A carreira de Psicologia deu uma bela guinada nos últimos anos e ampliou bastante seu campo de atuação – o que também se reflete no bolso desses profissionais.

Os psicólogos, hoje, são figuras essenciais em consultórios, hospitais, no setor de Recursos Humanos de grandes empresas, em equipes esportivas, em centros de reabilitação social e até na definição de estratégias de vendas na indústria.

Conforme a profissão vai se expandindo, o curso de Psicologia vai acompanhando no mesmo passo. A graduação já figura entre as dez mais procuradas do Sisu e do ProUni, os dois maiores processos seletivos para o ensino superior do Brasil!

Embora a concorrência na área seja grande, ainda há mercado para o psicólogo no País, especialmente para aqueles que não têm problemas em se aventurar em um modelo autônomo de trabalho.

Descubra a seguir todos os detalhes do curso e da profissão de Psicologia e decida se vale a pena fazer esta graduação!

Psicologia é o curso certo para mim?

Antes de optar por uma graduação em Psicologia, você deve fazer uma pesquisa rigorosa sobre o que se estuda neste curso e quais são as práticas profissionais mais comuns de quem trabalha na área.

Psicologia é um curso recomendável para quem gosta de ajudar pessoas a superarem problemas ou identificarem suas qualidades e pontos fortes. Em praticamente qualquer ramo de atuação profissional que você escolher mais na frente, essa missão estará presente.

Veja algumas características da graduação, do perfil do psicólogo e da prática profissional para saber se vale a pena fazer Psicologia:

  • Lidar com pessoas será uma constante durante toda a vida profissional do psicólogo. Para se dar bem na carreira, é preciso “gostar de gente”.
  • É imprescindível ser observador e analítico. Parte da prática profissional do psicólogo deriva dessas duas características.
  • Ter um perfil investigativo é legal! Pesquisar características e formas de tratamento de transtornos, por exemplo, pode render um bom diferencial para o psicólogo em um mercado de trabalho competitivo.
  • Tem que ter bastante paciência. Os acompanhamentos psicológicos em geral são longos e complexos.
  • Tem que ter visão de mercado e uma boa rede de contatos para se dar bem como autônomo.
  • Dinamismo é fundamental. Dada a versatilidade da profissão, um psicólogo pode trabalhar tanto prestando assistência a detentos como no departamento de Marketing de uma multinacional.

O curso tem cinco anos de duração e pode ser feito em grau de bacharelado (a grande maioria) e licenciatura (que habilita professores na área).

Dá para fazer Psicologia a distância?

Infelizmente, o Ministério da Educação (MEC) ainda não autorizou o funcionamento de nenhum curso de Psicologia a distância.

As únicas alternativas possíveis para quem realmente só pode estudar a distância é optar por cursos que envolvam um mínimo de conhecimento em Psicologia, como Marketing e Gestão de Recursos Humanos – mas é preciso lembrar que quem optar por esses cursos não pode atuar como psicólogo tradicional em clínicas e consultórios.

O curso de Marketing habilita o profissional a pensar e desenvolver estratégias de vendas para melhorar o potencial econômico da empresa onde trabalha. O pouco de Psicologia que se vê nesta graduação envolve o perfil do consumidor, as tendências de consumo e os princípios neurocientíficos por trás da publicidade e da propaganda.

Já a Gestão de Recursos Humanos habilita o profissional a lidar com seleção, treinamento e desenvolvimento de pessoas em uma organização. Este curso tem uma abordagem mais próxima da Psicologia do que o de Marketing, mas em apenas em uma das áreas de atuação.

A terceira alternativa é para quem já é formado: existem diversos cursos de pós-graduação em Psicologia a distância.

O que se estuda em Psicologia?

O curso mistura muito conteúdo da área de Ciências Humanas e da Saúde e traz algumas atividades práticas no currículo. Num dia o aluno terá que se preparar para encarar muitas horas de leituras, debates, discussões de teorias e análises de casos. No outro, terá que participar de algumas aulas de fisiologia humana em laboratórios de anatomia!

A grade curricular varia de uma instituição para outra, mas, de forma geral, os alunos de Psicologia vão ter acesso às seguintes disciplinas:

  • Aconselhamento
  • Análise de Comportamento
  • Antropologia
  • Atendimento Clínico
  • Ética
  • Etologia
  • Neuroanatomia
  • Neurociência
  • Neurofisiologia
  • Processos Cognitivos
  • Psicanálise
  • Psicologia Clínica
  • Psicologia da Aprendizagem
  • Psicologia da Personalidade
  • Psicologia do Desenvolvimento
  • Psicologia Organizacional
  • Psicologia Social
  • Psicopatologia
  • Relações humanas
  • Sociologia
  • Técnicas de Exame e Avaliação

Mercado de trabalho para psicólogos

O psicólogo atua em clínicas, consultórios especializados, escolas, centros de reabilitação social e hospitais, prestando atendimento à população que precisa apoio para superar uma perda, uma doença ou tem que lidar com uma nova condição de vida.

A profissão cresceu e se modernizou muito nos últimos anos, abraçando áreas até então distantes da atuação clássica. Hoje o psicólogo pode trabalhar também com:

  • Orientação vocacional
  • Análise de tendências de consumo
  • Equipes esportivas
  • Recrutamento e seleção de funcionários em grandes empresas
  • Gestão de pessoas
  • Comunicação e desenvolvimento tecnológico
  • Consultoria

Uma boa notícia que deve interessar a todos que estão em dúvida se vale a pena ou não fazer Psicologia: um estudo recente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que a área está entre as que tiveram o maior rendimento nos últimos anos.

Quanto custa estudar Psicologia

Quem já estiver decidido a fazer Psicologia vai encontrar faculdades que cobram entre R$ 500 e R$ 3.000. A média nacional é de R$ 940 mensais.

Norte e Nordeste têm as mensalidades mais baratas, enquanto o Centro-Oeste e o Sul têm as médias mais elevadas. O Sudeste tem a maior diferença de preços entre as faculdades mais baratas e mais caras!

Compare os preços do curso de Psicologia nas cinco regiões do Brasil:

Região Norte

  • Valor mínimo: R$ 600
  • Média: R$ 840
  • Valor máximo: R$ 1.500

Região Nordeste

  • Valor mínimo: R$ 600
  • Média: R$ 850
  • Valor máximo: R$ 1.500

Região Sudeste

  • Valor mínimo: R$ 500
  • Média: R$ 950
  • Valor máximo: R$ 3.000

Região Sul

  • Valor mínimo: R$ 500
  • Média: R$ 1.050
  • Valor máximo: R$ 1.800

Região Centro-Oeste

  • Valor mínimo: R$ 600
  • Média: R$ 1.100
  • Valor máximo: R$ 1.600

Onde estudar Psicologia

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Psicologia:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Quanto custa estudar Psicologia?

Para você, vale a pena ou não investir numa faculdade de Psicologia? Conte para a gente nos comentários!