Quem foi Zumbi dos Palmares?

O líder dos refugiados, conhecido como Zumbi, nascido em 1655, foi o último líder do Quilombo dos Palmares, que era o maior quilombo do período colonial, com cerca de 30 mil pessoas. Os quilombos eram locais onde os escravos se refugiavam quando fugiam das fazendas.

Zumbi se tornou o líder do Quilombo dos Palmares ao recusar a oferta de paz do governador da Capitania de Pernambuco, contrariando assim o então líder Ganga Zumba, dessa forma continuando a resistência contra a opressão portuguesa.

Após quinze anos de liderança, o quilombo foi invadido pelo bandeirante Domingos Jorge Velho e foi totalmente destruído, com Zumbi sendo ferido. Ele resistiu por dois anos em um reduto, e veio a falecer em 20 de novembro de 1695.

Nos Vestibulares

No contexto dos vestibulares, este tema é muito importante e está em evidência nos últimos anos. A partir de 2003, quando em 9 de janeiro a lei 10.639 incluiu o dia da consciência negra no calendário didático, tornou-se obrigatório o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira.

Nesta área, diversos assuntos são abordados como: o ingresso do negro no mercado de trabalho, as cotas raciais em universidades e concursos públicos, a discriminação da sociedade de um modo geral e por parte das autoridades, entre outros.

Questões

Confira abaixo um exemplo de questão que abordou esse tema e também uma proposta de redação relacionada ao assunto. Confira:

(ENEM) - Questão 32:

A lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003, inclui no currículo dos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, a obrigatoriedade do ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira e determina que o conteúdo programático incluirá o estudo da História da África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinentes à História do Brasil, além de instituir, no calendário escolar, o dia 20 de novembro como data comemorativa do “Dia da Consciência Negra”.

(Disponível em: http://www.planalto.gov.br Acesso em: 27 jul 2010 (adaptado))

A referida lei representa um avanço não só para a educação nacional, mas também para a sociedade brasileira, porque:

a) legitima o ensino das ciências humanas nas escolas.b) divulga conhecimentos para a população afro-brasileira.c) reforça a concepção etnocêntrica sobre a África e sua cultura.d) garante aos afrodescendentes a igualdade no acesso à educação.e) impulsiona o reconhecimento da pluralidade étnico-racial do país.

Proposta de Redação

Hoje, no Brasil, o negro apresenta o mesmo status social que o branco?

“No dia 20 de novembro celebra-se o Dia da Consciência Negra. A data, comemorada nacionalmente desde 1978 e com feriados em algumas cidades desde 1995, marca o aniversário de morte de Zumbi, o líder do Quilombo de Palmares. Esse dia serve para motivar uma reflexão sobre a condição racial no Brasil. Sobre isso, há muitas polêmicas, retomadas todos os anos: se para a lei todos somos iguais, é possível dizer que ainda existe racismo no Brasil? Que desafios os negros enfrentam em relação à inclusão social? Como se explica a pequena quantidade de negros em espaços sociais de prestígio no Brasil? O que deve ser feito para reduzir os efeitos da escravidão sofridos até hoje? Reflita sobre essas questões e desenvolva uma dissertação argumentativa sobre o tema: Atualmente, no Brasil, o negro apresenta o mesmo status social que o branco?”

Resposta

A resposta da questão anterior é a letra E.

Feriado

Em 2011 foi sancionada a lei 12.519/2011, que determina a data 20 de novembro como o Dia da Consciência Negra. Em mais de 800 cidades este dia é considerado feriado, nesses estados ao menos uma cidade considera esse dia feriado: Alagoas (todas as cidades), Amazonas (todas as cidades), Amapá (todas as cidades), Bahia (algumas cidades), Espírito Santo (algumas cidades), Goiás (algumas cidades), Maranhão (apenas uma cidade), Minas Gerais (algumas cidades), Mato Grosso do Sul (apenas uma cidade), Mato Grosso (todas as cidades), Paraíba (apenas uma cidade), Paraná (algumas cidades), Rio de Janeiro (todas as cidades), Rio Grande do Sul (algumas cidades), São Paulo (algumas cidades) e Tocantins (apenas uma cidade).