Quanto ganha um Jornalista

Apesar de não precisar mais fazer a graduação de Jornalismo para trabalhar como tal, é importante ressaltar que muitas emissoras de TV que possuem jornais de renome exigem esse diploma. A média salarial para essa carreira, segundo o Salariômetro, é de R$ 2.592 por mês para os recém-formados.

No entanto, essa é uma das profissões mais disputadas e, por isso, esse valor pode se diferenciar dependendo do posto que cada jornalista ocupa. Para os profissionais que possuem prestígio, o salário pode chegar até R$ 20.000 por mês, mas isso só se aplica a âncoras de telejornais de reconhecimento internacional. Normalmente, a média salarial para jornalistas experientes é de R$ 7.000 por mês.

Setor público

Alguns jornalistas preferem seguir a carreira no setor público, apesar de haver menos oportunidades de emprego e crescimento dentro da empresa; o salário, em média, é de R$ 3.221,20 por mês. Para os que desejam fazer a prova do concurso público, é necessário estudar bastante. Os jornalistas podem exercer suas funções em qualquer empresa que esteja ligada de alguma forma com a comunicação:

  • Universidades – como professores;
  • Rádio universitária;
  • Prefeitura;
  • Órgãos de pesquisa.

Setor privado

A maioria dos jornalistas optam por trabalhar no setor privado, pois há mais oportunidades de crescimento profissional nesse campo. O profissional que optar por esse setor pode conseguir emprego em universidades, rádio, TV, revistas, blogs, centros de pesquisa, entre outros: Veja exemplos de cargos com seus respectivos salários*:

  • Assessor de imprensa: R$ 2.350,00;
  • Assessor de comunicação: R$ 2.664,08;
  • Repórter: R$ 2.845,40;
  • Redator: R$ 1.849,76;
  • Produtor editorial: R$ 2.755,22;
  • Coordenador de mídias sociais: R$ 3.182,79;
  • Editor de texto: R$ 4.288,82;
  • Editor de vídeo: R$ 1.682,56;
  • Coordenador de comunicação: R$ 4.618,68;
  • Gerente de comunicação: R$ 6.231,61.

Mercado de trabalho para o curso de Jornalismo

O mercado de trabalho para os jornalistas está em crescimento, pois essa é uma das carreiras que mais tem acompanhado o desenvolvimento da tecnologia na comunicação. Desse modo, têm surgido novos campos de trabalho para esse profissional, além dos mercados clássicos de rádio, TV e jornal. A internet é o meio de comunicação mais dinâmico que existe atualmente; nessa mídia os leitores são mais exigentes e, por isso, a tendência do mercado de trabalho é contratar cada vez mais jornalistas para exercer suas funções em sites de notícia, portais e blogs.

É importante que os jornalistas tenham uma especialização e que saibam falar com fluência um segundo idioma para se destacar nesse ramo, pois existe muita concorrência. Outra maneira de garantir um emprego é possuindo um ótimo currículo. Entretanto, durante a graduação é possível começar a construir um bom currículo com os estágios. O valor da bolsa dos estágios em São Paulo é, em média, de R$ 800 por mês*. A região que mais oferece oportunidades de emprego para os jornalistas atualmente é a Sudeste, pois nessa região estão as sedes das maiores emissoras do país.

Exterior

Os jornalistas podem preferir trabalhar no exterior e, para isso, é fundamental saber falar o idioma do país em onde pretende conseguir um emprego. Existem, atualmente, várias agências de emprego que ajudam os profissionais interessados em uma carreira no exterior. Além disso, as emissoras de TV brasileiras mandam alguns jornalistas para diversos países para serem seus correspondentes internacionais.

O curso de Jornalismo

O Jornalismo é a profissão que se dedica a investigar, desvendar e publicar os fatos de interesse público para manter a população bem informada. Essas informações são divulgadas por diferentes mídias como rádio, televisão e, atualmente, pela internet, que tem ganhado grande destaque nesse ramo.

Desde 2009 o Supremo Tribunal Federal decidiu que o indivíduo que almejar ser um jornalista não precisa ter o ensino superior em Jornalismo para o exercício profissional. Porém, muitas instituições de ensino superior ainda oferecem o curso de Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Rádio e TV, pois várias emissoras de TV e rádio preferem os jornalistas que possuem esse curso. Desse modo, a graduação em Jornalismo é disponibilizada na modalidade bacharel, tem duração de quatro anos em média e se desenvolve em meio período. Assim, os graduandos conseguem conciliar o estudo com um estágio remunerado.

A grade curricular possui conteúdos próprios para a formação humanista dos alunos com disciplinas como língua portuguesa, economia, teoria da comunicação, sociologia, filosofia, história e geografia. Os estudantes desse curso precisam gostar de comunicação e saber ler e escrever com maestria. Além disso, é necessário ser curioso, atencioso aos detalhes e saber pesquisar.

Saiba mais sobre a carreira do jornalista!

O que você achou da remuneração do jornalista? Conte pra gente nos comentários!

*Salariômetro da FIPE - fevereiro 2015.