O Enem está chegando e daqui a pouco será o dia de encarar a temida prova de redação. Você está preparado para escrever um texto bem argumentado sobre um tema da atualidade?

Para fazer uma boa redação no Enem não existe segredo nem fórmula mágica. É preciso estar por dentro das notícias, estudar o cenário político, econômico e social no Brasil e no mundo, além de ter uma visão global dos principais assuntos em debate.

A redação ainda é um dos itens que mais reprovam e geram nota baixa no Enem. Seja porque o candidato não seguiu o formato solicitado, porque não soube ordenar as ideias ou não conseguiu convencer o avaliador.

Para que você não passe por uma situação semelhante, preparamos a seguir algumas dicas que vão ajudá-lo a garantir uma boa nota no Enem. Confira!

Entenda o que a redação avalia

A redação do Enem avalia cinco competências básicas dos estudantes:

  1. Dominar a escrita formal da língua portuguesa.
  2. Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos de diferentes áreas de conhecimento no desenvolvimento do tema.
  3. Apresentar argumentos em defesa de um ponto de vista.
  4. Demonstrar que sabe construir essa argumentação de forma coerente.
  5. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado respeitando os direitos humanos

Traduzindo essas cinco competências, temos as seguintes dicas para você:

Preste atenção nos detalhes

A redação requer bastante interpretação de texto. É preciso ler e reler o enunciado até não restar nenhuma dúvida sobre o tema proposto. Preste atenção para não cometer erros que resultem em perda de pontos.

Coisas que você não deve fazer na redação do Enem:

  • Repetir os textos motivadores da redação no texto
  • Escrever menos de sete linhas
  • Fugir do tema ou do modelo proposto
  • Apresentar ideias soltas, sem um encadeamento
  • Ferir os Direitos Humanos

Entenda o formato da redação

Para fazer uma boa redação do Enem você precisa entender qual é o modelo pedido na prova.

O Enem utiliza um modelo chamado de dissertativo-argumentativo em prosa, ou seja, um texto corrido, bem estruturado, coerente e de acordo a realidade atual.

É bastante simples, mas é preciso ter cuidado com dois pontos fundamentais:

1. No texto, é preciso deixar bem claro qual é a sua ideia a respeito do tema.

2. Não pode fugir do tema. Mantenha-se centrado no assunto durante todo o texto.

Estude os assuntos da atualidade

A redação do Enem aborda temas comuns, da nossa realidade.

O segredo para uma boa redação, nesse caso, é mostrar que você está atualizado e possui argumentos para debater o tema.

Para isso é preciso ler jornais, sites, assistir TV, acompanhar noticiário internacional (para os temas globais, por exemplo), ler artigos de especialistas e entender o contexto histórico dos fatos.

Estude a Gramática

Basta um errinho no texto para perder pontos na redação. O domínio da língua culta é um dos principais requisitos de avaliação do Enem. Por isso, estude bastante as normas gramaticais atuais, das mais simples até as mais complexas. No seu texto, preste bastante atenção a quesitos como:

  • Pontuação
  • Grafia correta das palavras (cuidado com o novo acordo ortográfico)
  • Acentuação
  • Concordância
  • Regência
  • Conjugação de verbos
  • Divisão silábica na mudança de linha (acredite, essa pega muita gente de surpresa!)

 

Pratique bastante

Redação é uma técnica que precisa ser praticada. Portanto, não hesite em pegar uma caneta, um papel e escrever pelo menos um ou dois textos por semana no formato pedido pelo Enem. Enquanto tiver praticando, procure contabilizar o tempo que você leva para fazer tudo isso.

Lembre-se que a redação do Enem deve ser feita em apenas uma hora, depois de já ter encarado 90 questões. Nesse tempo, você precisa elaborar uma proposta, escrever no rascunho, revisar e passar a limpo, sem erros.

Use redações nota mil como modelo

Anote todos os possíveis temas da redação desse ano e procure referências legais de textos que receberam nota máxima (1.000) nos exames anteriores. Só com isso você já vai ter um bom material para começar a praticar.

Mostre seus textos ao professor, para receber as orientações de como melhorar.

Reforce sua argumentação

Sempre que possível, inclua na redação informações que reforcem sua argumentação. Elas darão mais substância ao texto. Veja alguns itens:

  • Dados estatísticos
  • Citações ou depoimentos de pessoas especializadas no assunto
  • Pesquisas feitas por institutos relevantes
  • Referências históricas

Só não vale inventar. Lembre-se de que o avaliador conhece o assunto e não será enganado facilmente.

Fique atento às pegadinhas

Embora os organizadores digam que não, o Enem costuma, sim, ter algumas “pegadinhas” na redação, principalmente em relação à interpretação de texto. Esteja bastante atento a isto para não desenvolver o tema de forma equivocada. Leia tudo com muita atenção.

Direitos humanos: você precisa conhecê-los!

Ao final da redação, você vai ter que desenvolver uma solução para o problema exposto no tema. Esse texto precisa, sobretudo, apresentar uma proposta que respeite os direitos humanos em sua totalidade, sem distinção de etnias, classe, nacionalidades ou orientação sexual.

Pontos de vista religiosos e posicionamentos políticos devem ser postos em discussão apenas se fizerem sentido no texto. Fora isso, evite.

Veja também:

Prova do Enem 2015

Como você está se preparando para a redação do Enem? Conte para a gente aqui nos comentários!