Antes de começar a estudar de qualquer jeito, precisamos fazer um planejamento criterioso. Seja franco consigo mesmo e escreva no papel quais as matérias em que você esteja muito fraco. Faça um traço forte debaixo das disciplinas mais críticas. Priorize o estudo dessas.

Dentro de cada disciplina, escreva por extenso os tópicos obscuros. Por exemplo: Física - movimentos balísticos, coeficiente de restituição, equilíbrio de corpos extensos e queda livre. Matemática: números complexos ou imaginários, matrizes, progressão geométrica, etc.

Se você sentir-se arrepiado escrevendo todos os tópicos desconhecidos, você estará no bom caminho. O medo é perfeitamente normal e nos obriga a tomar uma atitude. Ou estudamos os tópicos ou então vamos jogar videogame. A escolha é nossa. O futuro é nosso. Dá desespero citar por escrito tudo o que não sabemos? Claro que sim!

O que devemos fazer é aproveitar o medo para nos organizarmos. Após arrolar os tópicos pouco dominados, devemos estabelecer um horário flexível de estudo. O ideal é estudar todo dia, inclusive sábados, domingos e feriados. Decobri que umas seis horas de estudo para valer por dia é o suficiente para entrar na Universidade. Descobri também que o melhor horário para estudar é de manhã cedo, quando o telefone não toca e aquele vizinho que ouve rock'n'roll no último volume ainda está dormindo.

Estude no seu próprio ritmo, no conforto de sua casa.

No vestibular, podemos contar somente com a ajuda de Nosso Senhor e do anjo da guarda. Não existirão professores bacanas por perto. É por isso que aqueles estudantes solitários arrebentam a boca do balão nos vestibas: pelo simples fato de terem aprendido tudo sozinhos. É óbvio que um mestre age como um catalisador na obtenção do conhecimento. Sim, professores são importantes, mas não estarão lá para ajudá-lo na hora do aperto. Acostume-se a estudar somente com a companhia de Deus.

É chato estudar sozinho? Sim, às vezes. Mas é importante para ficarmos independentes e agüentar o tranco nos processos seletivos. O fato de estudar sozinho nos dá um controle emocional precioso para suportar a solidão na sala de exame. Vamo-nos acostumando a enfrentar tudo com coragem e determinação.

Quando estudar em casa, pense que você está na presença de Deus. Isso facilita as coisas. Deu certo para mim. Deu certo para outros. Sei que essa abordagem é fora do comum, inusitada. Mas é o que funciona. A solidão deve ser vista como uma companheira que nos vai colocar dentro daquela faculdade dos nossos sonhos. Associe mentalmente o período de estudo de madrugada a uma atividade prazerosa.

Estude sozinho em casa

Um último conselho: crie pastas para cada disciplina do vestibular. Crie pastas específicas para Física, História, Química, Geografia, Português, Inglês, Biologia e Matemática. Sempre que você encontrar algo interessante nos jornais que falem desses assuntos, recorte a reportagem, cole-a num papel com a data e o nome do jornal e armazene-a dentro da pasta apropriada. Algumas semanas antes do vestibular, releia com carinho as reportagens... Elas poderão servir de base para questões na prova... Pois é, os examinadores também lêem jornais..

Por: Renato Amaral