênio normalmente possuem maiores pontos de ebulição e menor volatilidade.

7. Nos hidrocarbonetos quanto maior a cadeia carbônica, maior o número de interações por forças de van der Waals (forças de London), logo, maior o ponto de ebulição.

8. Carbono quiral é o carbono saturado por quatro radicais diferentes. Por exemplo, o ácido láctico. A presença deste tipo de carbono na extrutura desencadeia a isomeria óptica.

9. Para que uma reação ocorra, é necessário que as moléculas colidam entre si, de modo que haja quebra de ligação e formação de novas ligações. É necessário que as moléculas colidam com uma orientação favorável e com energia suficiente. A energia necessária que uma molécula deve possuir chama-se energia de ativação. O complexo ativado é o estágio de máxima energia de uma reação química.

10. A energia de ativação de uma reação química é a energia que dá início ao processo. Os catalisadores atuam de forma a diminuí-la, aumentando a velocidade da reação. A faísca elétrica e a chama fornecem a energia suficiente para que as moléculas cheguem à formação do complexo ativado.

11. A utilização de talheres de prata em alimentos contendo derivados do enxofre, como, por exemplo, ovos e cebola, escurece a prata.

4Ag(s)+ 2H2S(g)+ O2(g) 2Ag2S(s) + 2H2O(l)

Para remover a cor escura dos objetos de prata sem eliminar a superfície do metal os íons Ag+ constituintes do sulfeto de prata usamos um redutor. Envolve-se o material de prata em folha de alumínio, e em seguida mergulhamos o material em solução diluída de bicarbonato de sódio. O alumínio - redutor mais forte que a prata - é oxidado a Al+3, enquanto os íons prata são reduzidos a prata metálica, que é novamente Depositada sobre a superfície do metal sem ter havido corrosão.

Observe a reação que ocorre:2Al(s) + 3Ag2S(s) 2Al+3 + 3S-2 + 6Ag(s)

12. Alguns insetos podem andar sobre a água. Uma lâmina de barbear, se colocada horizontalmente, também flutua na água. Isto deve-se à tensão superficial da água: uma propriedade que faz com o líquido se comporte como se tivesse uma membrana elástica em sua superfície.

13. Solubilidade dos sais: são sempre solúveis: nitratos, compostos de metais alcalinos e amônio; cloretos, brometos e iodetos (exceto os de Ag, Pb e Hg); sulfatos são solúveis, exceto os de Ba, Ca, Pb e Sr; os carbonatos e fosfatos são insolúveis, exceto do grupo 1; os sulfetos são insolúveis, exceto os dos grupos 1 e 2.

14. Os efeitos coligativos dependem da natureza do solvente (iônico ou molecular) e do número de partículas em solução. Quanto maior o número de partículas: menor a pressão de vapor - menor o ponto de congelamento - maior o ponto de ebulição - maior a pressão osmótica.

15. Na eletrólise e nas pilhas a oxidação ocorre no ânodo e a redução ocorre no cátodo.

Na eletrólise os cátions (+) migram para o Cátodo (-) e os Ânions (-) migram para o Ânodo (+). Nas pilhas os sinais do cátodo e ânodo se invertem.Para determinar a ddp da pilha conserve o sinal de quem se reduz (maior valor) e inverta o sinal de quem se oxida (menor valor) e simplesmente some os dois. Se o resultado for positivo a reação é espontânea.Um mol de elétrons movimentam 96500 Coulombs de energia o que equivale a 1 Faraday.