Você sabia que um veterinário pode trabalhar em cerca de 80 áreas diferentes? Pois é! Engana-se quem pensa que esses profissionais cuidam apenas de cães e gatos em pet shops e clínicas especializadas.

O trabalho de quem se forma em Medicina Veterinária vai muito além do que estamos acostumados a imaginar. Ele é, por exemplo, indispensável em grandes fazendas de criação de bovinos e suínos, na indústria alimentícia e de medicamentos para uso animal, em laboratórios, agências de saúde pública e centros de pesquisa.

Quem investir para valer nesta carreira pode encontrar salários de mais de R$ 15.000 em grandes empresas.

Conheça a seguir as variações de salário dos veterinários e saiba como identificar as áreas com melhores oportunidades nesta carreira!

Salário médio de um veterinário

No Brasil, o salário médio de um médico veterinário é de R$ 3.524. Os valores podem variar entre R$ 1.735 e mais de R$ 7.000, de acordo com pesquisa do Banco Nacional de Empregos (BNE).

A remuneração muda de acordo com o tempo de experiência do profissional e o porte da empresa:

  • Veterinário em início de carreira: de R$ 1.735 a R$ 2.932
  • Com 2 a 4 anos de experiência: de R$ 2.169 a R$ 3.665
  • Com 4 a 6 anos de experiência: de R$ 2.711 a R$ 4.582
  • Com 6 a 8 anos de experiência: de R$ 3.389 a R$ 5.727
  • Mais de 8 anos de experiência: de R$ 4.236 a R$ 7.159

Existem outros cargos que o veterinário pode ocupar e que podem render um salário mais interessante. São normalmente funções ligadas à gestão e fiscalização em empresas de grande porte.

  • Gerente de Atividades Veterinárias: R$ 16.418 (média de R$ 6.476)
  • Veterinário Sanitarista: R$ 10.613 (média de R$ 5.255)
  • Pesquisador em Medicina Veterinária: R$ 5.886 (média de R$ 3.709)
  • Professor de Medicina Veterinária: R$ 7.431 (média de R$ 3.658)

O Guia de Profissões e Salários da Catho revela valores um pouco abaixo do BNE. Aqui, a média salarial nacional de um veterinário é de R$ 2.596, com o mínimo de R$ 1.620 e o máximo de R$ 4.208.

Os setores que melhor remuneram são os de produção de alimentos, com média de R$ 3.107, e o de prestação de serviços, com média de R$ 2.472.

Piso salarial do veterinário

A Lei 4.950-A de 1966 estabelece o salário mínimo profissional para veterinários, engenheiros, químicos, arquitetos e agrônomos. Por ela, os profissionais devem receber pelo menos seis salários mínimos por uma jornada de seis horas diárias.

Para jornadas de oito horas diárias, o valor sobe para 8,5 salários mínimos.

Fique atento na hora de negociar um trabalho, pois nem todas as empresas cumprem este quesito.

Concurso público para veterinário

Há uma boa quantidade de concursos públicos para veterinários no Brasil. Os melhores salários estão nas universidades públicas, onde o profissional deve atuar como professor (nesse caso, é preciso ter títulos acadêmicos como mestrado ou doutorado). As demais ofertas são para trabalhar em prefeituras de cidades do interior e têm salários variados.

Confira alguns exemplos de concursos recentes para veterinários:

  • Universidade de São Paulo (USP): R$ 6.040
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA): R$ 5.978
  • Polícia Militar de São Paulo: R$ 5.897
  • Prefeitura de Erechim (RS): R$ 4.884
  • Prefeitura de João Monlevade (MG): R$ 2.113
  • Prefeitura de Orleans (SC): R$ 2.060

Mercado de trabalho para veterinários

O Brasil é dos maiores produtores de carne e leite do mundo, dono de um dos maiores rebanhos do planeta. Como se não bastasse, é também um dos que têm a maior população de animais domésticos (como cães e gatos). Isso significa um mundo de oportunidades de trabalho para veterinários.

Boa parte dos empregos (e também os mais vantajosos) para quem quer trabalhar no ramo da agropecuária estão nas regiões Centro-Oeste, Norte e parte da Sudeste. Nos grandes centros urbanos, as ofertas encontram-se em clínicas de animais domésticos e silvestres e em indústrias que lidam com processamento de alimentos de origem animal.

Outra área de atuação que vem crescendo é o de vigilância ambiental e controle de zoonoses (doenças transmitidas por animais). É possível trabalhar em órgãos de saúde pública como funcionário concursado promovendo ações de assistência e de controle populacional animal.

Pesquisa e desenvolvimento de produtos para o mercado, formulação de políticas públicas e assessoria veterinária também são áreas que começam a despontar com força no Brasil. Fique esperto!

O campo é bom também para veterinários que desenvolvem habilidades em gestão e que podem trabalhar com planejamento, orientação e administração de atividades veterinárias.

Onde estudar para ser veterinário

Medicina Veterinária é uma profissão regulamentada. Para atuar na área, o profissional precisa ter diploma de nível superior em uma instituição de ensino credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) e registro junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) do estado onde atua.

O curso é do tipo bacharelado e tem duração de cinco anos. Está disponível apenas na modalidade presencial e parte das faculdades que oferecem esta graduação encontra-se no interior do País.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Medicina Veterinária:

Veja também:

Quanto custa estudar Medicina Veterinária

Está pensando em ser veterinário? Conte para a gente o que achou dos salários!