O enfermeiro tem um talento natural para cuidar das pessoas, uma característica que tem sido bastante apreciada no mercado.

Além de clínicas e hospitais, esse profissional também é contratado para serviços de atendimento domiciliar (home care), resgate de vítimas, clubes, navios cruzeiros, universidades e até junto à sua própria comunidade, promovendo ações de saúde.

Com a ampliação do campo de trabalho, veio também a melhoria dos salários e o aumento da empregabilidade na área. Um enfermeiro pode receber até R$ 16.000 por mês.

Veja qual é o salário deste profissional pelo Brasil e onde estão as melhores oportunidades para quem quer ingressar nesta carreira!

Salário médio de um enfermeiro

O salário médio de um enfermeiro está na casa dos R$ 3.000, de acordo com informações do Banco Nacional de Empregos (BNE). Naturalmente, os valores podem mudar de acordo com o tempo de experiência do profissional e o porte da empresa onde ele trabalha.

Dá uma olhada em quanto o mercado paga hoje em dia, em média:

  • Enfermeiro recém-formado: de R$ 1.481 a R$ 2.504
  • 2 a 4 anos de experiência: de R$ 1.852 a R$ 3.230
  • 4 a 6 anos de experiência: de R$ 2.315 a R$ 3.912
  • 6 a 8 anos de experiência: de R$ 2.894 a R$ 4.891
  • Mais de 8 anos de experiência: de R$ 3.617 a R$ 6.114

Quem se aventura por áreas mais específicas da Enfermagem pode encontrar salários mais altos que a média geral:

  • Enfermeiro de Bordo (navios e aviões): média de R$ 3.808 e máxima de R$ 7.735.
  • Enfermeiro Nefrologista (acompanha pacientes com doenças renais): média de R$ 3.755 e máxima de R$ 7.628.
  • Enfermeiro Sanitarista (saúde pública): média de R$ 3.745 e máxima de R$ 7.608.
  • Enfermeiro Intensivista (acompanha pacientes em estado grave): média de R$ 3.474 e máxima de R$ 7.057.
  • Enfermeiro Obstétrico (cuida de mulheres grávidas e recém-nascidos): média de R$ 3.602 e máxima de R$ 7.318.
  • Enfermeiro Psiquiátrico (cuida de pacientes com problemas mentais): média de R$ 3.306 e máxima de R$ 6.715.

Em cargos gerenciais, os salários são ainda melhores. Um Gerente de Enfermagem, por exemplo, recebe mais ou menos R$ 6.500, com possibilidade de chegar a ganhar mais de R$ 16.000. Já um supervisor pode receber de R$ 4.214 a R$ 10.683.

Em outra pesquisa, a Catho faz um apanhado de quanto ganha um enfermeiro pelo Brasil afora. As médias, em geral, são um pouco mais baixas que as apresentadas pelo BNE. Acompanhe:

  • Bahia: R$ 2.627
  • Ceará: R$ 2.278
  • Distrito Federal: R$ 2.403
  • Espírito Santo: R$ 2.019
  • Goiás: R$ 2.530
  • Minas Gerais: R$ 2.407
  • Pará: R$ 2.465
  • Paraná: R$ 2.293
  • Pernambuco: R$ 2.004
  • Rio de Janeiro: R$ 2.532
  • Rio Grande do Sul: R$ 2.642
  • Santa Catarina: R$ 2.263
  • São Paulo: R$ 3.041

Segundo a Catho, os melhores salários estão nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Os menores, no Espírito Santo e Pernambuco.

Talvez você nem imagine, mas a quantidade de especialidades que um enfermeiro pode adotar na carreira é imensa. Veja a remuneração média em algumas delas:

  • Coordenador de Enfermagem: R$ 4.054
  • Enfermeiro SCIH (serviço de controle de infecção hospitalar): R$ 4.474
  • Enfermeiro Auditor: R$ 3.649
  • Enfermeiro do Trabalho: R$ 3.159
  • Enfermeiro de UTI: R$ 3.282
  • Enfermeiro Visitador (em domicílio): R$ 2.405
  • Enfermeiro de Centro Cirúrgico: R$ 3.499
  • Enfermeiro de Educação Continuada: R$ 3.681
  • Enfermeiro Responsável Técnico: R$ 2.985

Melhores oportunidades para enfermeiros

Quem gosta de Enfermagem e quer enveredar pela área de ensino e pesquisa pode encontrar boas oportunidades em universidades públicas.

Nas federais, os salários iniciais ficam na faixa de R$ 8.500 para quem entrar no regime de dedicação exclusiva. Quem já está na docência superior há mais tempo pode receber acima de R$ 10.000.

Enfermeiros que alcançam o posto de Professor Titular podem receber mais de R$ 17.000.

A questão principal é: ocupar esses cargos não é moleza!

Além de exigir pós-graduação de alto nível, como mestrado (no mínimo), doutorado (mais indicado) ou mesmo pós-doutorado, o enfermeiro que quiser atuar como professor de uma universidade federal ainda vai ter que passar num concurso público concorridíssimo. Quem está realmente disposto a seguir por este caminho precisa investir pesado em estudos e pesquisas.

Piso salarial para enfermeiros

O enfermeiro não conta com um piso salarial único válido em todo o Brasil. O valor muda de acordo com as convenções e acordos coletivos firmados pelos sindicatos de cada estado.

Informe-se sobre valores no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) de sua região.

Concursos públicos para enfermeiros

Há uma boa quantidade de concursos disponíveis para enfermeiros em todo o País. Os salários geralmente ficam dentro da média nacional e, vez ou outra, é possível encontrar oportunidades realmente imperdíveis.

Veja exemplos retirados de concursos recentes:

  • Universidade Estadual Paulista (UNESP): R$ 5.181
  • Prefeitura de Ibirubá (RS): R$ 5.100
  • Prefeitura de Imigrante (RS): R$ 4.442
  • Fundação de Desenvolvimento da Unicamp (FUNCAMP): R$ 3.901
  • Prefeitura de Naviraí (MS): R$ 3.025
  • Prefeitura de Colatina (ES): R$ 1.789

Onde estudar para ser enfermeiro

O curso de Enfermagem tem cinco anos de duração e pode ser feito presencialmente ou a distância. A maioria das graduações forma bacharéis, mas algumas faculdades oferecem também a opção de licenciatura, que forma professores.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Enfermagem:

Nessas faculdades você vai poder estudar com qualidade pagando menos . É que todas elas participam do ProUni e do FIES, além de terem suas próprias iniciativas de descontos, bolsas e parcelamento facilitado das mensalidades.

Veja também:

Quanto custa estudar Enfermagem?

Está pensando em estudar para ser enfermeiro? O que achou dos salários? Comente!