O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi criado pelo Governo Federal em 2005 e já beneficiou mais de um milhão de estudantes com bolsas de estudos em faculdades particulares de todo o Brasil.

O processo seletivo usa a nota do Enem para classificar os candidatos e acontece duas vezes por ano, para ingresso dos bolsistas no primeiro e no segundo semestre letivo. A cada edição, são oferecidas centenas de milhares de bolsas integrais e parciais em universidades privadas de todas as regiões do País.

Apesar de já ter mais de dez anos e ser bastante divulgado, muita gente tem dúvidas sobre como o Programa funciona, quais são as regras do ProUni e quem pode participar desse processo seletivo.

Preparamos um guia com as principais dúvidas para que você saiba tudo sobre o ProUni!

O que é o ProUni?

O ProUni é uma iniciativa do Governo Federal que facilita o acesso estudantes de baixa renda ao ensino superior por meio da concessão de bolsas de estudo.

Usando a nota do Enem como critério, o processo seletivo do ProUni classifica candidatos a bolsas de estudos parciais (50%) e integrais (100%) nas universidades privadas que participam do Programa.

Quem pode fazer o ProUni?

O ProUni beneficia estudantes brasileiros de baixa renda que ainda não tenham um diploma de nível superior.

Para participar, é obrigatório ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano imediatamente anterior, com desempenho mínimo de 450 pontos nas provas objetivas e nota maior do que zero na prova de Redação.

Os candidatos ao ProUni também devem cumprir pelo menos uma das exigências a seguir:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública, ou em escola da rede privada como bolsista integral;
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da escola privada;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor efetivo da rede pública de ensino, concorrendo a bolsas em cursos de licenciatura (nesse caso não há requisito de renda).

Os requisitos de renda dependem do tipo de bolsa que o estudante pode tentar:

  • Bolsa integral: para estudantes com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.
  • Bolsa parcial: para estudantes com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.

Já sou formado. Posso me inscrever no ProUni?

O ProUni é um programa que beneficia estudantes que ainda não tenham um diploma de nível superior. Se você já se formou na faculdade, não pode se candidatar a uma bolsa do ProUni.

Já estou na faculdade particular. Posso me inscrever no ProUni?

Se você estiver matriculado em uma universidade privada, ainda não possuir um diploma de nível superior e preencher os requisitos de participação, poderá se inscrever no ProUni.

Estou fazendo universidade pública. Posso me inscrever no ProUni?

Caso preencha todos os requisitos de participação, você pode se inscrever no ProUni mesmo estando matriculado em uma universidade pública. No entanto, se for selecionado pelo ProUni, precisará optar por apenas uma das vagas: ou permanecer na universidade pública, ou ser bolsista do ProUni na faculdade privada.

Existe ProUni para pós-graduação?

Não. O ProUni oferece bolsas exclusivamente para cursos de graduação (bacharelado, licenciatura e tecnológico).

Existe ProUni para curso a distância (EAD)?

Sim. O ProUni também oferece bolsas de estudos em faculdades privadas para cursos a distância.

Vale lembrar os cursos EAD exigem que o aluno compareça a um polo presencial para realizar algumas atividades, como provas finais, aulas de laboratório (quando previstas no programa do curso) e apresentação do trabalho final. A bolsa do ProUni não cobre despesas com deslocamento, materiais, infraestrutura (internet) ou equipamentos para acessar o curso a distância.

Os cursos EAD participantes do ProUni são todos reconhecidos pelo MEC, o que garante a validade do diploma.

Saiba mais em: ProUni vale para EAD?

ProUni e Sisu são a mesma coisa?

Não. ProUni e Sisu são programas do Governo Federal para promover o acesso ao ensino superior e usam a nota do Enem para classificar os candidatos, mas as duas iniciativas são diferentes.

Entenda as principais diferenças entre ProUni e Sisu:

  • ProUni: oferece bolsas de estudos em faculdades privadas e tem requisitos de renda para participar.
  • Sisu: oferece vagas em universidades públicas e não tem limite de renda para participar.

ProUni e FIES são a mesma coisa?

Não. O ProUni oferece bolsas de estudos, enquanto o FIES oferece financiamento da mensalidade da faculdade. O FIES é um empréstimo estudantil a juros baixos (3,4% ao ano) financiado pelo Governo Federal.

Posso usar ProUni e FIES ao mesmo tempo?

Em alguns casos, sim. O bolsista parcial do ProUni pode usar o financiamento do FIES para pagar a outra metade da mensalidade, desde que seja para o mesmo curso e faculdade onde o estudante tem a bolsa do ProUni e a soma dos dois benefícios não ultrapasse o valor da mensalidade com desconto.

Quando tem ProUni?

O ProUni acontece duas vezes por ano, normalmente nos meses de janeiro e junho.

A primeira edição do ProUni seleciona candidatos para ingresso no primeiro semestre e o ProUni do meio do ano classifica bolsistas para início no segundo semestre letivo.

Quais são as universidades que participam do ProUni?

São muitas as universidades participantes do ProUni e elas estão presentes em todas as regiões do Brasil.

Conheça algumas das principais:

Saiba mais em: Quais são as universidades que aceitam o ProUni e quais são os cursos

Você pretende se candidatar a uma bolsa de estudos pelo ProUni? Deixe um comentário!