As inscrições regulares para a primeira edição do Sisu 2018 já terminaram, mas quem participou da seleção principal e não conseguiu vaga ainda tem mais uma chance.

Assim que acaba a primeira etapa do processo seletivo, abrem as inscrições para ficar na lista de espera por uma das vagas remanescentes.

As remanescentes, como você já deve imaginar, são vagas que não foram preenchidas por motivos diversos: o estudante chamado desistiu, mudou de curso, não foi fazer a matrícula, a documentação necessária estava incompleta e coisas do tipo.

Pois bem, agora é hora de agir. Quem quer ter uma nova chance de entrar na universidade pública com a nota do Enem precisa ler este texto do começo ao fim.

Nele a gente explica tudo sobre as vagas remanescentes do Sisu 2018 e dá alternativas para você garantir sua matrícula ainda este semestre.

As vagas remanescentes do Sisu 2018

As vagas remanescentes do Sisu são aquelas que sobram depois que todos os trâmites do processo seletivo regular (seleção e a matrícula dos candidatos) se encerram.

Sim, pode acreditar: por mais concorrido que o Sisu seja, ainda pode sobrar vaga em um ou outro curso.

Portanto, quem já participou da primeira edição do Sisu 2018 e não conseguiu entrar ainda tem mais uma chance.

Veja como se inscrever a seguir.

Inscrição para vagas remanescentes do Sisu 2018

O que a gente chama de vagas remanescentes no Sisu trata-se, na verdade, de uma lista de espera.

Para se inscrever é fácil:

•1. Entre os dias 29 de janeiro e 7 de fevereiro, acesse o site do Sisu

2. Informe o seu número de inscrição no Enem 2017 e sua senha. Se esqueceu de algum, dá para recuperar no próprio site.

3. Depois de acessar o sistema, vá à opção que corresponde ao seu boletim de desempenho.

4. Clique no botão de confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu 2018.

5. Aguarde até que sua participação seja registrada e confirmada pelo sistema. Pronto. Já pode começar a torcer.

Mas atenção: só torcer não é o bastante.

Ao manifestar interesse em participar da lista, é sua responsabilidade acompanhar o que acontece a seguir.

A qualquer momento você pode ser chamado para ocupar uma vaga. Quando isso acontece, o prazo para correr e fazer a matrícula é curto.

E se você não estiver bem atento, não haverá uma terceira colher de chá. A vaga vai direto para o próximo da lista.

Portanto, durante esse período fique atento às convocações da lista de espera junto à instituição onde esteja tentando vaga.

Os selecionados começam a ser chamados no dia 9 de fevereiro e o processo pode se estender por quase dois meses.

Se até lá você não conseguir entrar, o jeito é esperar a segunda edição do Sisu ou tentar vaga em outro processo seletivo. A gente vai explicar tudo direitinho mais adiante.

Quem pode concorrer a uma vaga remanescente do Sisu 2018

Só pode se inscrever na lista de espera do Sisu 2018 quem fez o Enem 2017, não tirou zero na redação e, claro, participou do processo seletivo regular do primeiro semestre, que aconteceu entre os dias 23 e 26 de janeiro.

Outras chances de entrar na faculdade ainda em 2018

Se não rolar de entrar no Sisu, você tem várias outras chances de conseguir vaga na faculdade e começar a estudar ainda este ano: mais um Sisu, dois ProUni, dois FIES e pelo menos dois ingressos diretos.

Veja as opções em detalhes:

• Esperar a próxima edição do Sisu 2018: No meio do ano o Sisu abre inscrições novamente. A diferença aqui é que o processo seletivo é menor, com menos vagas do que no primeiro semestre. Para participar basta ter feito o Enem 2017 e não ter zerado a redação. As datas do próximo Sisu só devem ser divulgadas pelo MEC alguns dias antes da abertura das inscrições.

• Tentar uma bolsa no ProUni 2018 – O ProUni também abre duas seleções ao ano, e ambas são bem concorridas. A primeira acontece entre os dias 6 e 9 de fevereiro e irá distribuir bolsas parciais e integrais em faculdades particulares de todo o país. Para participar é preciso ter feito o Enem 2017, obtido pontuação de pelo menos 450 na média das provas e acima de zero na redação. O programa é voltado para estudantes que se encaixam em certos critérios de formação escolar e renda. É o único processo seletivo do Governo Federal que também distribui bolsas em cursos a distância.

•  Tentar financiar o curso usando o FIES 2018 – O FIES é um fundo do governo federal que permite financiar um curso superior a juros baixos e com prazo longo para pagamento da dívida. As inscrições abrem duas vezes ao ano e aqui há uma facilidade em relação ao Sisu e ao ProUni: vale usar qualquer edição do Enem a partir de 2010, desde que apresente pelo menos 450 pontos na média das provas e acima de zero na redação. O programa também exige que o candidato se enquadre em determinados critérios de renda.

• Tentar vaga pelo ingresso direto – Este é para quem não quer ter dor de cabeça na hora de conseguir vaga. Disponível nas principais faculdades particulares do país, a modalidade permite conseguir uma vaga com a nota do Enem – geralmente qualquer edição a partir de 2010. O candidato só precisa apresentar a nota obtida em cada uma das provas e, se tiver a pontuação mínima necessária, já garante vaga na hora. Aí basta fazer a matrícula e correr para o abraço.

No fim, o segredo para uma educação superior de qualidade é fazer uma faculdade reconhecida e bem avaliada pelo Ministério da Educação, que tenha boa infraestrutura e ofereça o curso que você quer fazer, na modalidade que melhor lhe convém (presencial ou a distância).

Isso ajuda – e muito – a abrir as portas do mercado de trabalho.

Portanto, antes de escolher a faculdade onde estudar, fique atento a esses detalhes, sempre.

Pensando nisso, a gente trouxe algumas sugestões para você manter no seu radar. Conheça:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidade de Franca (UNIFRAN) 

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais 

Universidade Anhembi Morumbi (a distância)

FMU (a distância)

UNIFACS (a distância) – em Salvador/BA

UnP – Universidade Potiguar (a distância) – em Natal/RN

Veja também:

Posso usar o Enem de anos anteriores?

Vai tentar uma vaga remanescente do Sisu 2018? Conte para a gente!