Quem não gostaria de estudar de graça ou com desconto numa boa universidade particular?

As bolsas de estudo são um instrumento importante para que alunos de baixa renda tenham acesso a uma formação superior de qualidade.

As inscrições para o ProUni, o maior programa de distribuição de bolsas de estudo do Brasil acontecem duas vezes por ano e você precisa ficar de antena ligada para não perder o prazo.

Além disso, as universidades estão recheadas de oportunidades para quem busca uma maneira de aliviar o peso da mensalidade no orçamento.

Veja quando começam as inscrições para bolsas de estudo e as maneiras de concorrer a uma delas!


Inscrições para bolsas do ProUni

As inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni) acontecem duas vezes ao ano, sempre no início de cada semestre letivo. Normalmente, são abertas em janeiro e junho, logo após a realização do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

O ProUni já beneficiou quase 2 milhões de brasileiros com bolsas de estudos integrais e parciais em cursos de diferentes áreas de conhecimento.

Foi criado em 2004 para trazer para as universidades privadas estudantes que apresentam bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mas não têm condições de bancar a mensalidade. É um programa direcionado a pessoas de baixa renda.

Para participar, é preciso atender aos seguintes requisitos:

• Ter feito o Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação.
• Comprovar renda familiar bruta mensal de no máximo três salários mínimos por pessoa.
• Não possuir diploma de curso superior.

O processo seletivo do ProUni é muito disputado e a nota mínima não garante que o aluno vá conseguir o benefício.

A seleção é parecida com a do Sisu, em que o candidato acessa o sistema, escolhe o curso desejado e fica monitorando as notas mínimas para saber se pode continuar na disputa por aquela vaga. É possível mudar de opções quantas vezes quiser até o encerramento das inscrições.

As notas para conseguir vaga nos cursos mais concorridos podem superar os 700 pontos. Também dá para concorrer pelo sistema de cotas (ações afirmativas), desde que os candidatos atendam aos requisitos acima. O ProUni reserva bolsas para pessoas com deficiência e aos autodeclarados indígenas, pardos ou pretos.

As bolsas integrais vão para quem tem renda familiar bruta de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Eles correspondem a 70% dos que recebem o ProUni atualmente. Aqueles que comprovam até 3 salários mínimos podem concorrer a uma bolsa parcial, que paga metade da mensalidade.

Para saber as datas de inscrição, fique ligado por aqui ou confira o site do ProUni.


Inscrições para bolsas da própria faculdade

Além do ProUni, o candidato pode tentar uma bolsa na instituição de ensino onde deseja estudar. Aqui há uma variedade muito grande de modelos, mas a maioria oferece descontos de até 40% nas mensalidades para alunos que atendam a alguns requisitos.

As inscrições, nesses casos, estão abertas ao longo do ano – muitas inclusive, aceitam candidatos a qualquer momento.

As bolsas mais comuns oferecidas pelas universidades particulares privilegiam alunos com bom desempenho ou aqueles que têm interesse em migrar para a instituição.

Veja alguns exemplos:

Bolsa para alunos com bom desempenho no Enem – algumas faculdades dão bolsas parciais a alunos com bom desempenho no Enem. Os descontos podem chegar a 50% ou permitir que o candidato estude um semestre inteiro sem pagar nada.

Bolsa para alunos que pedem transferência – para estimular a matrícula de novos alunos, as faculdades oferecem bolsas com descontos que podem se aproximar dos 40% nas mensalidades. Geralmente, o benefício fica aberto o ano inteiro.

Bolsa para quem já tem diploma de curso superior – quem busca uma segunda graduação provavelmente vai conseguir desconto na mensalidade. As universidades privadas oferecem o benefício principalmente àqueles que se formaram na instituição.

Bolsa-Convênio – muitas empresas firmam convênios com universidades para estimular seus funcionários a buscarem uma graduação de nível superior. Procure o departamento de Recursos Humanos de onde você trabalha e confira se existe essa opção. Os descontos nesses casos vão de 20% a 50% e duram enquanto o estudante está empregado.

Existem bolsas para cursos a distância?

Sim! Além dos benefícios normalmente oferecidos pelas instituições particulares de ensino, o ProUni também oferece bolsas de estudos para quem deseja fazer uma graduação nesta modalidade.

O processo seletivo é exatamente igual ao dos cursos tradicionais. As bolsas também podem ser as mesmas: integrais ou parciais.

A vantagem é que normalmente a disputa por vaga nos cursos EAD é menor.


Faculdades que oferecem bolsas de estudos

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos superiores que costumam participar do ProUni e têm programas de bolsas de estudo:
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Centro Universitário do Distrito Federal (UDF)
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Faculdade Boa Viagem (FBV | DeVry) – em Recife
Faculdade Nordeste (FANOR | DeVry) – em Fortaleza
Faculdade Ruy Barbosa (Ruy Barbosa | DeVry) – em Salvador 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
Universidade de Franca (UNIFRAN)
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)

Veja também:
Como entrar no ProUni com a nota do Enem


Vai tentar o ProUni ou uma bolsa da sua faculdade? Conte para a gente nos comentários!