Direito é daqueles cursos que podem ser bem acessíveis ou custar uma pequena fortuna por mês – se você procurar, vai encontrar faculdades em tudo quanto é faixa de preço. Tem instituições que cobram R$ 400 e outras que custam mais de R$ 4.000!

Boa parte dessa variação vem da quantidade de faculdades de Direito disponíveis no País – são mais de 1.000 cursos em instituições públicas e privadas espalhadas por todo o território nacional. Não é à toa que essa graduação tem o maior número de alunos matriculados no Brasil: 814 mil, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior.

Se você está pensando em seguir carreira jurídica, descubra os preços das faculdades de Direito em todo o Brasil, como conquistar bolsas de estudos, financiar o curso ou conseguir descontos nas mensalidades!

Preço das faculdades de Direito

Dos 1.145 cursos de Direito existentes no Brasil, 967 estão em faculdades privadas.

Quem quer entrar nesta graduação vai encontrar mensalidades com valor médio de R$ 880. Só que, como existe muita oferta, é possível achar valores muito abaixo e muito acima disso.

Para ajudar você a encontrar a faculdade que melhor se encaixa em sua realidade financeira, preparamos o listão abaixo com algumas instituições divididas por faixas de valores. Confira.
 

Faculdades de Direito que custam até R$ 500

• Universidade Nove de Julho (UNINOVE) – São Paulo (SP)
• Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP) – Salto (SP)
• Faculdade Lions (FAC-Lions) – Goiânia (GO)
• Universidade Paulista (UNIP) – São Paulo (SP)
• Universidade Iguaçu (UNIG) – Itaperuna (RJ)
• Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) – Uberaba (MG) e Juiz de Fora (MG)
• Faculdade Católica de Rondônia (FCR) – Porto Velho (RO)
• Faculdade da Alta Paulista (FAP) – Tupã (SP)
• Faculdade de Ciências Humanas de Cruzeiro (FACIC) – Cruzeiro (SP)
• Universidade de Santo Amaro (UNISA) – São Paulo (SP)

Faculdades de Direito que custam de R$ 501 a R$ 1.000

Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Niterói (RJ), Petrópolis (RJ), Vitória (ES), Resende (RJ), Nova Iguaçu (RJ), Nova Friburgo (RJ), São José (SC), Vila Velha (ES), Juiz de Fora (MG), São Gonçalo (RJ), Duque de Caxias (RJ), Cabo Frio (RJ)
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) – Osasco (SP), Valinhos (SP), Campinas (SP), Passo Fundo (RS), Bauru (SP), Goiânia (GO)
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) – São Paulo (SP)
Universidade de Franca (UNIFRAN) – Franca (SP)
• Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) – Arapongas (PR), Bandeirantes (PR)
• Universidade da Amazônia (UNAMA) – Belém (PA)
• Faculdade Maurício de Nassau (FMN) – Recife (PE)
• Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas (FACITEC) – Brasília (DF)
• Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana (FAT) – Feira de Santana (BA)
• Universidade de Caxias do Sul (UCS) – Guaporé, Vacaria, Bento Goncalves, Caxias Do Sul, Farroupilha e Canela - todas no RS

Faculdades de Direito que custam de R$ 1.001 a R$ 1.500

• Faculdade Nordeste (FANOR | DeVry) – Fortaleza (CE)
• Faculdade Ruy Barbosa (Ruy Barbosa | DeVry) – Salvador (BA) 
• Faculdade Boa Viagem (FBV | DeVry) – Recife (PE) 
• Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE) – São Bento Do Sul (SC)
• Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) – Campo Grande (MS)
• Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) – Santa Maria (RS)
• Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR) – Vitória da Conquista (BA)
• Faculdade de Macapá (FAMA) – Macapá (AP)
• Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE) – Campinas (SP)
• Universidade de Cuiabá (UNIC) – Cuiabá (MT)

Faculdades de Direito que custam de R$ 1.501 a R$ 2.000

• Faculdade Ibmec (IBMEC) – Belo Horizonte (MG)
• Faculdade Politécnica de Campinas (POLICAMP) – Campinas (SP)
• Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) – Porto Alegre (RS)
• Instituto Superior do Litoral do Paraná (ISULPAR) – Paranaguá (PR)
• Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) – São Leopoldo (RS)
• Faculdade de Direito Professor Damásio de Jesus (FDDJ) – São Paulo (SP)
• Faculdade Baiana de Direito e Gestão (FBDG) – Salvador (BA)
• Faculdades Integradas de Vitória (FDV) - Vitória (ES)
• Centro Universitário Univates (UNIVATES) – Lajeado (RS)
• Faculdade Assis Gurgacz (FAG) – Cascavel (PR)

Faculdades de Direito que custam acima de R$ 2.000

• Escola de Direito de São Paulo (DIREITO GV) – São Paulo (SP)
• Escola de Direito do Rio de Janeiro (DIREITO RIO) – Rio de Janeiro (RJ)
• Faculdade de Ciências Econômicas (FACAMP) – Campinas (SP)
• Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas Ibmec (Faculdades IBMEC) – Rio de Janeiro (RJ)
• Faculdade de Direito da Fundação Armando Álvares Penteado (FAD-FAAP) – São Paulo (SP)
• Faculdade Diadema (FAD) – Diadema (SP)
• Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Rio de Janeiro (RJ)

O que é importante observar antes de escolher sua faculdade de Direito

Com tanta oferta de curso, é comum as pessoas buscarem pela faculdade que cabe no bolso sem reparar em alguns aspectos fundamentais para fazer uma graduação de qualidade.

Para não cair nesta armadilha, observe os seguintes quesitos antes de escolher onde estudar:

• Verifique a avaliação da instituição e do curso junto ao Ministério da Educação (MEC). Isso é fundamental, já que uma boa avaliação garante que você vai investir num curso de qualidade e vai chegar ao mercado de trabalho preparado para exercer diversas funções. Todos os dados de avaliação podem ser consultados gratuitamente no site do e-MEC. http://emec.mec.gov.br
• Faça uma análise minuciosa da grade curricular oferecida pela faculdade, compare com o programa de outras instituições e veja se atende às suas expectativas.
• Além da mensalidade, veja se o curso está disponível no turno em que você pretende estudar (geralmente Direito é oferecido nos períodos matutino ou noturno).
• Escolha uma instituição que fique perto da sua casa ou do seu trabalho. O curso de Direito é inteiramente presencial, de forma que você precisará estar na faculdade todos os dias, de segunda a sexta.

Tem curso de Direito a distância?

Infelizmente, não. O MEC ainda não aprovou a realização de cursos de bacharelado em Direito a distância. Também não há previsão de quando isso irá ocorrer.

A boa notícia que é que há alternativas para quem quer seguir uma carreira relacionada à jurídica e não abre mão de estudar a distância.

Os cursos disponíveis nesse perfil são superiores de tecnologia, que têm um tempo de formação mais curto (dois anos) e preparam o profissional para atuar em áreas bem específicas ligadas ao Direito. São eles:

• Serviços Penais
• Gestão Ambiental
• Segurança Pública

O diploma de tecnólogo é de nível superior.

Verifique a disponibilidade na universidade ou no polo de apoio presencial do seu interesse.


A mensalidade não é o único custo da faculdade de Direito

Se você está se planejando para estudar Direito, lembre-se de que a mensalidade não é o único custo que você vai ter.

Inclua na sua conta as seguintes despesas:

• Moradia, se tiver que mudar de cidade para estudar
• Contas como luz, água, internet, IPTU e gás
• Alimentação
• Despesa com transporte diário para a faculdade (transporte público ou individual)
• Custo do material próprio do curso – aqueles livrões sobre direito penal, direito civil, etc.

Como conseguir bolsas, financiamentos e descontos para o curso de Direito

A imensa maioria das faculdades privadas do Brasil tem ou participa de programas de incentivo à formação superior.

Os mais conhecidos são:

ProUni – O Programa Universidade para Todos oferece a estudantes de baixa renda a oportunidade de fazer o curso de Direito em faculdade privada sem pagar nada ou arcando com apenas metade da mensalidade. Todos os semestres são distribuídas milhares de bolsas de estudos em todas as regiões do País. Para participar é preciso ter feito o Enem mais recente, com desempenho de pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação. Ainda é preciso se encaixar nos critérios de renda familiar e escolaridade exigidos pelo MEC. A seleção do ProUni acontece nos meses de janeiro e junho.

FIES – É o financiamento estudantil do Governo Federal que permite ao aluno de baixa renda fazer uma faculdade privada e pagar a dívida só depois da formatura. Os juros são baixos e o prazo para pagamento é longo. O FIES é concedido mediante processo seletivo. Quem fez qualquer edição do Enem a partir de 2010 e obteve pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação pode participar. Também há um critério de renda máxima a ser observado. O processo seletivo abre duas vezes ao ano, no início de cada semestre letivo.

Financiamento privado – Muitas instituições oferecem crédito estudantil privado para seus alunos. Pode ser uma boa saída para quem está passando por dificuldades financeiras temporárias e não quer interromper a graduação. Veja as opções na sua instituição de interesse.

Descontos nas mensalidades – Cada faculdade tem seu sistema de descontos. Muitas oferecem mensalidades mais baixas para quem paga em dia, para quem vem transferido de outras instituições, quem indica amigos, família, etc. Outra prática comum é oferecer bonificações a funcionários de empresas conveniadas. Consulte as condições na faculdade onde você quer estudar.

Conheça algumas faculdades de Direito reconhecidas pelo MEC onde você vai encontrar todas as vantagens financeiras que listamos acima, desde programas governamentais até descontos e convênios, passando por bolsas de estudos e financiamento sem burocracia:

Veja também:
Curso de Direito


Está de olho no curso de Direito? Já escolheu a faculdade onde quer estudar? Conte para a gente nos comentários!