O processo seletivo do Programa Universidade para Todos (ProUni) acontece duas vezes por ano (normalmente em janeiro e junho) e atrai milhares de candidatos a cada edição. Desde que foi criado, em 2004, mais de 1,4 milhão de estudantes foram beneficiados por esta iniciativa. Por meio do ProUni os selecionados recebem uma bolsa parcial ou integral para estudar em universidades particulares de todo o País.

O Programa seleciona estudantes de forma rápida e organizada. Há um período curto de inscrições, seguido de primeira chamada, segunda chamada e lista de espera. O processo usa como critério a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente e segue o mesmo padrão todos os anos. Se você for classificado em primeira chamada, fica sabendo do resultado logo após as inscrições.

Confira o cronograma do ProUni, em quanto tempo sai o resultado e o que é preciso fazer para se inscrever!

Quando sai o resultado do ProUni

Todo o processo, das inscrições até a convocação dos candidatos em lista de espera, acontece em um mês e meio, aproximadamente. Saiba quanto tempo você precisa esperar para saber se conseguiu uma bolsa:

Primeira chamada: até três dias corridos após o encerramento do período de inscrições. Normalmente os selecionados têm uma semana para comprovar as informações fornecidas na inscrição. Em seguida, devem efetuar a matrícula no curso escolhido.

Segunda chamada: aproximadamente duas semanas após a primeira chamada. Os selecionados nesta etapa também têm uma semana para comprovar as informações fornecidas na inscrição. Em seguida, devem efetuar a matrícula no curso escolhido.

Abertura da lista de espera: cerca de 10 dias após a segunda chamada. Se o seu nome não apareceu em nenhuma das chamadas, resta ainda a oportunidade de se inscrever na lista de espera. As inscrições só começam depois que todos os selecionados efetuam a matrícula nas universidades. Assim é possível identificar as vagas em aberto e disponibilizá-las para outros candidatos. O resultado da lista de espera é divulgado dentro do prazo aproximado de uma semana. 

Cronograma padrão do ProUni

O ProUni funciona assim: todos os anos, acontece uma primeira edição em janeiro e uma segunda em junho. O processo é realizado da mesma forma nas duas vezes e tudo corre bem rápido. É preciso ficar atento aos prazos e etapas do ProUni! Confira o cronograma padrão seguido nos últimos anos para entender um pouco melhor:

Edição de janeiro do ProUni:

• Segunda quinzena de janeiro: inscrições.

• Final de janeiro e primeira semana de fevereiro: primeira chamada e comprovação das informações.

• Segunda quinzena de fevereiro: segunda chamada e comprovação das informações.

• Final de fevereiro e primeira semana de março: inscrições na lista de espera.

• Segunda semana de março: convocação de candidatos da lista de espera.

Edição de junho do ProUni:

• Segunda semana de junho: inscrições.

• Terceira semana de junho: primeira chamada e comprovação das informações.

• Quarta semana de junho e primeira de julho: segunda chamada e comprovação das informações.

• Segunda semana de julho: inscrições na lista de espera.

• Terceira semana de julho: convocação de candidatos da lista de espera.

Esse cronograma padrão é apenas um guia. As datas podem mudar a cada edição. Fique atento para não perder nenhum prazo!

Como se inscrever no ProUni

É muito simples! A inscrição no ProUni é gratuita e deve ser feita pela internet, na página do Programa.

O candidato precisa informar o número de inscrição e a senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado no ano anterior.

Depois, deve escolher até duas opções de faculdade, curso e turno entre as vagas disponíveis naquela edição do Programa. É preciso também informar se quer entrar na disputa por cotas ou na ampla concorrência.

Ah! Se você tiver esquecido o número de inscrição ou a senha do Enem, pode recuperar esta informação na página oficial do Exame.

Os requisitos do ProUni

É necessário cumprir uma série de requisitos para concorrer a uma bolsa do ProUni. Confira:

•1. A primeira exigência você já conhece: ter realizado o Enem no ano imediatamente anterior à inscrição no Programa. Podem se inscrever estudantes que tenham obtido, no mínimo, 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação.

2. Os candidatos não podem ter diploma de curso superior.

3. Para se candidatar a uma bolsa do ProUni, sua renda familiar mensal não pode ultrapassar três salários mínimos por pessoa.

4. Por fim, os estudantes que desejam se inscrever no ProUni precisam atender ainda a pelo menos um dos seguintes requisitos:

• Ter feito o ensino médio completo em escola pública.

• Ter feito o ensino médio completo em escola particular na condição de bolsista integral.

• Ter feito parte do ensino médio em escola pública e parte em escola particular na condição de bolsista integral.

• Ser pessoa com deficiência.

• Ser professor da rede pública, integrante do quadro permanente, concorrendo a uma bolsa em curso de licenciatura. Neste caso não é necessário cumprir requisitos de renda.

Faculdades que participam do ProUni

As vagas do ProUni são distribuídas de forma diferente a cada semestre entre as universidades participantes. A lista de instituições e o número de vagas oferecidas a cada edição ficam disponíveis no site oficial do Programa durante o processo seletivo.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos superiores que costumam participar do ProUni:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA) 

Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade de Franca (UNIFRAN) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) 

Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)

Faculdade Nordeste (FANOR | DeVry) – em Fortaleza 

Faculdade Boa Viagem (FBV | DeVry) – em Recife 

Faculdade Ruy Barbosa (Ruy Barbosa | DeVry) – em Salvador 

Veja também:

Como entrar no ProUni com a nota do Enem

Vai se inscrever no ProUni? Pretende conseguir bolsa em qual curso? Conte para a gente nos comentários!