As algas são organismos compostos por uma ou mais células. Os organismos unicelulares podem também viver em conjunto, que chamamos colônias. 

Geralmente estudadas em Botânica, as algas não são plantas. Sua classificação não possui valor taxonômico, e é polêmica, mas atualmente é aceito que elas se encontrem no reino Protista. 

A denominação "alga" diz respeito a  organismos fotossintetinzantes (possuem clorofila)  estruturalmente mais simples que as plantas terrestres: não possuem folhas, caule, raízes, flores frutos, sementes, vasos condutores e tecidos organizados. Possuem parede celular, de celulose, muitas vezes composta por sílica e pectina também.

Podem habitar ambientes aquáticos e úmidos. Na água, constituem o fitoplâncton, conjunto de organismos flutuantes da superfície aquática. Dessa maneira, são extremamente importantes como base das cadeias alimentares nesse ambiente, sendo indispensáveis para a manutenção da vida.

Outra grande importância das algas é produção de oxigênio atmosférico, sendo responsáveis por cerca de 90% do O2 liberado. 

Como já foi citado, as algas podem ter três formas de organização:

- Unicelulares (ex: diatomáceas e os dinoflagelados);

- Coloniais (ex: gênero Volvox);

- Pluricelulares (ex: algas pardas, algas verdes).
    Outra forma vivente é a associação a outros organismos, como fungos, formando os líquens.

Os principais grupos de algas são:

- Algas verdes: Podem ser unicelulares, coloniais ou pluricelulares. Exemplos: ulva, alface-do-mar, Acetabularia (unicelular, se assemelha à um guarda-chuva). Filo = Clorophyta.
- Algas pardas: Maioria pluricelular, geralmente possuem bolsas de ar que permitem flutuação. Exemplo: sargaço. Filo = Phaeophyta.
- Algas vermelhas: Maioria pluricelular. Filo = Rhodophyta.
- Diatomácias: Unicelulares, de cor amarelada ou dourada. Possuem formas distintas com reforço de sílica na parede celular (carapaças), formando desenhos. Filo = Chrysophyta.
- Dinoflagelados: Unicelulares, de cor avermelhada e com dois flagelos. Filo = Pyrrophyta.
- Euglenofíceas: Unicelulares, com um único flagelo. Possuem uma estrutura fotorreceptora, que direciona a célula à luz. Filo = Euglenophyta.

As algas são comumente, em muitas culturas, usadas na alimentação. Muitas vezes, de suas estruturas, são extraídas substâncias de ampla utilidade, como o ágar extraído de algas vermelhas, diatomito de carapaças de diatomáceas, algina de algas pardas,... Esses compostos têm papel na indústria de cosméticos, balas, doces, e inclusive consultórios de dentistas!

Um fenômeno causado pela proliferação exagerada de algas é conhecido como maré vermelha. Se a taxa populacional de dinoflagelados for grande (daí o nome "maré vermelha", pela grande quantidade de algas unicelulares de cor avermelhada), esses começam a produzir uma toxina, que não afeta diretamente mariscos e ostras, mas pode causar mal a animais maiores, como os peixes ou seres humanos, caso entrem em contato com a água ou se alimentem de animais contaminados. Mesmo diminuindo a população de dinoflagelados, a toxina pode continuar na água por muitos anos.

Exercícios:

1 – Caracterize as algas quanto à sua alimentação.

2 – Como as algas podem se organizar, em relação ao número de células?

3 – Cite dois papéis ecológicos de grande importância das algas.

4 – Julgue os itens:
      a – Todas as algas apresentam clorofila.
      b – As algas microscópicas, que constituem o fitoplâncton, são os principais produtores aquáticos.
      c – Cerca de 90% do oxigênio atmosférico é produzido pelas algas.
      d – Nem todas as algas são autótrofas.

Por: Vestibular Cidadão