O nutricionista trata e previne a carência de nutrientes, garante a qualidade do que comemos em restaurantes e analisa tudo que é produzido para consumo humano – desde a preparação até a medição da quantidade de gorduras e açúcares contidas em um produto.

A profissão possui um campo de atuação bastante amplo. Dentre os principais empregadores, podemos citar indústrias diversas, hospitais, hotéis, restaurantes e clubes. Como autônomo, o nutricionista pode ter seu próprio consultório ou oferecer consultoria.

A carreira está em alta no Brasil, impulsionada pela necessidade da população de rever hábitos alimentares e buscar um estilo de vida mais saudável. As médias salariais estão subindo aos poucos, seguindo o ritmo de crescimento da atuação desse profissional.

Confira a seguir quanto ganha um nutricionista e onde identificar as melhores oportunidades desta carreira!


Piso salarial do nutricionista

Os nutricionistas não possuem um salário profissional único no Brasil. Cada sindicato é livre para definir o valor mínimo que deve ser pago a esses profissionais.

No Mato Grosso do Sul, por exemplo, o piso é de R$ 2.703 (para 40 horas semanais). Na Bahia, é um pouco mais alto: R$ 2.963, para a mesma carga horária.

Em São Paulo, o Sindicato dos Nutricionistas define os valores por setor de atuação. Confira:

  • Indústria: R$ 2.383
  • Comércio: 2.383
  • Hospitais e Clínicas: R$ 2.500
  • Refeitórios Coletivos: R$ 2.155

A Federação Nacional dos Nutricionistas (FNN) oferece uma tabela de referência que pode ser muito útil para quem trabalha de forma autônoma. Veja os valores sugeridos para cada atividade:
  • Consulta em Nutrição Clínica: R$ 97
  • Tratamento em Nutrição Clínica: R$ 195
  • Consulta via Plano de Saúde: R$ 48
  • Treinamento em Nutrição e Dietética: R$ 146 por hora
  • Rotulagem de Alimentos: R$ 489

Média salarial do nutricionista

A média salarial de um nutricionista é de R$ 2.300, de acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho.

Os valores podem variar entre R$ 1.600 e R$ 3.200. É preciso ter em mente que é comum o nutricionista trabalhar em mais de uma instituição ao mesmo tempo e acumular salários ou ganhos diferentes. A Catho avalia apenas o valor oferecido no mercado por um único emprego.

Rio de Janeiro e São Paulo lideram a lista dos estados que melhor remuneram os nutricionistas, seguidos por Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Na lanterna vêm os estados de Goiás e Paraná.

Confira a média salarial dos nutricionistas em alguns estados brasileiros:

  • Bahia: R$ 2.157
  • Distrito Federal: R$ 2.096
  • Goiás: R$ 1.841
  • Minas Gerais: R$ 2.075
  • Paraíba: R$ 2.189
  • Paraná: R$ 1.914
  • Pernambuco: R$ 2.092
  • Rio de Janeiro: R$ 2.330
  • Rio Grande do Sul: R$ 2.278
  • Santa Catarina: R$ 2.214
  • São Paulo: R$ 2.320

Nos diversos ramos de atuação do nutricionista, encontramos as seguintes médias salariais:
  • Gerente de Nutrição: R$ 3.084
  • Supervisor de Nutrição: R$ 2.554
  • Nutricionista Clínico: R$ 2.342
  • Nutricionista de Produção (atua na gestão nutricional em indústrias): R$ 2.265
  • Nutricionista de Qualidade: R$ 2.133
  • Nutricionista Comercial: R$ 2.064
  • Nutricionista Esportivo: R$ 2.022

Pela pesquisa da Catho é possível concluir que os salários mais altos para nutricionistas estão nos cargos de liderança. Portanto, fica aqui uma boa dica: se você gosta de gerenciar pessoas, fazer controle de produção, acompanhar a preparação dos alimentos e garantir a qualidade do produto, talvez seja uma boa também se preparar para investir em cursos de especialização ligados à gestão depois de se formar em Nutrição.


Onde estudar Nutrição

O curso de Nutrição tem duração média de quatro anos e é oferecido apenas em grau de bacharelado – ou seja, forma profissionais para atuar no mercado de trabalho ou em institutos de pesquisa.

Com boa disponibilidade em faculdades públicas e privadas de todo o Brasil, é bastante procurado nos processos seletivos dessas instituições (Enem, Sisu, ProUni e Vestibular tradicional).
Durante os estudos, os alunos terão contato como disciplinas como Anatomia Humana, Bioquímica, Fisiologia, Avaliação Nutricional e Tecnologia dos Alimentos.

Confira algumas das principais instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) que oferecem essa graduação em diversas partes do País:

Universidades Privadas:


Universidades Públicas:

Veja também:
Curso de Nutrição


Tem interesse em estudar Nutrição? O que achou dos salários? Fale para a gente nos comentários!