Na edição mais recente do Enem as notas máximas e mínimas surpreenderam.

Para começar, alguns candidatos conseguiram a façanha de tirar mais de 1.000 pontos em uma única prova.

Outra notícia interessante: o número de redações com nota zero caiu bastante!

Veja a seguir o sobe e desce das notas do Enem e entenda como é o sistema de cálculo adotado pelo Ministério da Educação (MEC).

Confira!


Nota da Redação no Enem

A nota da redação do Enem é decisiva para a participação do aluno nos processos seletivos do MEC. Quem tira zero não pode entrar no Sisu, nem no ProUni e muito menos no FIES. Além disso, a redação também é o primeiro critério de desempate na disputa por bolsas de estudo em faculdades particulares e vagas em instituições públicas de ensino superior.

Na edição mais recente do Enem, 53.032 candidatos tiveram nota zero e 104 tiraram a máxima, 1.000 pontos. Outros 47.770 chegaram quase lá: ficaram entre 901 e 999 pontos. Na edição anterior, esse número foi de 35.719.

Em relação a edições anteriores, foi uma melhora e tanto. Em 2014, por exemplo, mais de meio milhão de estudantes zeraram no texto!


Nota das provas objetivas do Enem

Muita gente acha que a nota máxima de cada uma das provas do Enem (Linguagens, Matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza) é 1.000 pontos.

Só que o Enem adota um sistema de avaliação complexo, que avalia o conhecimento do aluno não pelo número de questões que ele acertou, mas pela coerência das respostas e desempenho em relação a todos os outros candidatos. Por isso é quase impossível tirar zero numa prova objetiva, assim como tirar 1.000 ou mais também é uma raridade.
 
A menor nota registrada na edição mais recente do Enem, por exemplo, foi de 280,2 pontos em Matemática. A mais alta, curiosamente, foi em Matemática também: 1.008,2!

Veja a nota geral dos participantes em cada uma das quatro provas objetivas. A referência é o Enem de 2015:

Ciências Humanas e suas Tecnologias:

• Nota mínima: 314,3
• Nota máxima: 850,6
• Média: 558,1

Ciências da Natureza e suas Tecnologias:
• Nota mínima: 334,3
• Nota máxima: 875,2
• Média: 478,8

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias:
• Nota mínima: 302,6
• Nota máxima: 825,8
• Média: 505,3

Matemática e suas Tecnologias:
• Nota mínima: 280,2
• Nota máxima: 1.008,2
• Média: 467,9

Como calcular a nota do Enem

O MEC utiliza um sistema tão complexo para calcular as notas do Enem que é impossível fazer uma estimativa com base apenas nos erros e acertos do gabarito. Claro, se você acertou muitas questões provavelmente vai obter uma boa pontuação.

A metodologia utilizada é a Teoria da Resposta ao Item (TRI). O cálculo da TRI confere ao candidato uma pontuação de acordo com uma escala de dificuldade que leva em consideração o desempenho geral de todos os participantes na prova, além de identificar chutes.

Dessa forma, dois candidatos que acertaram o mesmo número de questões podem ter notas diferentes no Enem.

Tem também a redação, que é corrigida anonimamente por pelo menos dois avaliadores. Eles analisam cinco quesitos, atribuindo até 200 pontos a cada um deles. Depois as notas das duas correções são somadas e divididas por dois.


Faculdades que aceitam a nota do Enem

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos superiores e que aceitam a nota do Enem para ProUni, FIES e ingresso direto:

Veja também:
Como calcular a nota do Enem


Você fez o Enem? Como foi seu desempenho? Conte para a gente aqui nos comentários!