1) (UFES-ES) O modelo abaixo representa a configuração molecular da membrana celular, segundo Singer e Nicholson. Acerca do modelo proposto, assinale a alternativa incorreta.

a) O algarismo 1 assinala a extremidade polar (hidrófila) das moléculas lipídicas.

b) O algarismo 2 assinala a extremidade apolar (hidrófoba) das moléculas lipídicas.

c) O algarismo 3 assinala uma molécula de proteína.

d) O algarismo 4 assinala uma molécula de proteína que faz parte do glicocálix.

e) O algarismo 5 assinala uma proteína extrínseca à estrutura da membrana.

2) (USU-RJ) Na mucosa intestinal, as células apresentam  grande capacidade de absorção devido à presença de:

a) desmossomas

b) vesículas fagocitárias

c) microvilosidades

d) flagelos

e) cílios

3) (MOJI-SP) A membrana plasmática, apesar de  invisível ao microscópio óptico, está presente:

a) em todas as células, seja ela procariótica ou eucariótica.

b) apenas nas células animais.

c) apenas nas células vegetais.

d) apenas nas células dos eucariontes.

e) apenas nas células dos procariontes.

4) (UF-AC) Quimicamente, a membrana celular é constituída principalmente por:

a) acetonas e ácidos graxos.

b) carboidratos e ácidos nucleicos.

c) celobiose e aldeídos.

d) proteínas e lipídios.

e) RNA e DNA.

5) (UFF-94) A  membrana plasmática é constituída de uma bicamada de fosfolipídeos, onde estão mergulhadas moléculas de proteínas globulares. As proteínas aí encontradas:

a) estão dispostas externamente, formando uma capa que delimita o volume celular e mantém a diferença de composição molecular entre os meios intra e extracelular.

b) apresentam disposição fixa, o que possibilita sua ação no transporte de íons e moléculas através da membrana.

c) têm movimentação livre no plano da membrana, o que permite atuarem como receptores de sinais.

d) dispõem-se na região mais interna, sendo responsáveis pela maior permeabilidade da membrana a moléculas hidrofóbicas.

e) localizam-se entre as duas camadas de fosfolipídeos, funcionando como um citoesqueleto, que determina a morfologia celular.

6) (VEST-RIO-92) Os seres vivos, exceto os vírus, apresentam estrutura celular. Entretanto, não há nada que corresponda a uma célula típica, pois, tanto os organismos unicelulares como as células dos vários tecidos dos pluricelulares são muito diferentes entre si. Apesar dessa enorme variedade, todas as células vivas apresentam o seguinte componente:

a) retículo endoplasmático.

b) membrana plasmática.

c) aparelho de Golgi.

d) mitocôndria.

e) cloroplasto.

7) (UGF-93) Na maioria das células vegetais, encontram-se pontes citoplasmáticas que estabelecem continuidade entre células adjacentes. Estas pontes são denominadas:

a) microtúbulos.

b) polissomos.

c) desmossomos.

d) microvilosidades.

e) plasmodesmos.

8) (UNIRIO-95) As células animais apresentam um revestimento externo específico, que facilita sua aderência, assim como reações a partículas estranhas, como, por exemplo, as células de um órgão transplantado. Esse revestimento é denominado:

a) membrana celulósica.

b) glicocálix.

c) microvilosidades.

d) interdigitações.

e) desmossomos.

9) (UFF-95) Assinale, dentre as estruturas abaixo, aquela que representa EXCEÇÃO à especialização da membrana plasmáica:

a) desmossomos.

b) pêlos absorventes na raízes dos vegetais.

c) microvilosidades intestinais.

d) axônio.

e) cílios.

10) (PUC-RJ) As células animais diferem das células vegetais porque estas contêm várias estruturas e organelas características. Na lista abaixo, marque a organela ou estrutura comum às células animais e vegetais.

a) vacúolo   d) membrana celular

b) parede celular  e) centríolo

c) cloroplastos

11) (PUC-SP) As microvilosidades presentes nas células do epitélio intestinal têm a função de:

a) aumentar a aderência entre uma célula e outra.

b) produzir grande quantidade de ATP, necessária ao intenso metabolismo celular.

c) sintetizar enzimas digestivas.

d) secretar muco.

e) aumentar a superfície de absorção.

12) (PUC-SP) Sabe-se que células epiteliais acham-se fortemente unidas, sendo necessária uma força considerável para separá-las. Isto se deve à ação:

a) do ATP, que se prende às membranas plasmáticas das células vizinhas.

b) da substância intercelular.

c) dos desmossomos.

d) dos centríolos.

e) da parede celular celulósica.

13) O reforço externo da membrana celular nos vegetais é:

a) rígido, celulósico e colado à membrana plasmática.

b) elástico, celulósico e colado à membrana plasmática.

c) rígido, celulósico e capaz de se descolar da membrana plasmática.

d) elástico, celulósico e capaz de se destacar da membrana plasmática.

e) rígido e de natureza exclusivamente proteica.



GABARITO

1-     D 2-     C 3-     A 4-     D 5-     C 6-     B 7-     E 8-     B 9-     E 10-   D
11-   E 12-   C 13-   C