Medicina é um dos cursos mais tradicionais e concorridos do Brasil. Quem consegue ingressar nessa faculdade vai encarar uma grade curricular também desafiadora: são seis anos de dedicação em tempo integral para dar conta de todas as matérias.

As disciplinas teóricas exigem pesquisa e leitura e há ainda as aulas práticas, tanto em laboratórios quanto nos hospitais-escola. Lá o estudante entra em contato com situações reais, vai acompanhar o atendimento a pacientes e aprender sobre tratamentos nas diferentes áreas médicas.

O curso de Medicina é oferecido apenas na modalidade presencial. Para exercer a profissão é preciso ter o diploma de uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e estar credenciado junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM) de seu estado.

Confira em detalhes as matérias que fazem parte da grade curricular de Medicina. Veja também opções de universidades para garantir que seu diploma terá validade no mercado!

Grade curricular de Medicina

A grade curricular de Medicina pode mudar de acordo com cada universidade, com diferenças no nome da disciplina, no conteúdo e na ordem em que aparecem no currículo. Pode variar também de região para região, privilegiando temas e tratamentos mais necessários para a população local.

No entanto, qualquer currículo deve atender aos parâmetros definidos pelo MEC. Ou seja, são as diretrizes gerais que irão garantir que no curso de Medicina o aluno possa:

• Compreender os aspectos biológicos, a estrutura e o funcionamento do corpo humano.

• Compreender o processo saúde-doença do indivíduo e da população em relação a diversos fatores: sociais, culturais, comportamentais, psicológicos, éticos e legais.

• Ser capaz de fazer o exame físico, entender a história clínica do paciente, reconhecer sinais e sintomas, atender de forma ética e humanística.

• Promover a saúde, diagnosticar, prognosticar e conduzir a terapia dos pacientes em todas as fases da vida.

Confira algumas disciplinas que podem ser encontradas na grade curricular de Medicina, organizadas de acordo com cada ano de graduação. Você irá notar que existem muitas atividades relacionadas à aprendizagem e também muita prática em pesquisa e assistência a pacientes!

Grade curricular do primeiro ano de Medicina

No primeiro ano de curso o aluno tem contato com matérias das Ciências Biológicas que serão a base para compreender o funcionamento do corpo humano. Conheça algumas:

• Anatomia

• Biologia Celular

• Bioquímica

• Embriologia

• Fisiologia

• Genética

• Histologia

• Imunologia

Também neste primeiro ano começam as matérias específicas da área médica, como por exemplo:

• Ambiente e Saúde

• Bioética e Direitos Humanos

• Saúde da Família

• Saúde e Sociedade

Grade curricular do segundo ano de Medicina

A estrutura curricular deste segundo ano de Medicina é semelhante ao ano anterior, ou seja, com várias matérias das Ciências Biológicas e conteúdos introdutórios da área médica.

Veja alguns exemplos de matérias da área biológica:

• Epidemiologia

• Fisiopatologia

• Imagenologia

• Parasitologia Médica

• Sistemas Orgânicos Integrados

Entre as matérias da área médica estão:

• Psicologia Médica

• Propedêutica Médica

Grade curricular do terceiro ano de Medicina

Nos dois semestres deste terceiro ano ainda aparecem matérias das Ciências Biológicas, como Farmacologia, por exemplo. No entanto, o estudante começa a percorrer diferentes caminhos da carreira médica, especializados em diferentes públicos, como:

• Clínica Cirúrgica

• Clínica Médica

• Saúde da Criança e do Adolescente

• Saúde da Mulher

Grade curricular do quarto ano de Medicina

No quarto ano do curso de Medicina o espaço para outras áreas do conhecimento diminui e as matérias da área médica são abordadas com mais profundidade em temas como:

• Clínica Cirúrgica

• Clínica Médica

 Os estudantes começam a explorar outros campos de atuação da Medicina, tanto em matérias teóricas quanto práticas, como por exemplo:

• Aspectos Legais da Prática Médica

• Doenças Infecciosas e Parasitárias

• Emergências Médicas

• Saúde do Idoso

• Saúde Mental

Grade curricular dos anos finais de Medicina

O quinto e o sexto ano de Medicina são dedicados aos internatos médicos. O estudante irá passar pelas diversas áreas de atuação, aprender a diagnosticar sintomas, identificar situações de intervenção médica, tratamentos, enfim, colocar em prática seu aprendizado, sempre sob a supervisão de médicos professores.

Entre as áreas do internato estão a clínica médica, cirurgia, ginecologia, obstetrícia, pediatria e saúde coletiva. O internato pode ser realizado tanto no hospital-escola da universidade quanto em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

Muitas universidades exigem que o estudante realize um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) como requisito para a formatura. Ao concluir o curso, o recém-formado estará apto a atuar como clínico geral. Para exercer a profissão, é preciso antes fazer o registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) de seu estado.

É bem comum que, depois de se formar, muitos continuem a maratona de estudos em uma Residência Médica. Trata-se de uma especialização com duração entre dois e três anos, na qual é possível aprofundar o estudo em alguma área da Medicina. Entre as mais conhecidas, podemos citar Psiquiatria, Ginecologia e Obstetrícia, Neurologia, Pediatria, Oftalmologia e muitas outras.

Onde estudar Medicina

Confira algumas universidades autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Medicina:

Universidades Privadas:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA-UNIDERP) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA) 

Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)

Universidade de Franca (UNIFRAN) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidades Públicas:

• Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

• Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

• Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)

• Universidade Federal da Bahia (UFBA)

• Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Veja também:

Curso de Medicina

E então, o que você achou da grade curricular de Medicina? Conte para a gente nos comentários!