A pontuação mínima para se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni) é de 450 pontos na média das provas do Enem e nota maior do que zero na redação. No entanto, para conseguir entrar nos cursos mais concorridos o candidato precisa ter um desempenho no Enem bem superior ao mínimo exigido.

Veja, a seguir, qual a nota que você precisa tirar no Enem para conseguir uma bolsa do ProUni!

Nota do Enem para entrar no ProUni em Medicina

O curso de Medicina é, disparado, o mais concorrido de muitos vestibulares. Nos programas do Governo Federal que usam o Enem para classificar candidatos a bolsas em faculdades particulares (como o ProUni) e a vagas em universidades públicas (como o Sisu), o curso de Medicina também está entre os mais disputados.
A nota do Enem para garantir uma vaga em curso de Medicina pelo ProUni varia de acordo com a faculdade, turno, cidade e modalidade de concorrência (com ou sem cotas). Historicamente, a nota de corte do ProUni para entrar em Medicina tem variado entre 700 e 800 pontos no Enem.

Nota do Enem para entrar no ProUni em Engenharia

Quem pretende entrar na faculdade de Engenharia pelo ProUni também precisa ter uma boa nota no Enem. Assim como acontece com o curso de Medicina, as Engenharias são bastante procuradas. Em edições anteriores, a nota de corte para entrar em Engenharia pelo ProUni ficou por volta de 700 pontos.

Nota do Enem para entrar no ProUni em Direito

As vagas para bolsas de estudo no curso de Direito pelo ProUni também são bastante disputadas. Se você tiver uma pontuação entre 650 e 700 pontos no Enem, aumentam as suas chances de conseguir entrar em Direito.

Como funciona a nota de corte do ProUni

A nota de corte do ProUni é a menor pontuação no Enem possível para entrar em determinado curso, turno, faculdade e modalidade de concorrência. A partir do segundo dia de inscrições, o sistema do ProUni verifica as notas do Enem de todos os candidatos para uma mesma vaga (mesmo curso, turno, unidade da faculdade e modalidade de concorrência) e publica a nota de corte.

O MEC ressalta que a nota de corte não garante a vaga durante o período de inscrições, serve apenas para o candidato ter uma ideia da pontuação necessária para passar e mudar sua opção de curso, se desejar. Se você não atingiu a nota de corte e quiser trocar de curso, pode fazer isso quantas vezes quiser enquanto durarem as inscrições do ProUni. O sistema vai considerar a última opção que você confirmou.

Vale lembrar que, não importa o curso que você queira, quanto maior a sua pontuação no Enem, maiores são as suas chances de conseguir uma bolsa do ProUni. E ter uma boa nota na redação também faz toda a diferença.

Isso porque, se dois candidatos para a mesma vaga tiverem nota igual no Enem, o ProUni usa a nota da redação para fazer o desempate. Se ainda assim os dois candidatos tiverem a mesma nota, o sistema usa os critérios de desempate a seguir, nesta ordem:

  • Maior nota na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias.
  • Maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias.
  • Maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
  • Maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Cursos menos concorridos do ProUni

Se você não teve um desempenho muito acima da média no Enem e precisa da bolsa do ProUni para entrar na faculdade, uma opção é escolher os cursos menos concorridos na área do seu interesse. Você pode consultar essa informação no site do ProUni, depois de fazer sua inscrição. Olhando as notas de corte, você poderá ter uma ideia dos cursos que exigem menos pontos no Enem. Historicamente, alguns cursos de licenciatura e cursos no formato a distância (EAD) exigem uma pontuação menor.

Inscrição do ProUni

O ProUni tem duas edições por ano, no primeiro e no segundo semestre, normalmente nos meses de janeiro e junho. A inscrição é gratuita e deve ser feita somente pela internet, no site oficial do programa.

Quem pode participar do ProUni

Além de ter feito o Enem no ano anterior, com pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior do que zero na redação, para participar do ProUni é necessário ter uma renda familiar mensal de até 3 salários mínimos por pessoa, não ter diploma de curso superior e cumprir pelo menos um dos critérios a seguir:
  • ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública, ou em escola da rede privada como bolsista integral;
  • ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, como bolsista integral da escola privada;
  • ser pessoa com deficiência;
  • ser professor efetivo da rede pública de ensino, concorrendo a bolsas em cursos de licenciatura (nesses casos não há requisitos de renda).
Candidatos com renda mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa podem concorrer a uma bolsa integral e estudantes com renda de até três salários mínimos por pessoa podem concorrer a uma bolsa parcial (50%).

Veja também:

Sua nota do Enem é suficiente para entrar no ProUni? Conte para a gente aqui nos comentários!