O Programa Universidade para Todos (ProUni) é uma das principais iniciativas do Governo Federal para facilitar o acesso da população de baixa renda ao ensino superior.

O ProUni oferece bolsas de estudos em faculdades particulares de todo o Brasil. Com inscrições duas vezes por ano, atrai milhões de interessados a cada edição.

O processo seletivo do ProUni é totalmente informatizado e usa como critério a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano imediatamente anterior. Desta forma, quem quiser participar da seleção regular para uma bolsa do ProUni em 2016 deverá ter feito o Enem em 2015.

Descubra quem pode se candidatar a uma bolsa do ProUni 2016, como se inscrever, como funciona a seleção e muito mais!

Qual a data de inscrição do ProUni 2016?

As inscrições para a segunda edição do ProUni 2016 abrem no dia 7 de junho e encerram às 23h59 do dia 10 de junho de 2016. Ou seja, é bom ficar de olho nas datas, pois são poucos dias!

Como fazer a inscrição do ProUni 2016

Para fazer sua inscrição no ProUni 2016, você deve cumprir os requisitos de participação e fazer o seguinte procedimento:

  1. Acessar o site do ProUni.
  2. Informar seu número de inscrição e senha do Enem 2015.
  3. Informar um endereço de e-mail e um telefone válidos (o MEC poderá usá-los para entrar em contato com você).
  4. Informar seus dados cadastrais pessoais e de seu grupo familiar (para fins de cálculo de renda, entre outros).
  5. Escolher até duas opções entre as vagas disponíveis, marcando: faculdade, local de oferta (unidade ou campus), curso, turno, tipo de bolsa e modalidade de concorrência.
  6. Confirmar a inscrição.

Calendário do ProUni 2016

O calendário da segunda edição do ProUni 2016 foi divulgado pelo MEC. Confira as principais datas:

  • Inscrições: 7 a 10 de junho de 2016.
  • Resultado - Primeira chamada: 13 de junho de 2016.
  • Resultado - Segunda chamada: 27 de junho de 2016.
  • Prazo para declaração de interesse em participar da lista de espera: 8 a 11 de julho de 2016.

Quem pode participar do ProUni 2016?

Podem participar do ProUni estudantes brasileiros com renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa, que não tenham diploma de curso superior e que cumpram pelo menos um dos critérios a seguir:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola pública, ou em escola particular como bolsista integral.
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola pública e parcialmente em escola particular, na condição de bolsista integral da escola privada.
  • Ser pessoa com deficiência.
  • Ser professor efetivo da rede pública de ensino, concorrendo a bolsas em cursos de licenciatura (nesses casos não há requisitos de renda).

Quais os tipos de bolsa do ProUni 2016?

É possível conseguir dois tipos de bolsa de estudos pelo ProUni. O benefício está ligado à renda familiar. Confira:

  • Bolsa integral: cobre o total (100%) da mensalidade da faculdade particular. É reservada a candidatos com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.
  • Bolsa parcial: cobre a metade (50%) da mensalidade da faculdade particular e a outra metade é paga pelo estudante. É destinada aos candidatos com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.

Vale lembrar que:

  • A bolsa de estudos do ProUni é paga diretamente pelo Governo à faculdade. O estudante não recebe o valor em dinheiro.
  • Ao se formar, o estudante não precisa pagar o valor de volta ao Governo, pois não se trata de crédito estudantil.

Quais as etapas do processo seletivo do ProUni 2016?

O processo seletivo do ProUni tem duas etapas:

  1. Processo regular: além de cumprir os requisitos listados anteriormente, o candidato precisa ter feito o Enem 2015 e ter conseguido pelo menos 450 pontos na média das provas objetivas e nota acima de zero na redação. Quem for selecionado nessa etapa deve comparecer à faculdade para apresentar a documentação necessária e fazer sua matrícula no prazo determinado para não perder a vaga.
  2. Bolsas remanescentes: tem o objetivo de preencher as vagas não ocupadas durante o processo regular. Para participar,  o candidato pode ter feito o Enem de anos anteriores (2010, 2011, 2012, 2013, 2014 ou 2015). O desempenho mínimo também é exigido: 450 pontos, pelo menos, na média das provas objetivas e nota acima de zero na redação.

Como funciona o ProUni 2016?

O ProUni é um processo totalmente informatizado e em 2016 não será diferente. Quando o candidato se inscreve no ProUni 2016, o sistema recupera automaticamente a nota que ele obteve no Enem 2015.

O ProUni então vai selecionando os melhores, comparando a nota do Enem de quem disputa bolsas em um mesmo curso, turno, faculdade e modalidade de concorrência (cotas ou não).

Os participantes podem mudar de curso enquanto durarem as inscrições. Valerá sempre a última opção que foi gravada no sistema.

Resultado do ProUni 2016

O resultado do ProUni 2016 será divulgado em duas chamadas: nos dias 13 de junho e 27 de junho de 2016. Os participantes poderão consultar o resultado em seu boletim de desempenho individual, acessando a área de inscrição com seu login e senha.

Faculdades que participam do ProUni

A quantidade de vagas disponíveis e as faculdades participantes mudam a cada edição do ProUni. Você pode conferir a lista durante o período de inscrições. Confira algumas instituições que costumam oferecer vagas do ProUni:

Veja também:

Prouni é difícil?

Você vai tentar uma bolsa do ProUni em 2016? Conte para a gente aqui nos comentários!