Todo ano, entre os meses de setembro e novembro, a UWC (United World Colleges, ou Colégios do Mundo Unido) seleciona alunos do primeiro ano do ensino médio para bolsas de estudo no exterior em um dos treze países onde atua.

A primeira bolsa para um aluno brasileiro foi 1962 e, desde então, 150 alunos do país já passaram pela experiência de estudar por dois anos em um dos Colégios do Mundo Unido.

O processo seletivo da UWC para bolsas de ensino médio no exterior tem três fases:

1. Prova escrita, com redação e questões de múltipla escolha (matemática, português, lógica e conhecimentos gerais), e uma carta de apresentação

2. Entrevista pessoal

3. Convívio, quando os pré-selecionados passam um fim de semana em uma chácara e fazem dinâmicas de grupo

Em cada colégio da organização, alunos e professores de mais de 100 nacionalidades convivem em um ambiente especialmente desenvolvido para promover a paz e a compreensão entre os povos por meio da educação. O idioma oficial, na maior parte dessas escolas, é o inglês. No entanto, para o processo seletivo, a UWC não exige o conhecimento desse idioma.

Os interessados em ganhar uma das bolsas de estudo para cursar o ensino médio no exterior devem estar no primeiro ano do ensino médio e fazer a inscrição no site da organização. A inscrição é paga, mas alunos que não possam arcar com essa despesa podem pedir isenção da taxa de inscrição. As bolsas de estudo podem ser parciais ou integrais e cobrem os custos de hospedagem, alimentação e ensino pelo período de dois anos. A passagem deve ser paga pelo aluno, mas quem não tem condições de pagar a passagem pode procurar a UWC, que se compromete a buscar uma alternativa, seja financiando a passagem diretamente, ou contando com a ajuda dos comitês nacionais e das escolas.

Como o projeto de bolsas da UWC é voltado para a criação de um mundo melhor, buscando a compreensão das diferenças e a convivência entre os povos, o perfil do candidato é um ponto importante da seleção. A organização busca jovens que se identifiquem com esse ideal, que estejam abertos para conviver com pessoas que têm as mais diversas histórias de vida, religiões e ideologias políticas. “Pessoas sectárias ou desinteressadas, egoístas ou comodistas, não devem se inscrever.”, avisa o site. O nível de exigência dos colégios é alto, por isso é importante ter um bom desempenho escolar. Além disso, o candidato deve ter maturidade, responsabilidade, motivação, capacidade de liderança e, claro, mente aberta para outras culturas e pessoas.

O diploma desses colégios é aceito em mais de 100 países, inclusive no Brasil, bastando para isso validar o certificado na Secretaria de Educação. Quem escolhe o país onde o aluno vai estudar é a própria organização, de acordo com o perfil do candidato. Os países onde a UWC atua são: Estados Unidos, Itália, Canadá, Índia, Noruega, País de Gales, Venezuela, Suazilândia, Hong Kong, Cingapura, Costa Rica, Bósnia-Herzegovina e Holanda.

As inscrições para bolsa de estudo de ensino médio no exterior são feitas em www.uwc.org.br.