O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado em 1998 para medir a qualidade de ensino médio no país. É a maior prova que temos por aqui, com milhões e milhões de estudantes inscritos. O Enem tem 180 questões, uma redação e é aplicado em dois dias.

Com o passar do tempo, foi ganhando outros usos. Hoje, com a nota obtida no exame é possível tentar uma vaga em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), conseguir uma bolsa de estudos em uma faculdade particular pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) ou ajuda para pagar as mensalidades pelo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Outra possibilidade é usar a pontuação para entrar em instituições de ensino particulares sem precisar fazer vestibular.

O que deve ficar claro é que o Enem sozinho não faz ninguém conseguir uma vaga em uma faculdade. Para concorrer a uma posição, você deve se inscrever em um dos processos seletivos que usam o desempenho no exame como forma de classificar os candidatos.

Confira a seguir todas as formas de entrar em uma faculdade utilizando a nota do Enem e veja quanto você vai precisar tirar para se inscrever e passar em cada um deles. Vamos lá?

Pontuação no Enem para entrar em uma universidade pública pelo Sisu

Se o seu sonho é entrar em uma universidade pública, pode tentar a sorte pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Para se candidatar, você deve ter feito a edição mais recente do Enem, mas não há nota mínima exigida – basta não ter zerado a redação.

O Sisu é o mais concorrido dos programas que utilizam a nota do Enem. Assim, quanto mais alta for a sua nota, mais chances você tem de passar no curso e na universidade de sua escolha. Os cursos menos disputados estão na casa dos 500 a 600 pontos. Já outras graduações, como Medicina, Direito, Odontologia e Engenharias podem pedir até 900 pontos, portanto o segredo de conseguir uma vaga pelo Sisu é estudar e muito!

Pontuação no Enem para conseguir uma bolsa de estudos em faculdade particular pelo ProUni

Para se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni) é preciso ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa (para concorrer a uma bolsa integral) ou de até três salários mínimos por pessoa (para concorrer a uma bolsa parcial, que cobre 50% do valor da mensalidade).

Quanto à nota mínima necessária para se candidatar ao ProUni, é preciso tirar pelo menos 450 pontos na média das provas da edição mais recente do Enem e não ter zerado a redação. Lembrando que essa é a nota mínima para se candidatar – quanto maior sua nota, mais chances você tem de conseguir uma vaga no curso de sua preferência.

Graduações muito procuradas, como Medicina, Odontologia e Engenharias, podem pedir mais de 800 pontos, dependendo da instituição de ensino. No entanto, é possível entrar em cursos menos concorridos com uma nota próxima ao 450.

Vejamos o exemplo do Centro Universitário Anhanguera (ANHANGUERA).  Em  edição recente do ProUni foi possível passar em Pedagogia a distância com 460 pontos. Já para garantir uma vaga em Fisioterapia na mesma instituição, a nota de corte ficou próxima a 620 pontos.

Pontuação no Enem para conseguir um financiamento estudantil pelo FIES

Quem quer fazer uma faculdade particular e não tem condições de bancar os estudos também pode tentar um financiamento estudantil pelo FIES.

Com o FIES, as condições do financiamento são para lá de facilitadas: os juros são baixíssimos, a dívida só começa a ser cobrada depois da formatura e o prazo para quitar o saldo devedor é longo.
Para se inscrever é preciso apresentar renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Quanto à nota necessária para se candidatar, são 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação. No entanto, no FIES dá para usar qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Aqui, é o mesmo caso do ProUni. Embora a nota para inscrição seja de 450 pontos, quanto maior for sua pontuação, mais chances você tem de conseguir financiar a faculdade de sua preferência, já que a nota de corte dos cursos mais concorridos pode ultrapassar os 700 pontos.

Vamos aos exemplos: com 457 pontos foi possível, recentemente, conseguir uma vaga do FIES para o curso de Gestão de Recursos Humanos no Centro Universitário Anhanguera (ANHANGUERA).  Odontologia, por sua vez, exigiu nota de corte de 646 pontos na mesma faculdade.

Pontuação no Enem para entrar em uma faculdade particular sem precisar fazer o vestibular

Muitas faculdades particulares aceitam a nota do Enem para ingresso direto, ou seja, sem que o candidato precise passar pelo vestibular tradicional.

Para tal, basta apresentar a nota do Enem e, caso atinja a pontuação necessária, é só se matricular. A pontuação necessária em cada prova pode variar de acordo com a instituição, bem como as regras de ingresso.

Aconselhamos que você leia o edital do processo seletivo da instituição de seu interesse para se informar melhor.

Faculdades que aceitam os pontos do Enem

Selecionamos uma lista de faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que contam com a facilidade do ingresso direto, ou seja, aceitam a nota do Enem no lugar do vestibular.

Quer mais? Elas também fazem parte do ProUni e do FIES, além de oferecem facilidades de pagamento próprias, como descontos nas mensalidades, bolsas de estudo e parcelamentos estudantis privados. Confira:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 
Universidade Estácio de Sá (UNESA) 
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais
Veja também:
ProUni – Tipos de bolsa

Pretende fazer o Enem e tentar uma vaga em uma faculdade por algum dos processos seletivos que mencionamos? Qual deles? Conte para a gente nos comentários!